Semana Nacional do Meio Ambiente

Data de publicação: 03/06/2013

Celebração inter-religiosa


Material - Música instrumental, pequenos recipientes com água, alguns vasos com plantas (caso seja impossível estar em um ambiente natural), cópias deste texto para quem for ler.

Música instrumental – Sobe por alguns segundos e desce.
  
Comentarista – Desde o ano de 1972, por iniciativa da Organização das Nações Unidas, é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente. Aqui em nosso país, celebramos a Semana Nacional do Meio Ambiente, sempre na primeira semana do mês de junho. É um tempo em que nos damos conta da necessidade de cuidar da natureza e de preservá-la. O Brasil é um grande coração vibrante de vida e nós somos responsáveis por ele.

Leitor 1 – O planeta Terra é a casa onde habitam todas as criaturas. Mas só nós, seres humanos, temos capacidade para cuidar de todas as espécies. 

Leitor 2 - O meio ambiente é o espaço onde vivemos. Os animais, as plantas, a terra, a água, as rochas e as outras criaturas não pensam, não conhecem os perigos que correm e não podem planejar a própria segurança nem tomar decisões. Só nós somos livres e inteligentes. Temos o direito de guardar e proteger esta grande casa que abriga todos os seres da terra. Nós somos capazes de cuidar de tudo e de defender o direito que as criaturas têm de viver e existir. Este é nossa tarefa na criação.

Comentarista – Vamos ouvir um relato sagrado indígena do povo Krenak de Minas Gerais. Conta como o Criador nos deu o presente da água. 

Leitor 1 – A lenda da água - Foi Deus quem deu a água para as criaturas. Entregou-a primeiro aos animais. Deus escondeu um pote de água na mata e mostrou o lugar só para o Beija-flor. Todos os dias o pequeno pássaro ia se banhar no pote. Depois saia voando para frente e para trás, assim ninguém podia saber a direção para o lugar onde o pote estava escondido. Um dia a andorinha seguiu o beija-flor e descobriu que ele estava guardando a água e não queria reparti-la com ninguém. Ela voou com força e derrubou o pote. A água espalhou-se por toda a floresta e na mesma hora nasceram os regatos e os rios. E até hoje o Beija-flor voa para frente e para trás, à procura do pote de água que perdeu.
(cf. Escola indígena, índios de Minas Gerais recriam sua educação – Governo de Minas Gerais, 2000, p. 71)

Leitor 2 – Foi Deus quem deu a água às criaturas.

Todos repetem a mesma frase.

Música instrumental – sobe por alguns segundos e desce.

Comentarista – Vamos agradecer ao Criador que nos ofertou o Universo, a água, o Planeta Terra, o meio ambiente e o nosso belo país e confiou tanto em nós a ponto de nos fazer responsáveis por todas as outras criaturas.

Rezemos com os nossos amigos luteranos.

Todos repetem cada uma das frases


Leitor 1 - Deus maravilhoso, Criador do mundo.
Leitor 2 - Tudo o que existe foi criado por ti.
Leitor 3 - Tudo o que existe fala dos teus pensamentos.
Leitor 4 - Tudo o que existe engrandece a tua sabedoria.
Leitor 5 - O teu plano se realiza em tudo o que existe.
Leitor 6 - Também em mim.
Leitor 7 - Eu te louvo ó Criado, Deus fiel.
Leitor 1 - O que tu criaste, tu não destruirás.
Leitor 2 - Tu deste a todos nós, tuas criaturas,
Leitor 3 - um espaço para viver.
Leitor 4 - E tu mesmo o proteges.
Leitor 5 - Nós te agradecemos por isso
Leitor 6 - e pedimos que continues ao nosso lado
Leitor 7 - e que seja fortalecida nossa esperança
Leitor 8 - de que estarás perto de nós eternamente.
(cf. Senhas Diárias, textos bíblicos e orações, Ed. Sinodal. pp. 28, 43)
 
Comentarista - A sabedoria que veio da Mãe-África, ensina a nós brasileiros que o meio ambiente merece cuidado e respeito, pois sem ele ninguém pode viver.

Leitor 2 – Na tradição sagrada das religiões africanas, Olorum é o nome do Deus que criou o céu e a terra. Ele abençoa as criaturas por meio de seus auxiliares, os orixás protetores das matas, dos mares, dos rios, da terra, das plantas, dos animais e do fogo.

Leitor 3 - Com a ação de todos nós e a bênção do Criador, podemos conservar o equilíbrio do meio ambiente no Brasil e em todo o Planeta.

Leitor 4 – Podemos conservar o equilíbrio do meio ambiente no Brasil e em todo o Planeta.
Todos repetem a frase.

Comentarista – As igrejas da terra inteira agradecem ao Deus que cuida do meio- ambiente e das criaturas.
Todos repetem cada uma das frases

Leitor 4 - Deus dos camelos peregrinos e dos lugares distantes.
Leitor 5 - Dos vales estreitos e dos semblantes aborígenes.
Leitor 6 - Deus dos silêncios profundos e do belo pôr-do-sol.
Leitor 8 - Dos campos iluminados pela lua.
Leitor 1 – Deus das estiagens prolongadas e dos riachos abundantes de água.
Leitor 2 - Dos campos de margaridas e das árvores solitárias que crescem no deserto.
Leitor 3 - Deus dos horizontes imensos e das areias carregadas pelos ventos.
Leitor 4 - Ensina-nos como andar no meio desta terra misteriosa.
(cf. Deus em tua graça transforma o mundo Livro de cultos ecumênicos do Conselho Mundial das Igrejas, p.17)

Música instrumental – Sobe por alguns minutos e desce.

Comentarista – O Corão, o livro sagrado do islamismo, revela-nos o cuidado de Deus por nós e seu amor manifestado por meio do sol e de toda a natureza.
 
Leitor 5 – prece islâmica: o Sol nos permite ver e caminhar assim como distinguir o que é bom do que é mau. O sol nos cobre com seu calor e torna férteis as árvores e os jardins. Com seus raios, transforma as frutas ácidas e verdes em frutas maduras e doces. Deus, o Altíssimo, faz brilhar as minas de ouro e de prata, os rubis e as cornalinas. Quando o Deus altíssimo se manifesta na montanha, torna belas as árvores, a relva e as flores. (RÛMI, prece islâmica)

Leitor 6 - Quando o Deus altíssimo se manifesta na montanha, torna belas as árvores, a relva e as flores.
Todos repetem a frase.

Comentarista – Na fé do povo judeu encontramos belas palavras para agradecer ao Criador.

Todos repetem cada uma das frases

Leitor 6 - Todos te rendem graças, todos te rendem louvor.
Leitor 7 - Todos falam: não há santo como o Eterno!
Leitor 8 - Todos te enaltecem, ó Criador do universo.
Leitor 1 – Deus, que abres, a cada dia, os pórticos do Oriente.
Leitor 2 - Abres as janelas do firmamento.
Leitor 3 - e fazes o sol sair do seu lugar.
Leitor 4 - e a lua de sua moradia.
Leitor 5 - Derramas a luz sobre o mundo todo
Leitor 6 - e sobre os seus habitantes
Leitor 7 - os quais criaste em tua misericórdia.
Leitor 8 - Na tua compaixão iluminas a terra e os que nela habitam.
Leitor 1 - Em tua bondade renovas dia por dia a obra de tua criação.
(cf. Shacharit, oração matinal judaica – O nosso Shabat – Congregação Israelita Paulista, p. 63)

Leitor 6 - E em tua bondade renovas dia por dia a obra de tua criação.
Todos repetem a frase.

Comentarista – Somos seres humanos, cuidadores do meio ambiente. Podemos cuidar de todas as criaturas.

Tocar um CD ou cantar uma música ecológica conhecida.
Durante a música, passar de mão em mão os pequenos recipientes com água.
No final, derramar a água sobre as plantas.  




Sites sobre meio ambiente:
www.mma.gov.br
www.ambientebrasil.com.br
www.nossoplaneta.com.br
www.ibama.gov.br
www.lei.adv.br

Fonte: Diálogo 46
Postado por: Diálogo




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Pampulha Patrimônio Mundial da Unesco
O Comitê do Patrimônio Mundial decidiu incluir o Conjunto Moderno da Pampulha, localizado na cidade de Belo Horizonte, na Lista do Patrimônio Cultural da Humanidade.
A solução do problema
Passeando por um bosque, um homem viu uma raposa aleijada, que perdera as patas.
Transtorno do pânico O que fazer?
O pânico passa por uma estrutura fisiológica e cerebral que dispara as crises e reações mais ou menos intensas de ansiedade e medo, levando as pessoas até mesmo ao isolamento social.
A magia da bola e sua origem sagrada
Em ritos sagrados dançantes e esportivos, e em treinamentos de exércitos, sempre foram usadas esferas e bolas de várias matérias-primas e diversos significados e objetivos.
As sete cidades lendárias
O Parque Nacional das Sete Cidades, um conjunto de monumentos naturais situado entre os municípios de Piracuruca e Piripiri
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados