Santo do Dia

Compartilhe este conteúdo:

Hildebrando foi aclamado papa em 22 de abril de 1073 e levou avante com coragem as reformas já iniciadas na Igreja, recolhendo tanto admiração dos amigos quanto ultrajes de seus numerosos adversários.

25 de Maio - São Gregório VII (1020-1085)

Hildebrando, o futuro papa Gregório VII, chegou a Roma proveniente de Saona, na Toscana, passando pelo mosteiro beneditino de Santa Maria sobre o Aventino, do qual seu tio era superior. Dirigiu a Igreja num período tormentoso da história desta.
Na cátedra de Pedro se alternavam, numa sucessão angustiante, papas eleitos pelos romanos e papas eleitos pelo imperador germânico Henrique III. Chegou até a haver um papa de 12 anos* (o qual tomou o título de Bento IX), que, atemorizado com as revoltas fomentadas pelas famílias nobres rivais, entregou a tiara ao arcebispo Graciano.**
Tendo tomado o hábito beneditino, que não depôs nem mesmo quando eleito papa, Hildebrando acompanhou à Alemanha Gregório VI, que fora deposto, e retornou em companhia do novo papa, Leão IX, *** que o nomeou abade de São Paulo. Juntamente com são Pedro Damião, foi colaborador de nada menos que cinco papas, até que, em 22 de abril de 1073, ele próprio, "pelo arrebatamento popular", foi aclamado papa. Aceitou a escolha com "muita dor, gemido e pranto", levou avante com coragem as reformas já iniciadas, recolhendo tanto admiração dos amigos quanto ultrajes de seus numerosos adversários.
Era, como se costumava dizer, um papa incômodo. E, acima de tudo, para o imperador Henrique IV, que não lhe perdoou a humilhação de Canossa e as renovadas excomunhões - o mesmo valendo para muitos cléricos que, valendo-se da autoridade do imperador, ao qual deviam seus cargos, levavam vida mundana.
Entristecido, o papa escrevia a são Hugo, abade de Cluny, que era seu amigo: "...quase não encontro bispos legítimos, seja quanto à eleição, seja quanto à vida, que governem o povo cristão por amor a Cristo, e não por ambição mundana".
Pagou com o exílio a firmeza com que dirigiu o leme da Igreja, em meio aos vagalhões da imoralidade e da inimizade do imperador, que lhe contrapôs um antipapa e marchou sobre Roma. Por todos abandonado, o papa refugiou-se no castelo Santo Ângelo, de onde foi libertado pelo duque normando Roberto de Guiscardo. Este, depois de haver saqueado Roma, conduziu consigo o papa a Salermo.

* Não há unanimidade nas fontes. Algumas crêem ter sido eleito aos 12 anos de idade. Outros afirmam que, eleito aos 20 anos, governou durante doze anos, o que pareceria constituir um equívoco. De qualquer modo, segundo o Anuário Pontifício, Bento IX ocupou a Cátedra de Pedro três vezes, alternando com três antipapas. (N.T)
** Adotou o nome de Gregório VI. (N.T)
*** Chegou à honra dos altares. Em seu pontificado se deu o Cisma do Oriente. (N.T)


Do livro: Os santos e os beatos da Igreja do Ocidente e do Oriente, publicado por Paulinas.
Imagem: www.adorazioneeucaristica

Veja Também

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados