Mês do Folclore no CPH

Data de publicação: 08/08/2014



Podemos chamar de folclore aquilo que é manifestação popular e que aparece em festas, alimentos, remédios, crenças, superstições, danças, contos populares, provérbios, adivinhações, apelidos, artigos de artesanato, brincadeiras infantis, dentre várias outras.
Esses elementos folclóricos são transmitidos de pai para filho, de geração a geração, sem que se percam ao longo do tempo. Variam de região para região, de grupo social, de etnia.
O folclore brasileiro se originou através de uma mistura dos conhecimentos e foi sendo transmitida, formando nossa identidade cultural.
Para que algo seja considerado folclórico  ̶  seja um hábito, seja uma brincadeira, seja uma música, seja uma história etc. - ele precisa fazer sentido para um grupo, em um determinado contexto, e resistir ao tempo. A transmissão do saber acontece no convívio social, seja em casa ou na sociedade.
O convívio na escola, faz com que os alunos de diferentes idades se aproximem desse universo, as instituições ligadas ao ensino e a formação do cidadão tem papel essencial na preservação do nosso folclore e, consequentemente em sua propagação.
E como não poderia ser diferente o Centro de Promoção Humana Ir. Tecla Merlo irá festejar o mês do Folclore com atividades diferenciadas para os pais e filhos.

Fonte: Centro de Promoção Humana Irmã Tecla Merlo
Postado por: Acao Social



Compartilhe este conteúdo:




Veja Também

Informática na vida dos adolescentes
Como a inclusão digital pode colaborar para o desenvolvimento dos adolescentes que vivem na era digital.
Ballet para crianças de 3 e 4 anos
Ballet no Centro de Promoção Humana Irmã Tecla Merlo.
O esporte na Infância e Adolescência
Benefícios da prática esportiva na vida de todos, desde a infância até a melhor idade!



Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados