A paz mundial e o diálogo inter-religioso

Data de publicação: 11/04/2018

O diálogo entre as religiões é um importante passo para que haja paz entre as religiões e também no mundo. Incontestavelmente esse foi um grande legado que o Papa Joáo Paulo 20 deixou em seu pontificado ao reunir no dia 27 de outubro de 1986, na cida de Assis (Itália), protestantes, muçulmanos, budistas, xintoístas, hindus, sikhs, baha’is, judeus, zoroastrianos e até animistas africanos e índios americanos realizarem em uma jornada de jejum e orações pela paz.

Passados vinte e cinco anos desse marco referencial, o sucessor de João Paulo 20, o papa Bento 16, repete o mesmo feito de seu antecessor pela primeira vez em seu pontificado. É importante lembrar que alem dos representantes das religiões, os ateus também foram convidados a participarem do encontro. Esse é um fato inédito na história da Igreja Católica que se abre para o diálogo com fiéis de outras confissões e também com aqueles que não crêem.

O papa Bento 16 em sua fala levantou alguns questionamentos a respeito do que foi feito pelas religiões em favor da paz nestes 25 anos que se passaram desde aquele primeiro encontro em Assis. O mundo passou por grandes transformações cujo principal acontecimento foi a queda do muro de Berlim, símbolo da vitória e da liberdade. Contudo, reconhece o papa, que com a decaída do muro não se concretizou uma situação de liberdade e paz no mundo, pois este ainda se encontra cheio de discórdias e violências. Uma religião que motive a violência é algo que deve preocupar a todos, afirmou o papa.

A paz mundial é um ideal planetário do qual participam não só as religiões, mas cada nação e pessoa. O conceito de paz não é o contrário de guerra, e sim sinônimo de não-violência. Embora a maioria das religiões seja a favor da paz, não é raro ver uma notícia que aponta a religião como causa de violência. Contudo, muitas religiões e líderes religiosos expressaram um desejo de acabar com a violência.

As religiões têm o mesmo sonho comum, entretanto em seus conjuntos de doutrinas concebem diferentes modos para se alcançar a paz. Para o budismo a paz mundial só pode ser alcançada se primeiro estabelecer a paz dentro de nossas mentes, enquanto a fé Bahá’í vê a necessidade de se estabelecer um acordo de segurança coletivo. O cristianismo acredita na reconciliação universal, onde todos compartilharão de uma mesma fé, e hindus afirmam que quanto mais buscamos a sabedoria, mais nos tornamos livres e inclusive o nosso espírito também se liberta. No islã de paz global é mencionada no Alcorão, onde toda a humanidade será reconhecida como uma família. Segundo o judaísmo em um tempo futuro um Messias se levantará para trazer todos os judeus de volta à Jerusalém, seguindo-se pela paz mundial que resultará na Era Messiânica. A compaixão por toda a vida, humana e não-humano, é fundamental para o jainismo.

Como afirmou o papa Bento 16 temos que nos “sentirmos juntos neste caminhar para a verdade, de nos comprometermos decisivamente pela dignidade do homem e de assumirmos todos juntos a causa da paz contra toda a espécie de violência que destrói o direito”. Só assim haverá paz entre as religiões e também no mundo.

Fonte: Diálogo 65 Fevereiro/Abril 2012
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Superando a violência com a cultura da paz
A violência não será superada com medidas que ignorem a complexidade do problema
A mulher e a arte de se reinventar
Mulher, esse ser que se reinventa a cada ciclo, a cada fase e a cada surpresa da vida
Conciliar é a melhor solução
Podemos afirmar que os conflitos não são apenas fenômenos individuais, mas também sociais. O importante não é negar o conflito, porém, buscar superá-lo.
Mediação de conflitos no ambiente familiar e na comunidade escolar
Considerando que a mediação é uma ferramenta voluntária e informal, através da qual as partes envolvidas numa situação de conflito têm a oportunidade de expor suas necessidades, desejos, medos e inseguranças
WhatsApp! Amizades?
Segundo pesquisas atuais, o aplicativo WhatsApp é o último “estrangeiro” a receber a maior e mais calorosa hospedagem entre os brasileiros. Whats up é uma expressão americana que pode ser traduzida como: “Eh! O que é que está rolando” ou “E aí, beleza?”.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados