Cores, movimentos e sons: é primavera!

Data de publicação: 04/09/2013



A primavera é relevante no fenômeno religioso. Indispensável na escola, desde a educação infantil, esse tempo de luzes, movimentos, gorjeios e cores é mágico para todas as idades. Seus mitos encerram milênios de cultura, de sentimento e de ética dos antepassados, cuja sabedoria pode nos apontar soluções para perguntas do nosso tempo.  

A primavera na mitologia

•    As deusas gregas da primavera, denominadas graças, eram filhas do deus Zeus e da ninfa Eurínome e se chamavam: Aglaia, a luminosa; Eufrasina, a alegre e Tália, a jardineira. As três auxiliavam Afrodite, no despertar do amor e da fertilidade.
•    Os Celtas veneravam o deus Sucellus,, que batia com um martelo na terra congelada e despertava a Primavera. O deus era casado com Nantosuela, deusa da fecundidade e do lar.  
•    Já entre os Astecas do México, a primavera era trazida por Xipe Totec, a criadora das plantas e responsável pela morte e o nascimento. A deusa tinha uma auxiliar: Xochiquetzal, divindade das flores, dos frutos e da música, que também portava a fertilidade e assistia as mães durante o parto.
•    Os eslavos veneravam o deus Yarilo, protetor da fertilidade. Após as semeaduras da primavera, faziam festivais e ofereciam uma jovem, que era coroada de flores como rainha e esposa do deus.
•    Na índia, há milênios, a primavera é saudada com fogueiras e danças, no festival de Holí, deusa da fertilidade. É o único dia em que pessoas de todas as castas comem e brincam juntas. Jogam tinta umas nas outras e aparentemente se tornam iguais.

Sugestão de atividades interdisciplinares

Ensino Religioso – a mentalidade sacral (explicação religiosa para fenômenos desconhecidos), deuses da natureza e festas de primavera, paralelos com os Orixás das religiões africanas, com os Espíritos das tradições indígenas, com deuses das religiões orientais e com festas cristãs, judaicas, muçulmanas...

Geografia – estações do ano, diferença de data das estações entre os hemisférios Norte e Sul, diferenças da Primavera nas várias regiões do Brasil.

Ciências – época em que os pássaros fazem ninhos, surgem as borboletas, nascem filhotes de mamíferos, as árvores brotam e florescem, muda o clima... Leitura religiosa que os antigos faziam dessa explosão de vida. O que os antigos pensavam sobre fertilidade e nascimento.

História – os povos antigos não tinham instrumentos científicos para conhecer os ciclos da natureza nem da vida humana. Épocas, costume, civilizações...

Artes – criação de peças representativas das crenças e festas de primavera: colagens, murais feitos em mutirão, enfeites corporais, pinturas, maquetes, danças...

Ética – valores que eram propostos, celebrados e perpetuados por meio das crenças e festas de primavera. Confronto com a maneira atual de tratar a natureza e de celebrar festas.

Convide a turma a criar um jardim




Material: tampas de embalagens, copos de cafezinho etc, palitos de dente, papel crepe verde e de outras cores, areia, cola e tesoura.

Como fazer: Siga o passo a passo pelo desenho, crie outros modelos de arbustos, monte e remonte o jardim quantas vezes quiser. 

Fonte: Diálogo 43 - Ago/2006
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Autismo digital
Na sociedade contemporânea, globalizada e interligada pelas redes sociais, acontece um fenômeno curioso que ressalta o olhar de todo observador.
Suicídio: tentativa e superação
A taxa de suicídios no Brasil, especialmente de adolescentes e jovens, tem crescido de modo lento, mas constante.
A ótica literária sobre a morte
A morte é um tema presente inelutavelmente na vida humana, e, como se costuma dizer, “é a única certeza que todos temos nesta vida”.
Danças Circulares Sagradas
Os ritos dançados sempre existiram e existem como expressão mítica que vem traduzir ao longo do tempo
Currículo interdisciplinar, novo paradigma
A diversidade e a diferença são manifestações dos fatos sociais, das culturas e das respostas individuais frente à educação escolar
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados