Sabedoria dos mestres

Data de publicação: 08/07/2015


As tradições religiosas costumam usar parábolas, historietas, contos, para comunicar profundas mensagens de vida e sabedoria.

Corações distantes
Um mestre indiano perguntou cer­ta vez aos seus discípulos:
– Por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?
– Gritamos porque perdemos a cal­ma – respondeu um deles.
– Mas, por que gritar quando a outra pessoa está ao seu lado? – questionou o mestre.
– Bem, gritamos porque queremos que a outra pessoa nos ouça – disse outro discípulo.
E o mestre voltou a perguntar: – Então não é possível falar-lhe em voz baixa?

Várias outras respostas surgiram, mas nenhuma convenceu o mestre. Então, ele falou:
– Vocês sabem por que as pessoas gritam quando estão aborrecidas?
É porque seus corações se afastaram muito...
Para cobrir essa distância precisam gritar para poderem escutar-se mutua­mente. Quanto mais aborrecidas esti­verem, mais forte terão que gritar um ao outro, através da grande distância.
Por outro lado, o que sucede quando duas pessoas se amam?
Elas não gritam. Falam suavemente. E por quê?
Porque seus corações estão muito per­to. A distância entre eles é pequena. Às vezes, seus corações estão tão próximos que nem falam, somente sussurram, apenas se olham, e basta. Seus corações se entendem.

Concluindo, disse o mestre:
– Quando vocês discutirem, não dei­xem que seus corações se afastem, não digam palavras que os distanciem mais, pois chegará o dia em que a distância será tanta que não mais encontrarão o caminho de volta.
Conto hindu

O canto do pássaro
Os alunos estavam cheios de per­guntas
a respeito de Deus.
O mestre, então, lhes diz:
– Deus é o Desconhecido,
Deus é o Incognoscível.
Quanto dele se diga,
toda e qualquer resposta
a estas suas perguntas é apenas
aproximação da Verdade.

Admirados, os discípulos disseram:
– Então por que nos falas dele?
E o mestre lhes respondeu:
– Vocês sabem dizer por que o pássaro canta?
Um pássaro não canta porque tem algo a dizer.
Ele canta porque traz uma melodia na garganta – disse o mestre.

As palavras dos cientistas
são para serem compreendidas.
As palavras do mestre
não são para serem compreendidas.
Elas são para serem ouvidas
com atenção meditativa,
do mesmo modo como alguém escuta o vento,
o marulhar de um riacho e o canto do pássaro.
Elas despertarão dentro do coração algo que ultrapassa qualquer conheci­mento.
 Anthony de Mello, religioso cristão

Mantenha a luz acesa
Quando sua mente estiver correndo numa direção em que se sinta incômoda, use sua imaginação. Retrate a mente como uma luz minúscula no centro da sua testa. Com suavidade, sinta-a como uma chama.
Com o toque do seu pensamento, cerque-a, mantenha-a acesa, como se vo­cê estivesse levando algo muito pre­cioso consigo.
Lembre-se dos que caminham com livros na cabeça para manter a coluna reta. Porém, você não sentirá peso ao carregar uma luz na testa. A alma é tão leve…
Anthea Church, Brahma Kumaris


Fonte: Diálogo 35 - AGO/2004
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Pampulha Patrimônio Mundial da Unesco
O Comitê do Patrimônio Mundial decidiu incluir o Conjunto Moderno da Pampulha, localizado na cidade de Belo Horizonte, na Lista do Patrimônio Cultural da Humanidade.
PAPEL DA LIDERANÇA no desenvolvimento humano
Na atualidade, constata-se uma fragilidade de lideranças que sejam referenciais, pois os parâmetros de conduta são estipulados por interesses alheios, especialmente por aqueles que se arrogam o direito de dirigir e controlar o agir do outro.
Liderar é unir forças
Liderar é unir forças e organizá-las para o bem. Líder é quem luta contra o próprio ego
Antonio Conselheiro
Um beato e sua palavra. Estou falando de Belo Monte (BA), e seu líder religioso Antônio Conselheiro
A solução do problema
Passeando por um bosque, um homem viu uma raposa aleijada, que perdera as patas.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados