PESQUISE NO SITE
Fale Conosco

Zé Vicente da Esperança, um canto de amor

Data de publicação: 01/03/2013

Cearense “naturalmente ecológico”, compositor, poeta de cordel, educador... Zé Vicente é acima de tudo um artista em sintonia com a caminhada de seu povo e que, por meio da arte, vive em busca da construção permanente de relações de solidariedade, identidade cultural, valores igualitários, respeito à vida e ao próximo.

Hoje, com mais de 30 anos de trajetória artística musical, Zé Vicente lança o CD Zé Vicente da Esperança, seu 13º álbum pela gravadora Paulinas-Comep. “Minha esperança é que esse CD seja de fato um marco na caminhada dos jovens e de todo o povo que busca uma fé madura e comprometida com as transformações sociais nesses tempos de tantos desafios” afirma o cantor.

O álbum traz 14 canções inéditas, músicas com um tom festivo, poesias, rimas e ritmos populares “são músicas populares celebrativas e culturais” como ele mesmo diz.

Cada canção nasce de experiências do compositor, no dia a dia, nas estradas, em movimentos populares, encontros, oficinas e cursos dos quais participa. O som é pontuado de culturas regionais, das boas coisas de nossa terra, ao ritmo do samba, do baião e maracatu, misturando acordeom, metais, sopro, cordas e percussão. As letras e rimas falam de esperança, ecologia, cidadania, justiça, diálogo entre raças e tradições religiosas. São músicas que trazem grande riqueza cultural e rítmica.

Na primeira faixa do CD o público pode conferir a canção “Samba social”, um samba alegre, otimista e cadenciado, que promove a cidadania e a justiça em defesa dos direitos sociais, o refrão diz “Defender o direito. Respeitar a justiça. Promover a vida. Eis a nossa missão”. Já na música “Bendição” o ritmo gostoso do baião e a letra em rima exaltam a natureza e o amor do criador por todas as coisas “Bendita e amada seja, na natureza. Toda beleza que com certeza. O Deus da vida assim criou”.

Na faixa onze em “O grito é paz” surge uma balada romântica, um hino pela paz e pelo respeito às diferenças “De todos os cantos da terra, um só grito se faz ouvir. Em todas a línguas e povos todos hão de perceber... O grito é paz! O grito é paz.”

Neste trabalho, o tempero do regionalismo vem das mãos de Osvaldinho do acordeon, do arranjador Luiz Antonio Karam, dos músicos participantes Adeíldo Lopes, Ocimar de Paula eTico Delise Nos vocais as participações das cantoras Raquel Passos, do Grupo Vitória do Espírito Santo, Ana Paula, fsp, do Grupo Chamas, Maria Diniz, Rita Kfouri, Paulinho Campos e Emmanuel.

Zé Vicente da Esperança canta de forma celebrativa a fé, a resistência e a esperança junto ao seu povo. O CD esta disponível em todas as livrarias Paulinas pelo Brasil e também na Livraria Virtual.

Fonte: Sala de Imprensa
Postado por: Administrador



Compartilhe este conteúdo:

Comentários

Galeria de Imagens

Galeria de Vídeos ver mais

Veja Também

Quaresma 2022: inicia-se o tempo forte na Igreja de oração, jejum e penitência

Em especial, para a celebração de 2022, o Papa Francisco convidou crentes e não-crentes a uma jornada de jejum pela paz entre Rússia e Ucrânia.

Por que existe a devoção a Nossa Senhora aos sábados?

Saiba de onde vem esse costume, que está relacionado ao Tríduo Pascal. Maria teria sido a única pessoa que permaneceu firme, esperando a ressurreição de Jesus.

O que é o Tempo Comum no calendário litúrgico?

Subdividido em duas partes, um “tempo ordinário”, mas não menos importante e que pode ser vivido com a música para os momentos de oração e escolha dos cantos para as Missas.

Cantando os Evangelhos: canções para o Tempo Comum C

Músicas inspiradas no Evangelho de Lucas, cujos textos regem o Ano C. A composição e música são assinadas por Frei Luiz Turra.

7 músicas para o Domingo da Palavra

Para o dia 23 de janeiro, uma indicação de canções para ressaltar o valor da Palavra de Deus.

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Próximo Final

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados