PESQUISE NO SITE
Fale Conosco

Preparando o Natal de Jesus e o nosso Natal: 2º encontro

Data de publicação: 16/12/2015

Qual o tempo propício para colocar em prática os gestos de misericórdia?
Certamente não é somente neste Ano Santo da Misericórdia. A cada novo dia, somos chamados a chamados a colocar esses gestos em ação.

Natal na Comep (Fotos: Juliene Barros)

Nesta quarta-feira (16/12) realizamos o segundo encontro em preparação a chegada do Natal entre as Irmãs Paulinas e colaboradores da gravadora Paulinas-COMEP.  A reflexão deste encontro nos leva ao próprio Evangelho onde Jesus, o Mestre e o rosto da misericórdia, nos inspira a realizarmos também as nossas ações em solidariedade e compaixão ao próximo. Não é preciso ir longe para encontrarmos bons exemplos, mas é preciso ir além de nós mesmos para se colocar no lugar do outro que às vezes necessita apenas de um olhar e gesto de compreensão. Pequenos gestos são realizados no anonimato do dia a dia, mas tem grande valor aos olhos de Deus e de quem recebe a ação.

Natal na Comep (Fotos: Juliene Barros)
Os símbolos que acompanham essa preparação: Nossa Senhora grávida, a Palavra de Deus e a vela com a chama acessa.

Natal na Comep (Fotos: Juliene Barros)

Natal na Comep (Fotos: Juliene Barros)

Natal na Comep (Fotos: Juliene Barros)


Para ajudar na reflexão do tema tivemos a ajuda da música "Direito de viver", interpretada pelo grupo Cantores de Deus no CD "Nas ruas do país...". Faça também essa reflexão respondendo a essa pergunta "Quais os gestos de MISERICÓRDIA que vemos hoje?".



Direito de viver ADDAF/Parceria       
(Álvaro Socci / Claudio Matta)


Todos homens são
Distintos demais
Mas no coração
Todos são iguais

Todos têm amor
Todos têm paixão
Todos sentem dor
Todos são mortais

Então por que não estender a mão
A quem precisa mais
De ajuda e atenção que nós
Se Deus é nosso Pai,
Quem é que não é nosso irmão?
Negar ajuda a quem precisa não
Negar ajuda a quem precisa não

Todo mundo tem
Direito a viver
E o milagre vem
Pra mim e pra você
Todos têm que ter
Direito a ser feliz
Que é pra não morrer
O futuro do País!

É nosso dever, ajudar alguém
E não só fazer o que nos convém

Quando a gente quer repartir o pão
Multiplica a fé soma grão em grão

Como é que pode alguém
Não ter nada com isso?
Como é que pode alguém dizer
"Não é problema meu?"
Como é que pode alguém
Viver sem compromisso?


Não foi pra isso que Jesus Cristo morreu
Todos são iguais!
Todo mundo tem direito de sonhar
De ter paz, ter segurança e o que comer
Todo mundo tem direito de falar
E fazer o bem a quem quer receber
Todo mundo tem direito de assistir
O milênio que acaba de surgir
Todo mundo tem direito de crescer
De brincar, de se educar e de sorrir

Fonte: Paulinas-COMEP
Postado por: Comep



Compartilhe este conteúdo:

Comentários

Veja Também

Frei Luiz Turra comemora 50 anos de sacerdócio

O franciscano capuchinho é um grande parceiro da Paulinas-COMEP, tendo gravado inúmeros álbuns com a gravadora desde 1972.

Importa que eu seja santo: a nova música de Ricardo Sá que convida à santidade

O lançamento acontece no dia 1º de dezembro, quando a Igreja já vive o Tempo do Advento. Momento propício de preparação ao Natal do Senhor

Por que Santa Cecília é considerada Padroeira dos Músicos?

Santa Cecília tinha um amor incondicional por Jesus e tinha sempre, em seus lábios e coração, os louvores a Deus. Daí o fato de ser padroeira dos músicos.

“José de Nazaré": o novo álbum com “conversas” entre José, Maria e Jesus

Na produção, músicas que mostram a vida de José e representam diálogos entre os membros da Sagrada Família, com o anjo e outros personagens bíblicos.

Paulinas Livraria Rio de Janeiro e Belo Horizonte promovem curso on-line de Canção na Liturgia e Catequese

A formação será ministrada por Ir. Verônica Firmino, fsp, escritora, compositora, cantora e produtora da gravadora Paulinas-COMEP.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 Próximo Final

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados