O Centro de nossas vidas

Data de publicação: 14/11/2018

Mateus Sales, 24 anos e a família Alves (José, Betânia e as filhas, Brena, Isabelly e Ângela) têm em comum muito mais do que morar em bairros periféricos da zona sul da cidade de São Paulo (SP). Apresentam, todos eles, experiências de desenvolvimento humano ou profissional profundamente ligadas ao Centro de Promoção Humana Irmã Tecla Merlo, cujo trabalho atende a diferentes públicos (crianças, adolescentes e adultos, enfim toda a família) com uma mesma finalidade: através de diferentes programas socioeducativos, capacitar o ser humano de modo a conferir a ele um caráter de cidadão e a oportunidade de ser o construtor de sua própria história e assumir uma posição protagonista perante a sociedade. Esses testemunhos não deixam dúvida a tal respeito.



Formação para a vida

Conheci o centro Irmã Tecla Merlo quando tinha 12 anos e logo disse à minha mãe para me matricular, pois tinha muita vontade de estudar informática. Foram quatro anos de estudo e de práticas em que aprendi praticamente de tudo e eles me ajudaram muito no campo profissional. Fui contratado pela empresa do nosso professor de Informática, o João Paulo, o que me fez aprender mais e aumentar minha experiência. Assim, na hora em que decidi fazer a faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas não encontrei muita dificuldade. Muito pelo contrário. Ajudava meus colegas a arranjava muito trabalho com o próprio pessoal da faculdade. Em um deles, fui fazer estágio remunerado na Prefeitura de São Paulo e dar aulas em cursos técnicos de Informática. Lecionando, aprendi mais ainda.
Depois de formado, decidi ser um empreendedor e montar a minha própria empresa de Informática. Um dia, ao oferecer os serviços da empresa, acabei sendo convidado para trabalhar em Paulinas Revistas. Era uma boa oportunidade para começar a fazer um trabalho interessante. Afinal, já conhecia a Paulinas e a seriedade dos projetos que elas e seus colaboradores desenvolvem.
Tenho algo a dizer a todos os educadores do Centro Irmã Tecla Merlo: obrigado! Vocês deram o preparo e o incentivo de que eu tanto precisava para descobrir e cultivar a minha vocação. No centro se faz um bom trabalho não apenas no campo do preparo profissional, mas principalmente se leva a sério a formação cidadã. Não é por acaso que ele se chama Centro de Promoção Humana.
Mateus Leal Guimarães Sales, 24 anos.


Uma família em construção

Conhecemos o Centro Irmã Tecla Merlo há três anos, desde que Brena veio para cá participar de projetos voltados para a infância, como o Programa Brincar de Aprender. Depois, a Isabelly também veio e logo mais chegará a hora da Ângela vir. Que o Centro faz muito bem às nossas crianças, não há dúvida. Brena e Isabelly estão aprendendo diversas atividades artísticas, deixaram um pouco a timidez de lado e passaram a ter um melhor rendimento na escola, interagindo mais com os colegas. A gente percebe e as próprias professoras sentiram a diferença.
Temos oportunidade de conversar a respeito do desenvolvimento das crianças em reuniões quinzenais, em grupos, realizadas no Centro Tecla Merlo. A essas reuniões os pais não devem faltar! Essa é a recomendação dada por seus educadores. Porque junto a eles e aos outros pais, podemos aprender algo também sobre a missão de educar em família. Para nós, educar é um constante aprendizado. Se os filhos aprendem conosco, também podemos aprender com eles. E esse aprendizado mútuo tende a fortalecer os vínculos familiares. Sentimos que hoje, com família, estamos mais próximos e unidos do que nunca e devemos isso ao Centro Irmã Tecla Merlo. As crianças adoram vir para cá e nós nos sentimos bem ao saber que elas estão em boa companhia e sob os cuidados de educadores dedicados.
José Alves, Betânia, Brena, Isabelly e Ângela

Fonte: Paulinas
Postado por: Administrador



Compartilhe este conteúdo:




Veja Também

Conheça o lindo trabalho realizado nas escolas públicas com a revista Super+
Nossa tarde ficou mais alegre depois de ouvirmos o depoimento da professora Aurivonete Freire. Ela falou um pouco sobre a experiência de trabalhar a revista Super+ em sala de aula e sobre a repercussão positiva da leitura na vida escolar das crianças.
Campanha “A Tecla que conecta corações e constrói histórias”
Contribua para um futuro melhor de crianças, adolescentes e famílias do bairro do Grajaú - SP.
Conheça o programa Corpoarte
O programa Corpoarte atende crianças e adolescente proporcionando atividades físicas, melhoria no desenvolvimento cognitivo e social.
Conheça a história de Tania Mara Sampaio
Veja como o Centro Social Irmã Tecla Merlo mudou a história da Tania Mara Sampaio.
Conheça o Projeto Super +
Conheça o projeto Super +, revista infantojuvenil, que contribui para formação cidadã de crianças e adolescentes.



1 2 3 4 5 6 7 8 Próximo Final
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados