PESQUISE NO SITE
Fale Conosco

Mês da Bíblia: canções e roteiro para a Leitura Orante da Palavra de Deus

Data de publicação: 31/08/2019

Desde 1971, o Brasil vive uma bela tradição dedicada à Palavra de Deus e sua leitura orante: celebrar setembro como Mês da Bíblia. Uma das razões para a escolha do mês é a memória litúrgica de São Jerônimo em 30 de setembro, o grande responsável da tradução da Bíblia em latim, surgindo a chamada “Vulgata” (= “popular”).


Gruta em Belém, na Terra Santa, onde São Jerônimo ficou cerca de 35 anos traduzindo a Bíblia. Foto: Gracielle Reis

Para o Mês da Bíblia 2019, a Comissão para a Animação Bíblico-Catequética da CNBB propôs o estudo da Primeira Carta de João, com destaque para o lema “Nós amamos porque Deus primeiro nos amou” (1Jo 4,19). E que tal inserir este estudo como leitura orante em seu dia a dia?

A seguir, acompanhe os passos da Leitura Orante da Palavra ou Lectio Divina e canções para te auxiliar em cada etapa. Entre no clima da oração, faça uma oração inicial invocando o Espírito Santo e crie um ambiente agradável para a leitura da Sagrada Escritura. Você pode utilizar como texto bíblico a proposta da CNBB para 2019 ou os Evangelhos, por exemplo.

1º – Leitura
O que o texto diz?
Ler o texto bíblico e reler; conhecer bem o que está escrito, até assimilar o próprio texto; respeitar o texto tal como ele é, sem interpretações precipitadas, sem achar que já o conhece. A Sagrada Escritura é como uma fonte de água: a cada instante brota uma água nova que não é a mesma água do segundo anterior. Ao ler o texto da Escritura, fazê-lo com o respeito de quem se encontra pela primeira vez. Estar atento para as palavras, as repetições, o jeito como está escrito, quem aparece no texto, em que lugar, o que fazem, o que falam…

Preciso escutar - Coro Edipaul

2º – Meditação
O que Deus está me falando?
Depois de ouvir, ler e assimilar criativa e ativamente a Sagrada Escritura, vamos usar a imaginação, palavras, a repetição mental ou oral de uma palavra, uma frase, um versículo. Repetir de memória, com a boca, o que foi lido e compreendido. Vamos ruminar até que, da boca e da cabeça, passe para o coração. Já não é mais só o que o texto diz, mas o que esta palavra está dizendo hoje, o que me diz concretamente dentro da minha realidade atual.

Prólogo da luz - Antônio Cardoso

3º – Oração
O que o texto me faz dizer a Deus?
A leitura e meditação se transformam em um encontro mais direto, íntimo e pessoal com Deus. Respondemos a Deus, pedimos que nos ajude a praticar o que a sua Palavra nos pede. O texto bíblico e a realidade de hoje nos motivam a rezar. A oração pessoal pode desabrochar em oração comunitária e nos atos de caridade.

Ouvir o Livro - Cantores de Deus

4º – Contemplação
Qual o meu novo olhar?
Contemplar não é algo intelectual, mas é um agir novo que envolve todo o nosso ser. É contemplativa a pessoa que tem o “jeito novo” de ser, viver, ver e assumir a vida, conforme o projeto daquele que é o nosso único Mestre e que nos diz: “Vocês são todos irmãos” (Mt 23,8). A Leitura Orante se torna uma atitude continuada no dia a dia por uma ação transformadora – pessoal, comunitária, social, mundial.

Palavras que não passam - Pe. Zezinho,scj

Ouça aqui a playlist  completa: Seja Amigo da Palavra 

Lendo ou ouvindo a Palavra de Deus, o que importa é cultivar esse hábito no cotidiano. Caso escolha meditar os Evangelhos, ouvindo-os no caminho para o trabalho, faculdade ou de casa, no canal da Paulinas-COMEP no Youtube, confira todos os textos evangélicos em áudio:

Evangelho Segundo Mateus
Evangelho Segundo João
Evangelho Segundo Lucas
Evangelho Segundo Marcos

Seja amigo da Palavra
Como motivação para uma maior intimidade com as escrituras, confira o jingle do Mês da Bíblia. Neste ano, com a participação de Walmir Alencar.

Por Gracielle Reis
(Roteiro Leitura Orante extraído com adaptações de www.irmaspaulinas.org.br)