Religiões na História do Brasil

Data de publicação: 26/07/2017

Religiões na História do Brasil

Maria Cecilia Domezi, historiadora e cientista da religião, apresenta um quadro panorâmico sobre o entrelaçamento das matrizes religiosas brasileiras e da trajetória histórica da religião. Contempla desde o primeiro encontro dos nativos com os colonizadores, passando pelas religiões africanas miscigenadas com cultos indígenas e pelas práticas dos negros islâmicos, dos judeus, dos cristãos novos e dos protestantes, até o pentecostalismo, os movimentos sociais e religiosos e a convivência na diversidade, que o futuro anuncia.
A obra é organizada em duas partes temáticas que se identificam com os grandes períodos históricos do Brasil: a cristandade colonial e as religiões no Império e na República, até os dias atuais.
A primeira parte, Religiões na luso-cristandade, tem cinco capítulos: I. Religião dos povos nativos, II. Padrão da cristandade lusitana, III. Religião proibida, IV. Missão e colonização, e V. Religião recriada. A segunda parte, Religiões no estado liberal e republicano, também com cinco capítulos, traz os temas: I. Cristianismos no Brasil imperial, II. Religiões e sociedade em mudança, III. Movimentos sociorreligiosos, IV. Política autoritária e cristianismo da libertação, e V. Religiões no Brasil contemporâneo. Todos os capítulos trazem preciosas sugestões para debate e troca de experiências e saberes nos vários espaços populares ou acadêmicos nos quais o livro pode ser trabalhado.
Com uma reflexão apoiada na História, a autora mostra os dinamismos que sempre estiveram e continuam a estar subjacentes ao panorama religioso brasileiro, apontando as raízes do passado, os frutos do presente e a necessidade de reinterpretá-los em vista do futuro. E conclui a obra com duas certezas: “Enfim, o potencial religioso deste país, incluindo-se os ateus empenhados em ser humanistas e defensores de todas as formas de vida, não deve ser menosprezado. Cada caminho ou religião tem algo a compartilhar e a aprender dos outros” (p. 250).  

Fonte: Dia-Edição 80 - Out/Dez 2016
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Pampulha
O Conjunto Moderno da Pampulha passa então a fazer parte da seleta Lista do Patrimônio Mundial. Minas Gerais é o estado com mais sítios inscritos no País.
Era uma vez dentro de nós
A criatividade pode representar um estilo de vida, um modo de trabalho, uma forma de relacionamento e até mesmo se tornar um instrumento para tomar decisões, solucionar desafios e implantar inovações.
Desiderata
Procure, pois, estar em paz com Deus, seja qual for o nome que você lhe der. No meio dos seus trabalhos e aspirações, na fatigante jornada pela vida,conserve, no mais profundo do ser, a harmonia e a paz.
Preceitos Ecológicos do padre Cícero
Padre Cícero é considerado o maior benfeitor do Juazeiro e a figura mais importante da história dessa cidade.
Religiões & Ecologia
Ao longo dos séculos, as religiões indagaram sobre o sentido do universo, propondo virtudes ecológicas, bem como o cuidado, a partilha e a sobriedade no uso dos bens da natureza.
1 2 3 4 5 6 7 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados