Semeando a paz

Data de publicação: 16/03/2018

Semeando a paz

O Projeto Semeando a Paz da Escola Municipal Professora Maria Madalena da cidade de Natal (RN) foi desenvolvido pela disciplina de Ensino Religioso que buscou trabalhar o aspecto da diversidade religiosa, além de construir uma cultura de paz na escola, na família, na sociedade e no mundo, em meio às diferenças. A convivência entre os homens é um meio de socialização do mesmo, e quando essa convivência é pacífica, derruba as barreiras que separam os homens.
Semeando a Paz tem como objetivo levar os alunos a conviverem em paz por melhores dias na escola, na família e na sociedade. Busca também resgatar a convivência de paz entre os alunos na vida escolar, além de despertar o bom comportamento por meio da convivência de paz e refletir com o aluno sobre a paz como ferramenta de convivência em prol da qualidade de vida de toda a comunidade.
Aulas discursivas e práticas
A metodologia usada no projeto são as aulas discursivas e práticas, divididas em quatro partes mais a avaliação: Na primeira parte busca-se dialogar sobre a importância da paz em casa, na escola e no convívio social por meio de atividades em grupo, escrita ou oral sobre a construção da cultura da paz. Levantam-se questões e sugestões tais: como cidadãos o que faremos para termos uma convivência de paz uns com os outros? Cada grupo pode ilustrar a paz através de desenhos, poemas, músicas e maquetes, ao final da aula os grupos apresentarão o resultado das atividades.
Já na segunda parte as aulas tratam boas maneiras, valores humanos e formação do caráter, exercício da educação através de palavras-chave: obrigado, licença, por favor, por gentileza, me desculpe, me perdoe, posso fazer, posso isso ou aquilo, a benção pai e da mãe, etc., e utilizamos o slogan “o caráter conta”; a intenção é formar melhores cidadãos, mais educados, gentis, amáveis e fraternos. Ao final das aulas, os alunos estarão no mínimo conscientizados que conviver em paz é sempre o melhor caminho. Nessa perspectiva das boas maneiras uma sugestão é produzir cartilhas de boas maneiras onde contenha uma linguagem que busque neutralizar os palavrões, os apelidos desagradáveis e principalmente a violência.
Na terceira parte utiliza-se a sala de aula e também a quadra de esportes. Numa partida de futebol se evidencia a paz com e o exercício da arte de conviver. O Semeando a Paz se utiliza do esporte para interagir professor-aluno, aluno-aluno no ensino-aprendizagem sobre valores, os quais podem nos levar a convivência de Paz uns com os outros, além da interdisciplinaridade entre Ensino Religioso – leituras reflexivas, cidadania, valores, disciplina, regra áurea das religiões etc., artes e Educação Física – desenvolvimento físico dos alunos. As regras estabelecidas são renovadas sempre no inicio e no decorrer dos encontros, as quais são praticadas voluntariamente em prol da paz.
Por fim, tem-se a aula expositiva e ou com audiovisual sobre aqueles que lutaram pela paz entre na sociedade: Gandhi, Luther King, Madre Tereza, S. Francisco de Assis, Dalai-Lama e Jesus. A Avaliação é contínua por meio de testes avaliativos, prova escrita, pontualidade, bom comportamento, bem como o esforço de todos por uma convivência de paz e um relacionamento humano pacífico.

Consciência da paz
O projeto conta também com um eixo temático que é: uma educação para paz em um mundo violento. Nesse eixo tratarmos de três aspectos da educação para Paz: O aspecto sócio-educativo: A paz é necessária em todos os segmentos sociais, por isso se faz necessária uma educação voltada para paz. O aspecto político: A paz deve estar no programa do governo, e este deve disponibilizar espaços para o educador-pacifista, que é um tipo de educador responsável por projetos de cultura da paz, esse professor receberá recursos educacionais e garantias para trabalhar em prol da construção da cultura da paz nas escolas e em locais que carecem de projetos relativos a paz, tais como presídios, casas de reabilitação de dependentes químicos, etc. Por último, o aspecto religioso ou espiritual: valorização da religiosidade e/ou espiritualidade de cada aluno. Onde o fundamentalismo e o extremismo religioso dão lugar ao diálogo, ao convívio, a aproximação pela paz.
A consciência da paz é uma ferramenta que vence a violência seja qual for sua origem, o bullying nas escolas, as inimizades, as drogas, enfim o fanatismo e o fundamentalismo religioso, pois uma vida sem paz é uma vida sem graça e sem objetivos bem definidos. Além do tema principal do projeto Semeando a Paz, outros subtemas também são abordados tais como: formação de semeadores da paz; Construção de uma cultura da paz; Conscientização sobre a importância da paz; Estímulo dos multiplicadores da paz; Politização dos participantes sobre políticas públicas da paz.

Texto enviado pelo professor de Ensino Religioso Janilson Gomes Correia da Costa da Escola Municipal Professora Maria Madalena em Natal (RN).

Fonte: Diálogo 65
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Música na escola
“Um povo que sabe cantar está a um passo da felicidade” – disse Villa-Lobos.
Educar à luz da diferença
Ver o brilho de alegria no olhar de um aluno que se sente evidenciado em sua experiência de vida é a gratificante
Música cigana, eco de liberdade
Para entender a música cigana, que tem cerca de 6 mil anos de trajetória,faz-se necessário compreender a nossa origem étnica
Entrelaçando saberes e vidas
Às situações cotidianas, a fazem afirmar por experiência que o Ensino Religioso aponta para o tão necessário sentido da vida
Multiculturalidade na escola aprendente
A educação surge como um trunfo indispensável da humanidade na construção dos ideais de paz, liberdade e justiça social
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados