PESQUISE NO SITE
Fale Conosco

Irmãs do Grupo Chamas partilham sobre a missão nos Estudos Unidos

Data de publicação: 17/12/2015

Neste mês de dezembro, a celebração do centenário das Irmãs Paulinas ganhou um sentido especial para as irmãs do Grupo Chamas. Em missão pelos Estados Unidos, as irmãs Ana Paula Ramalho, Edicleia Tonete e Verônica Firmino partilham um pouco sobre as primeiras experiências da missão.

Grupo Chamas em missão nos Estados Unidos
Grupo Chamas em missão nos Estados Unidos

Como está sendo a acolhida pelas irmãs e pelos brasileiros nas comunidades?

Irmã Ana Paula Ramalho:
Certamente é muito diferente em muitos aspectos do que vemos no Brasil. Porém nas coisas essenciais unidas em relação à comunidade. Confesso que quando cheguei me senti um pouco fora, mas quando fui à capela e vi as palavras em inglês “Não temas eu estou convosco, daqui quero iluminar”, essas palavras me colocaram no chão e realmente me fizeram perceber a força do nosso carisma, e por isso nos sentimos em casa e conseguimos viver bem essa acolhida e fraternidade com as irmãs. E sobre as comunidades brasileiras, de fato são muito acolhedores, muito sedentos e valorizam cada palavra, a nossa presença e os nossos gestos.

Irmã Verônica Firmino:
Nós nos sentimos muito acolhidas pelas irmãs da nossa comunidade e pelas comunidades de brasileiros. Sentimos que eles criaram uma expectativa para ver o grupo, sobretudo pela nossa missão. E nós percebemos que essa acolhida também se dá principalmente nas comunidades brasileiras pela carência de pessoas que trabalhem também os diversos temas de formação. A irmã Líria Grade, na medida do possível também dá essa formação. Ela preparou tudo muito bem e ofereceu com essa missão o desejo de celebrar o nosso centenário aqui junto às comunidades brasileiras.

Irmã Edicleia Tonete:
Um outro gesto de acolhida das nossas irmãs da comunidade, percebendo a nossa limitação no inglês, é falar conosco em outras línguas, como o italiano e o espanhol... e até o “portunhol”. Tudo vale para que possamos nos entender em vista da missão.


Qual a importância dessa missão?

Irmã Edicleia Tonete: Creio que sobre a importância dessa missão, com a Irmã Verônica e Irmã Ana Paula, que a gente vem como Filhas de São Paulo, em todo lugar vamos como Filhas de São Paulo. E claro que aqui, além fronteira, estando na América em contato com as irmãs aqui na comunidade, percebemos como a nossa missão é rica, está em vários países, e ao mesmo tempo percebemos essa sintonia entre nós, pois somos Filhas de São Paulo aqui, no Brasil e em qualquer lugar do mundo. Em nosso trabalho aqui junto às comunidades dos brasileiros, sentimos que mais importante do que cantar é sermos testemunhas do carisma paulino,  ou seja, comunicar a Palavra com nossas vidas.


Tem alguma experiência que já podem compartilhar conosco?

Irmã Verônica Firmino:
Uma experiência e um aprendizado é encontrar o povo brasileiro aqui já com uma certa influência da cultura norte americana, seja na religião os nos costumes cotidianos. Percebemos que eles já estão envolvidos com essa cultura, por isso no encontro com eles sentimos a necessidade de conhecer um pouco como eles vivem, os desafios, suas experiências, suas expectativas e esperanças. E ao mesmo tempo para nós é uma experiência de acolher essa realidade que é tão diferente, onde coisas que são normais no Brasil, aqui não é. Eles também têm o desafio de preservar a sua cultura, mas também se adaptar a cultura nova, na qual eles estão vivendo. Existe essa necessidade de integração, de reconhecer os valores e as coisas boas e positivas, e também reconhecer aquilo que não é bom, e saber escolher. É um aprendizado muito grande para cada uma de nós partilharmos e ouvirmos as experiências das pessoas.
Irmã Edicleia Tonete: Uma outra experiência é sairmos todas noites de casa para  encontrarmos as pessoas nas comunidades distantes. Também acolhendo o convite e o apelo do Papa Francisco de sairmos de nós mesmos para ir ao encontro do outro e acolher a realidade de cada um. Está sendo uma experiência muito positiva de encontrar os grupos, famílias tão sedentas de ouvir e compreender a Palavra de Deus.

Irmã Ana Paula Ramalho: Em todos os encontros que vamos, grupos de oração ou shows, nós levamos os produtos em português e fazemos a exposição. É bonito ver as pessoas buscando conteúdos para a própria formação humana e cristã. Tudo é muito procurado, sejam Bíblias, livros de estudos, infantis, catequese, documentos da Igreja. É visível a sede por esses conteúdos, por isso é importante sempre fazermos a exposição junto com o trabalho da música.


Gostariam de deixar alguma mensagem para quem ficou no Brasil rezando por essa missão?

Irmã Verônica Firmino:
É a certeza que não estamos sozinhas aqui, pois quando o Senhor nos envia em missão vamos em Seu nome e em nome da congregação. Sentimos a força da oração das irmãs da nossa comunidade e de tantas pessoas que estão nos acompanhando com a oração. Sentimos fortemente a presença constante do Senhor, de sua graça que vem em nosso socorro nos momentos difíceis, de cansaço e isso nos dá a certeza de que tudo vale a pena por causa Dele 4e da missão.

Fonte: Paulinas-COMEP
Postado por: Comep



Compartilhe este conteúdo:

Comentários

Veja Também

Lançamento de CD e Congresso de Música Sacra marcam a presença de Marco Frisina no Brasil

No dia 8 de março, chega ao Brasil um dos maiores compositores e maestros de música sacra da atualidade. Marco Frisina é um padre italiano, compositor, diretor da Pastoral Worship Center do Vaticano e autor de músicas.

Nova canção de padre Zezinho, scj, reflete sobre as tragédias de Mariana e Brumadinho

Pouco mais de um mês após o desastre ocorrido em Brumadinho (MG), padre Zezinho, scj, apresenta, pela gravadora Paulinas-COMEP, “Mariana & Brumadinho”, sua nova canção.

Paulinas-COMEP abre as comemorações rumo aos 60 anos da gravadora e editora musical

Neste dia em que celebramos o aniversário natalício de nossa querida Ir. Tecla Merlo, comunicamos, com grande alegria, que no próximo mês – março de 2019 – abriremos as comemorações rumo aos 60 anos da gravadora Paulinas-COMEP.

Alencastro comemora seus 40 anos de carreira com CD de músicas do Padre Zezinho, scj

Lançamento da Paulinas-COMEP conta com arranjos de Tutuca Borba, maestro de Roberto Carlos, e backing vocals do grupo Cantores de Deus. Saiba mais

Músicas do programa “Universo em Canção” apresentado pelo grupo Cantores de Deus serão disponibilizadas no YouTube

Com gostinho de nostalgia, os vídeos referentes a cada programa serão disponibilizados às quintas-feiras no canal da Paulinas-COMEP

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados