EDIÇÃO 82

Data de publicação: 28/03/2016


EDITORIAL
Faces do Terceiro Milênio


Fugir da terra natal é, para o senso comum, a última alternativa a uma ameaça extrema. Porém, não numa sociedade líquida como a nossa, na qual o bom senso pode escoar pelo ralo ou as fronteiras entre a paz e os bombardeios, a liberdade e o arame farpado, o bem-estar e a fome, estarem um frágil barco abarrotado e solto em alto mar, ou diante dos primeiros passos de um bebê sozinho na frente da tropa de choque.
Se nos é indiferente conhecer as rotas migratórias anteriores a qualquer divisão política dos mapas que, desde milênios, levam os grupos humanos para todas as direções do globo, é patético assistir, em pleno século 21, os dramas e as tragédias de pessoas que tentam, em desespero, cruzar as fronteiras à procura do direito de viver.
Que perigos naturais obrigaram os migrantes do tempo remoto a irem sempre para mais longe? Serão os mesmos que rondam países, povos e famílias hoje? Não, não podemos acusar as forças da natureza de terem expulsado e destruído os filhos da Mãe-Terra. Podemos, sim, acusar outras forças selvagens, conscientes, planejadas, negociadas a preço de vidas. Forças que movimentam tudo com potência mais destruidora do que qualquer grande catástrofe natural; mas que, por detrás das manchetes nem sempre transparentes, atuam silenciosas, invisíveis, sistematizadas e institucionalizadas em nível global. 
 
CULTURA
BRASIL
Crônica da Terra dos Papagaios
A biodiversidade viceja entre as palavras e faz da carta o primeiro documento sobre a Mata Atlântica. Acesse a versão completa da carta de São Vicente





CULTURA
Memória ancestral das Comunidades Negras Rurais
O Pampa Gaúcho, no extremo sul do País, constitui o cenário da breve e trágica vida do Negrinho do Pastoreio. A narrativa oral, em linguagem campeira, foi popularizada pelo folclorista pelotense João Simões Lopes Neto (1865-1916), na obra clássica Lendas do Sul, em 1913.




VOCÊ SABIA
Páginas do tempo
Das maravilhas criadas pelo talento da humanidade, algumas resistiram ao passar dos capítulos da História. Agora, quando as maiores bibliotecas do mundo estão sendo digitalizadas, podem ser conhecidos milhões de páginas de todas as épocas e línguas, portadoras da maior maravilha de todos os tempos, a única a conquistar status de arte dos deuses, a escrita.




RELIGIÕES
LENDA 
O pequeno Guardião das Florestas
Os mitos, as lendas, as crenças e os costumes populares transmitidos entre gerações comprovam que o uso abusivo dos recursos naturais sempre foi visto como infração grave.. É o caso do curupira, o guardião das matas brasileiras.




TERRA
A Terra em equilíbrio
 Lugares inspiradores, silenciosos, serenos e de rara beleza natural, talvez mais numerosos do que as grandes cidades, exercem no espírito humano o mesmo fascínio que levou pessoas de outros tempos a venerarem esses territórios místicos como pontos de equilíbrio do planeta.




ARTIGO
Sangue novo no velho continente
O número de migrantes que desembarcou na Europa somente no ano de 2015 ultrapassa 1,2 milhão de pessoas, com presença marcante de mulheres e de menores desacompanhados.





ATUALIDADE
RESENHA
Água, um Direito Humano
Ampliar a compreensão desse direito essencial e incentivar a comunidade acadêmica a aprofundar o tema e a assessorar o Poder Judiciário sobre o acesso à água como direito humano inalienável é o objetivo da autora, neste livro.




SOCIEDADE
Os novos brasileiros
Chegar a um país estranho e tangido pela necessidade exige coragem por parte do migrante e hospitalidade por parte de quem vai recebê-lo. Por isso, falar de migração, no Brasil, é falar do próprio brasileiro.




 
REPORTAGEM
Os Akwẽ
Como a maioria dos povos indígenas, os Akwẽ (Xerente) são nômades e, neste caso específico, migrantes, isto é: obrigados a sair de suas terras por interferência dos não índios. Alguns estudiosos sugerem que eles migraram do Nordeste brasileiro para o Norte, fugindo de aprisionamentos e guerras, no fim do século 18.



ENTREVISTA
O ouro a preço de couro
O típico humor brasileiro levado na bagagem dos imigrantes que vivem nos Estados Unidos da América costuma definir a pátria adotiva como o lugar onde você “ganha ouro, mas deixa o couro”.





EDUCAÇÃO

 ARTIGO
Hoje não tem prova, tem jogo
A educação atual passa por uma crise de valores, práticas pedagógicas e formação docente, o que causa nos professores um enorme desgaste emocional. Fato este constatado pela cientista política alemã Hannah Arendt e descrito na tese A Crise na Educação, já na década de 1950.




SUA PÁGINA
Chamada dinâmica
A escola, por seu turno, é chamada a assumir sua missão de educadora integral, oferecendo ecos e ressonâncias aos anseios dos alunos. Isso, em especial, se a disciplina for o Ensino Religioso.




ARTIGO 
Ensino Religioso, incentivo à inclusão do aluno com deficiência
O Ensino Religioso enquanto área de conhecimento e disciplina é, através da Lei 9.475/97, legalmente considerado “parte integrante da formação básica do cidadão”.


Fonte: Diálogo 82 -ABRIL/2016
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Dialógo - Abril/Junho
Edição de Abril/Junho, 2019
Diálogo 93, Janeiro/Março de 2019
Sumário da Edição 93 da Revista Diálogo Religião e Cultura / Jan/Mar 2019.
Diálogo 92, Outubro/Dezembro de 2018
Quem se apropria de bens públicos não entendeu a finalidade coletiva dos bens, que, por serem públicos, são para todos como coletividade
Diálogo 91, Julho/Setembro de 2018
A palavra – falada ou escrita – distingue os humanos dos outros animais. Através dela expressamos nossas ideias, sentimentos, vontade
Diálogo 90, Abril/Junho de 2018
Convida você à refletir e extrair conhecimentos importantes nos atuais cenários das relações interpessoais, interculturais e internacionais.
1 2 3 4 5 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados