Evangelho do Dia

Compartilhe este conteúdo:

Ano B - DIA 02/04


Jesus lava os pés dos discípulos - Jo 13, 1-15

Antes da festa da Páscoa, sabendo Jesus que tinha chegado a sua hora, hora de passar deste mundo para o Pai, tendo amado os seus que estavam no mundo, amou-os até o fim. Foi durante a ceia. O diabo já tinha seduzido Judas Iscariotes para entregar Jesus. Sabendo que o Pai tinha posto tudo em suas mãos e que de junto de Deus saíra e para Deus voltava, Jesus levantou-se da ceia, tirou o manto, pegou uma toalha e amarrou-a à cintura. Derramou água numa bacia, pôs-se a lavar os pés dos discípulos e enxugava-os com a toalha que trazia à cintura. Chegou assim a Simão Pedro. Este disse: "Senhor, tu vis lavar-me os pés? Jesus respondeu: "Agora não entendes o que estou fazendo; mais tarde compreenderás". Pedro disse: "Tu não me lavarás os pés nunca!" Mas Jesus respondeu: "Se eu não te lavar, não terás parte comigo". Simão Pedro disse: "Senhor, então lava-me não só os pés, mas também as mãos e a cabeça". Jesus respondeu: "Quem tomou banho não precisa lavar senão os pés, pois está inteiramente limpo. Vós também estais limpo, mas não todos". Ele já sabia uem o iria entregar. Por isso disse: "Não estais todos limpos". Depois de lavar os pés dos discípulos, Jesus vestiu o manto e voltou ao seu lugar. Disse aos discípulos: “Entendeis o que eu vos fiz? Vós me chamais de Mestre e Senhor; e dizeis bem, porque sou. Se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns aos outros. Dei-vos o exemplo, para que façais assim como eu fiz para vós”.
Leitura Orante

Oração Inicial

Com a celebração da Ceia do Senhor iniciamos o tríduo pascal. É na celebração da vigília que ouviremos a narrativa do lava-pés e repetiremos o mesmo gesto de Jesus como memória do exemplo que ele nos deixou. Que durante este dia possamos conservar a Palavra em nosso coração e compreendermos com maior profundidade os seus ensinamentos.
Deixe-se conduzir pela ação do Espírito Santo que reza em nós, dizendo: Ó divino Espírito, ensina-me tudo quanto Jesus ensinou. Dá-me inteligência para entender; memória para lembrar; vontade dócil para praticar; coração generoso para corresponder aos teus convites. Amém.

1- Leitura (Verdade)

O que diz o texto bíblico? Quais são as palavras ou ensinamentos de Jesus? Qual o significado de Jesus lavar os pés dos seus discípulos? Como entendo as palavras de Jesus: "dei-vos o exemplo, para que façais assim como eu fiz para vós"? Que outros exemplos Jesus nos deixou com sua vida? Procure perceber o contexto do relato: lugares, pessoas, perguntas...
O gesto de Jesus de lavar os pés dos seus discípulos tem um significado muito grande. Vale lembrar que no Oriente Antigo, quando acolhia-se um hospede em casa, costumava-se lavar os seus pés, no sentido de acolhida e também para tirar a poeira da estrada. Aqui, quem lava os pés é Jesus, o Filho de Deus, aquele que "vós chamais de Mestre e Senhor".
Esse gesto, num primeiro momento questiona a Pedro: "Tu não me lavarás os pés nunca!" Pedro considerava que lavar os pés não era um serviço para Jesus. Ele ainda não tinha entendido a vida de Jesus como serviço e entrega.
"Entendeis o que eu vos fiz? Se eu, o Senhor e Mestre, vos lavei os pés, também vós deveis lavar os pés uns dos outros. Dei-vos o exemplo, para que façais assim como eu fiz para vós" = Jesus está instruindo seus discípulos sobre a humildade e a vivência do amor de forma concreta. Seu gesto deverá ser repetido por seus discípulos em atenção à sua palavra. Jesus deu o exemplo de serviço assumindo o lugar do servo e seus discípulos também deverão colocar-se a serviço sem reservas.

2- Meditação (Caminho)

O que o texto diz para mim, hoje? Qual palavra do texto encontrou profunda sintonia com a minha vida, com as minhas atitudes? Em minha vida, meu trabalho, meu relacionamento com as pessoas, como procuro viver os ensinamentos de Jesus? Como vivo a dimensão do serviço aos meus irmãos? Quais sentimentos o texto despertou em mim?

3- Oração (Vida)

Apresente ao Senhor a sua oração. Recorde as luzes e apelos que a Palavra despertou em seu coração e peça a graça de escolher sempre caminhar seguindo o exemplo do serviço e da entrega generosa aos irmãos.
Conclua rezando: Senhor Jesus, concede-me crer firmemente no amor que tu me revelaste e que doaste no teu Evangelho. Faze que eu ouça cada dia a tua voz que me chama a seguir-te para sentir sempre em mim os benefícios da tua redenção. Amém.

4- Contemplação (Vida e Missão)

Qual é a aplicação da Palavra em minha vida? O que me proponho a viver? Como vou atingir este propósito?

Bênção

- Que Deus nos abençoe e nos guarde. Amém.
- Que Ele nos mostre a sua face e se compadeça de nós. Amém.
- Que volte para nós o seu olhar e nos dê a paz. Amém.
- Abençoe-nos Deus misericordioso, Pai, Filho e Espírito Santo. Amém.


Ir. Angela Klidzio, fsp
angela.klidzio@paulinas.com.br

pesquise

Comentários

O gesto do lava-pés condensa toda a vida de Jesus
Com a celebração da Ceia do Senhor, iniciamos o tríduo pascal. É na última ceia de Jesus com os seus discípulos. Nessa ceia do adeus, Jesus deixa o seu testamento, suas duas últimas vontades: a fração do pão e o serviço fraterno. Para a literatura joanina, o tema do amor ocupa lugar central. Especificamente, para o quarto evangelho, a paixão de Jesus é expressão do amor de Jesus pelos seus, um amor até o fim. A salvação é dom de amor, e como tal ela precisa ser compreendida e recebida. O mal que domina o coração de Judas é uma força de sedução que distorce a realidade e atenta contra a vida. A resistência de Pedro em permitir que Jesus lavasse os seus pés é a dificuldade em reconhecer no servo a figura do Messias. Mais ainda, é a dificuldade em aceitar um Messias que tenha que passar pelo sofrimento e pela morte. A resposta de Jesus a Pedro afirma que a salvação é dom gratuito e, como tal, precisa ser recebida, e o gesto simbólico deve se traduzir como atitude permanente na vida do discípulo. Ser discípulo é ser servidor ao modo de Jesus. O gesto do lava-pés condensa toda a vida de Jesus, que “não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos” (Mt 20,28).
Pe. Carlos Alberto Contieri

Oração

Senhor, despertai-nos para a humildade e ajudai-nos a lavar os pés dos nossos irmãos necessitados.

Leitura

Ex 12, 1-8.11-14 e 1Cor 11, 23-26

Salmo

Erguerei o cálice da salvação e invocarei o nome do Senhor.
Sl 116B (115)
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados