BUSCA

Notícias

150 anos do nascimento de Santa Teresinha do Menino Jesus

Data de publicação: 18/01/2023

A cada dois anos, a Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) homenageia uma personalidade que tenha se destacado no mundo promovendo os valores humanos a serviço da paz.

Para o biênio 2022-2023, a figura escolhida foi Santa Teresinha do Menino Jesus, cujo aniversário de 150 anos foi celebrado em 2023, no mês de janeiro. A proposta foi feita pelo Santuário de Lisieux, na França.

Lisieux é o segundo principal local de peregrinação na França

“Teresa de Lisieux é uma freira que morreu aos 24 anos, conhecida principalmente por suas publicações póstumas, incluindo ‘História de uma Alma’. Esta celebração ajudará a dar maior visibilidade e justiça às mulheres que, por meio de suas ações, promoveram os valores da paz”, diz a apresentação feita em março passado ao Comitê Executivo da Unesco.

A organização ressalta ainda que “dada a fama de Teresa de Lisieux na comunidade católica (sendo a cidade de Lisieux o segundo principal local de peregrinação na França, atrás apenas de Lourdes), a celebração do seu aniversário pode ser uma oportunidade para destacar o papel das mulheres nas religiões o combate à pobreza e a promoção da inclusão, em consonância com os objetivos do desenvolvimento sustentável”.

Santa Teresinha contribuiu para a promoção dos valores universais

“O reconhecimento pela Unesco de Teresa de Lisieux sob uma proposta da França abre novas perspectivas para a difusão de sua mensagem de vida, paz e amor às ‘ilhas mais remotas’ como Teresa de Lisieux se expressava, até as ‘periferias’, segundo a expressão do Papa Francisco”, comemora o Padre Olivier Ruffray, reitor do santuário de Lisieux.

“Conhecida em todo o mundo graças às suas obras e ao seu testemunho, Teresa contribuiu para a promoção dos valores universais. Pela qualidade e profundidade de sua vida, ela falou uma linguagem que transcende fronteiras, a do Amor”, enfatiza o Padre Thierry Hénault-Morel, reitor do santuário Louis e Zélie Martin em Alençon.

Influência mundial de Santa Teresinha de Lisieux

Nomeada Doutora da Igreja pelo Papa João Paulo II em 1997, Santa Teresinha de Lisieux possui influência mundial. Mais de 120 iniciativas religiosas e culturais em todo o mundo foram organizadas desde aquela data. Sua principal obra, ‘História de uma Alma’, foi traduzida em mais de 80 países.

Fonte: https://gaudiumpress.org/content/santa-teresinha-do-menino-jesus-sera-homenageada-pela-unesco/

 

 

 

História de uma alma - Teresa de Lisieux

Os escritos autobiográficos de Teresa de Lisieux (1873-1897) são internacionalmente conhecidos e muito difundidos no Brasil. Por que uma nova edição? Essa mesma importância que têm é a razão pela qual nos animamos a publicar essa nova edição crítica. Além de várias correções feitas nos textos originais publicados e nas traduções disponíveis no Brasil, a adoção da ordem dos manuscritos apresentada pelas primeiras edições, que foi abandonada a partir da edição crítica de 1956, permite uma melhor interpretação da doutrina de santa Terezinha.

A História de uma alma, publicada um ano depois de sua morte, em 1898, que retoma o obituário habitual das carmelitas, reunia de fato três manuscritos deixados por Teresa: dois escritos propriamente autobiográficos, que comportam uma primeira parte escrita no início de 1895, e uma segunda parte, mais tarde, no segundo semestre de 1896. Por razões cronológicas, as edições críticas anteriores, intercalam um texto que data também de 1896, mas que, na realidade, não é um relato autobiográfico, mas uma exposição didática, em que Teresa, a partir de sua experiência expõe, por assim dizer, o essencial de sua doutrina. Seguindo as edições originais, anexamos esse texto à autobiografia

O restabelecimento da continuidade temática entre as duas partes da autobiografia põe em evidência do terceiro texto, uma carta à irmã Maria do Sagrado Coração, que constitui verdadeira síntese do ensinamento de Teresa, declarada Doutora da Igreja, pelo papa João Paulo II, em 19 de outubro de 1997.

Teresa nos ensina a partir de sua vida. Interpreta sua autobiografia como de uma alma, para empregar seu vocabulário, inteiramente apaixonada por Jesus, que a ama e está presente em todos os momentos de sua existência. Tereza vive de fato, no dia-a-dia, nos acontecimentos aparentemente mais insignificantes da rotina conventual e do relacionamento fraterno, a grandeza do perfeito seguimento de Jesus, pois, como Jesus, seu alimento é fazer a vontade do Pai. O amor de Jesus por ela a coloca no centro da Igreja e na intimidade com a Trindade.

A doutrina de Teresa, de que a carta de 1896 contém um resumo feito por ela mesma, se inscreve no seio do relacionamento pessoal de Jesus com Teresa e de Teresa com Jesus. Aos desejos quase impossíveis, segue-se o caminho para o perfeito amor, vivido na pequenez e na humildade, mas que inclui todas as vocações, é aberto à universalidade da Igreja e voltado para a união definitiva com a Trindade, conduzido pela força de Jesus.

O segredo dos escritos de Teresa foi muito bem expresso pela reputada filósofa santa Edith Stein. Antes de se tornar a carmelita, ao seu primeiro contato com a História de uma Alma, confessava estar diante de uma vida humana atravessada, do início ao fim, unicamente pelo amor de Deus. "É de uma grandeza incomparável, comentava, exatamente aquilo que busco eu mesmo e quero comunicar a todos".

 

 

 

Cinco minutos com Deus e Santa Teresinha

Este é um livro para ser apreciado aos poucos, dia após dia. Organizado por Luzia Sena, oferece, a cada página, uma significativa passagem bíblica seguida de uma meditação de Santa Teresinha do Menino Jesus - uma das santas mais populares e queridas entre os católicos. O Espírito de Amor que a envolveu ensinou-lhe a pequena via da infância espiritual, a pequena via para a santidade, o caminho da confiança e do total abandono em Deus, vivido na simplicidade do dia a dia, nos pequenos gestos escondidos e desinteressados, feitos unicamente no amor e por amor a Deus e aos irmãos. Nada há de extraordinário na vida dessa jovem carmelita, a não ser a simplicidade com que amou a Deus e às pessoas. Ao morrer, com apenas 24 anos, Teresinha do Menino Jesus ofereceu a sua vida pela salvação da humanidade e pela Igreja. O conjunto da obra se mostra profundo e motivador, com textos bastante significativos que nos inspiram a seguir seu exemplo luminoso de santidade, simplicidade evangélica e total confiança na bondade e na misericórdia de Deus. Ao final, o leitor encontra, ainda, uma cronologia com os fatos mais importantes da vida de Santa Teresinha e a sugestão de outras obras para aprofundamento em sua mensagem.

 

Fonte: Paulinas
Postado por: admin_editora


Compartilhe este conteúdo:



Comentários


Deixe seu comentário


Veja Também

São Brás - 3 de fevereiro
“São Brás, conservai a minha garganta sã e perfeita para que eu possa falar corretamente e assim proclamar e cantar os louvores de Deus!”

Paulinas Editora oferece encontros para formar discípulos
Confira a programação

Catequistas Brasil
Paulinas estará presente neste encontro que reúne milhares de catequistas de 3 a 5 de fevereiro de 2023

Homilia do Papa Francisco nas exéquias do Sumo Pontífice Emérito Bento XVI
Praça São Pedro, quinta-feira, 5 de janeiro de 2023: “Bento, fiel amigo do Esposo, que a tua alegria seja perfeita escutando definitivamente e para sempre a sua voz!”

O testamento espiritual de Bento XVI
A Santa Sé tornou público o testamento espiritual do Papa Emérito Bento XVI

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados