Bom dia, Seja Bem-Vindo
20/01 - Sexta-Feira 05:49

Irmãs Paulinas

Filhas de São Paulo - Apóstolas no Mundo da Comunicação


Viver e comunicar Jesus Cristo, Caminho, Verdade e Vida com os meios de comunicação social
é a nossa missão, uma missão sem confins.


Somos as Filhas de São Paulo, conhecidas como Irmãs Paulinas, e fazemos parte de uma congregação religiosa de mulheres consagradas para anunciar o Evangelho, utilizando as novas formas e meios de comunicação.

O nome “Paulinas”, pelo qual somos chamadas, vem do Apóstolo Paulo, inspirador de nossa vida e missão. Com ele aprendemos o amor ao Evangelho, a abertura a todos os povos, a audácia para atuar em situações sempre novas e desafiadoras. Seguindo os passos de Paulo, assumimos o anúncio do Evangelho como meta de vida.

A Congregação das Irmãs Paulinas possui um carisma moderno, exigente, desafiador. Utilizando a mais avançada tecnologia disponível, desenvolve seu trabalho com os meios de comunicação social. Tem na Igreja a missão de fazer despertar nas pessoas a semente do Evangelho, da Boa-Nova de Jesus, por meio da reflexão, da animação, da interação e da ação conscientizadora, utilizando esses meios. Certamente você já se deparou muitas vezes com a logomarca da Paulinas e se perguntou: “Quem estará por trás deste símbolo?” São centenas de mulheres consagradas a Deus, que entregaram a sua vida a serviço de uma mensagem que constrói a paz, faz a união e promove a fraternidade: a mensagem cristã, a Boa-Nova de Jesus Cristo.

Aqui no Brasil, a Congregação das Irmãs Paulinas está prestando seu serviço à Igreja desde 1931, com a comunicação empregada em favor da vida, utilizando livros, revistas, pôsteres, cartões, músicas, DVDs, internet, programas de rádio, televisão, formação bíblica e de comunicação e dezenas de outras atividades.

Cientes do grande poder da informação como agente de mudança, procuramos fazer com que o leitor, o ouvinte e o espectador participem efetivamente do ato da comunicação, em vez de serem simplesmente receptores.

Sendo a comunicação uma das maiores forças da sociedade atual, não podemos nos acovardar, nos deixar alienar; é nossa obrigação de cristãs e de cidadãs usar essa força a serviço do bem, da verdade, da vida, da paz, da felicidade e do bem-estar das pessoas.

Os tempos mudaram. Os púlpitos, os locais de onde se proclama a mensagem de Jesus não são, hoje, somente as igrejas, mas também os microfones, as câmeras, as rotativas... É a mensagem de Deus, como dizia Pe. Alberione, em forma de ondas sonoras, de sulcos magnéticos, de imagens em movimento, de papel impresso e de fibra ótica.

Se as pessoas, hoje, não vêm mais às igrejas, a Igreja deve ir até as pessoas, por meio dos modos que a nossa cultura e a nossa sociedade apreciam e dos quais dispõem; e esses modos são a TV, o rádio, o jornal, a revista, o livro, a música, o filme, o computador, a internet... Essa foi a grande intuição e ação de Pe. Alberione e continua sendo a ação profética de cada Irmã Paulina na Igreja.


Paulinas no mundo – Paixão pelas pessoas, respeito pelas culturas

Desde a fundação (1915), as Irmãs Paulinas – Filhas de São Paulo – procuram moldar sua particular forma de vida religiosa, entendida não como fuga do mundo, mas como serviço ao mundo, não como um fechar-se em atmosfera espiritual, mas como comunidade de fé e de amor, na qual se preparam e se aperfeiçoam para ser “missionárias das metrópoles” e “missionárias universais”.

Com as orientações do padre Alberione e da irmã Tecla, as Paulinas sonham com os vastos horizontes do mundo da evangelização com a imprensa.

Em 1926, começa o êxodo de Alba para Roma e outras numerosas cidades italianas, para abrir livrarias e difundir livros, entregando-os em domicílio.

Em 1931, sulcam o oceano rumo ao Brasil, à Argentina, aos Estados Unidos. De decênio em decênio, as chamadas para outros territórios conduzem a Congregação a todos os continentes, onde estabelecem muitos centros de evangelização. Hoje, as Irmãs Paulinas estão presentes em mais de 50 países.


21 de outubro de 1931 marca a chegada das Paulinas ao Brasil


Irmã Dolores Baldi foi a primeira a chegar a São Paulo, no dia 21 de outubro de 1931; logo após, em 28 de dezembro do mesmo ano, chegou irmã Estefanina Cillario, ambas vindas da Itália.

Desde então, possuindo um carisma, uma herança que nos lança ao encontro dos maiores desafios da modernidade, nós assumimos também no Brasil a comunicação como nosso estilo de vida e com ela crescemos. Nascemos com estes grandes desafios da modernidade e com eles vamos enfrentando os tempos: da composição manual à editoração eletrônica, do vinil ao CD, do telefone à internet, dos pontos de venda às livrarias virtuais, de conquista em conquista, de avanço em avanço, mas sempre com o mesmo objetivo de viver e comunicar às pessoas a mensagem de vida, de justiça, de liberdade, de fraternidade que nos comunicou Jesus.


Compartilhe este conteúdo:


Institucional

Livrarias

Nossa Missão

Marca Paulinas

Família Paulina

Espiritualidade Paulina

1 2 Próximo Final
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados