BUSCA

Notícias

Feliz Natal

Data de publicação: 13/12/2021

Deus veio morar entre nós

“A Palavra se fez carne” (Jo 1,14). Chama nossa atenção a maneira como São João começa seu Evangelho. As palavras servem para expressarmos o que pensamos, desejamos ou projetamos. Nós as usamos para demonstrar nosso amor e nosso ódio. Através delas podemos nos aproximar ou nos afastar dos outros. Elas constroem pontes de amor ou criam abismos que, depois, é difícil transpor.

Quando São João escreve “A Palavra se fez carne” quer nos revelar que o Pai se expressa através de uma Palavra, e essa Palavra é o seu Filho. Jesus é a Palavra do Pai. Para nos comunicar quem é e o que deseja de nós, o Pai se utiliza de seu Filho. Ouvir o Filho é ouvir o Pai. De nossa parte, para conhecer o Pai precisamos nos voltar para Jesus e ouvir o que ele nos diz, o que nos ensina, como nos ama, como se relaciona conosco etc. Vendo-o e ouvindo-o, ouvimos e vemos o Pai. Nosso Deus tem um rosto: o rosto de Jesus.

“A Palavra se fez carne.” Como isso é possível? Só há uma explicação: o amor. “Deus é amor” (1Jo 4,16), e é próprio do amor expandir-se, comunicar-se. A encarnação do Filho de Deus é a expressão de uma certeza: Deus nos ama infinitamente. Nosso Deus quer nossa companhia. Ele vem até nós por sua Palavra – e como nos encontra? Encontra-nos, por vezes, longe dele – isto é, infelizes, investindo tempo e energia em coisas superficiais e mesquinhas. Vindo a nós, a Palavra do Pai abre novos horizontes em nossa vida. É como se, por ele, o Pai nos dissesse: “Vocês podem ter um outro modo de se relacionar; podem me amar, e serão felizes; podem viver como irmãos, perdoando-se e ajudando-se mutuamente; podem viver em paz. Basta que ouçam o meu Filho e o sigam. Ele abre perspectivas em sua vida, agora e eternamente”.

Por que, então, nos é tão difícil acolher Jesus? Por que empobrecemos tanto nossa vida e a complicamos? Por que fazemos o mundo ser do jeito que é? Por que criamos tantas trevas? São João afirma que a Palavra veio como uma luz no meio das trevas (cf. Jo 1,5). Isso significa que, por onde passamos, deixamos as marcas de nosso egoísmo e pecado. Mas nasce a esperança! Há a possibilidade de sermos novas criaturas, pessoas novas. Para isso, será essencial conhecermos a Palavra que se fez carne e a acolhermos.

“A Palavra se fez carne.” O profeta Isaías antecipou que a Palavra se fez Menino – Menino que os pastores de Belém conheceram, quando entraram na gruta onde estavam Maria e José; Menino que os magos do Oriente encontraram e adoraram. Todos eles constataram: Deus veio habitar entre nós! Jesus é, realmente, o Emanuel, o Deus-conosco! Essa é a descoberta que todos nós somos chamados a fazer. Natal: nasceu para nós um menino quer nos ajudar nessa descoberta.

 

Apresentação do livro de Dom Murilo S. R. Krieger, Natal: Nasceu para nós um Menino

Saiba mais em: Natal - Paulinas

Fonte: Paulinas
Postado por: admin_editora


Compartilhe este conteúdo:



Comentários


Deixe seu comentário


Veja Também

Charles de Foucauld - "Meu Deus, como sois bom"
Papa vai presidir em 15 de maio de 2022 a canonização de Charles de Foucauld, religioso francês que foi assassinado na Argélia

Nossa Senhora de Fátima: esperança para a humanidade
Hoje, 13 de maio, é celebrada em todo o mundo a festa de Nossa Senhora de Fátima, em memória de sua primeira aparição aos pastorinhos nas colinas da Cova da Iria (Portugal) em 1917. “Não tenham medo. Não lhes faço mal”, disse a Virgem Maria

IV Feira do Livro da Unesp
A IV Feira do Livro da Unesp está acontecendo de 2 a 8 de maio, em formato virtual. São milhares de livros dos mais variados gêneros com 50% de desconto

Papa Francisco aborda a relação entre sogras, noras e genros
“Eu não diria que as sogras são vistas como se fossem o diabo, mas é certo que elas são tratadas de forma pejorativa”, afirmou o Papa

Relíquias do bem-aventurado Carlo Acutis peregrinam pelo Brasil
A partir de maio, a peregrinação será na região Sul do país. A devoção a Carlo Acutis acrescenta muito, pois é fruto dos nossos tempos

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados