BUSCA

Notícias

Jabuti divulga seus semifinalistas. Paulinas está entre os semifinalistas nas categorias Infantil e Ilustração

Data de publicação: 03/10/2019

Prêmio Jabuti divulgou seus 10 semifinalistas, de cada uma das 19 categorias. Paulinas está entre os semifinalistas nas categorias Infantil e Ilustração com o livro DONANA E TITONHO, de Ninfa Parreias e André Neves (ilustração)



Infantil

Título: Donana e Titonho | Autor(a): Ninfa Parreiras | Editora(s): Paulinas

 

Ilustração

Título: Donana e Titonho | Ilustrador(a): André Neves | Editora(s): Paulinas

 

Em 2019, o Prêmio Jabuti recebeu 2.103 inscrições, número 11% maior do que o registrado no ano passado. Nesta quinta-feira, a Câmara Brasileira do Livro (CBL), organizadora do certame, divulgou os 10 semifinalistas de cada uma das 19 categorias do prêmio que chega, em 2019, a sua 61ª edição.

Na categoria Romance, uma das mais disputadas do Jabuti, os semifinalistas são Alberto Mussa, por A biblioteca elementar (Record); Cristovão Tezza, por A tirania do amor (Todavia); Alexandre Vidal Porto, com Cloro (Companhia das Letras); Ana Paula Maia, com Enterre seus mortos (Companhia das Letras); Juliana Leite, com Entre as mãos (Record); André de Leones, com Eufrates (José Olympio); Julia Wähmann, com Manual da demissão (Record); Adrienne Myrtes, com Mauricéa (Demônio Negro); Martha Batalha, com Nunca houve um castelo (Companhia das Letras) e Tiago Ferro, com O pai da menina morta (Todavia).

Marcelino Freire (Bagageiro - Todavia), Elvira Vigna (Kafkianas - Todavia), Geovani Martins (O sol na cabeça - Companhia das Letras) são alguns nomes que se destacam na categoria Contos. Em Crônicas, aparecem nomes como Ruy Castro (A arte de querer bem - Estação Brasil), Fabrício Corsaletti (Perambule - Editora 34), Fernanda Young (Pós-F: para além do masculino e do feminino - LeYa) e Míriam Leitão (Refúgio no sábado - Intrínseca).

No dia 31, também ao meio dia, serão conhecidos os cinco finalistas. Já os vencedores de cada uma das 19 categorias e o ganhador do Livro do Ano serão conhecidos apenas no dia 28 de novembro, em cerimônia a ser realizada no Auditório Ibirapuera Oscar Niemeyer (Av. Pedro Álvares Cabral - São Paulo / SP).

Nesta ocasião, haverá ainda a homenagem Personalidade Literária à romancista, contista e poeta Conceição Evaristo, vencedora do Prêmio Jabuti com a obra Olhos D´água (Pallas) na categoria Contos e Crônicas, em 2015.


Fonte:

https://www.publishnews.com.br/materias/2019/10/03/jabuti-divulga-seus-semifinalistas?utm_source=PublishNews+-+BR&utm_campaign=c050917484-EMAIL_CAMPAIGN_2019_10_03_03_29&utm_medium=email&utm_term=0_598a87e1b7-c050917484-51829425


Sobre o livro:

Donana e Titonho não enaltece a pobreza nem a desdenha, mas conta a história de brasileiros, sem maquiagem. O olhar narrativo vê, com poesia filosófica, a crueza da vida marcada de uma realidade nua. A história triste é compensada pelo ritmo alegre dos versos, sugerindo, quem sabe, uma circularidade à moda dos mitos, onde a vida só nasce depois que é experimentada a morte, simbolicamente. Surge um signo de esperança, mas não sem a preservação da consciência da realidade.  Donana e Titonho é uma narrativa que emociona, na qual a linguagem é cuidadosamente trabalhada. Linda poesia, lapidada com o melhor requinte do trato da língua portuguesa, com sotaque de Brasil.  As ilustrações de André Neves emolduram com traços fortes e sensíveis a narrativa, em que texto e imagens dão voz a Donana e Titonho.