BUSCA

Agenor Brighenti

Agenor Brighenti é presbítero da Diocese de Tubarão (SC). Autor de dezenas de livros e de mais de uma centena de artigos, publicados no país e no exterior.

 

Formação acadêmica

Pós-doutorado em Teologia pela Universidad Iberoamericana Ciudad de México (2017-2018); doutorado em Ciências Teológicas e Religiosas pela Université Catholique de Louvain, Bélgica (1993); mestrado em Teologia Pastoral pela Université Catholique de Louvain (1990); bacharelado em Teologia pelo Instituto Teológico de Santa Catarina (1979); licenciatura em Filosofia pela Universidade do Sul de Santa Catarina (1975); especialização em Pastoral Social pelo Instituto Teológico Pastoral do CELAM (1980).

 

Atuação profissional

Atualmente, é professor-pesquisador no Programa de Pós-graduação em Teologia da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR), em Curitiba, e no Centro Bíblico-Teológico-Pastoral para América Latina do CELAM (CEBITEPAL), em Bogotá, desde 1994; líder do Grupo de Pesquisa Teologia e Pastoral; bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq; membro da Equipe de Reflexão Teológico-pastoral do Conselho Episcopal Latino-americano (CELAM). Foi perito do CELAM na Conferência de Santo Domingo e da CNBB na Conferência de Aparecida; bolsista de Produtividade em Pesquisa da Fundação Araucária (2014-2015); professor visitante na Universidade Pontifícia do México (1996-2015); membro e diretor do Instituto Nacional de Pastoral da CNBB (2000-2012); membro e coordenador latino-americano da Ameríndia (2007-2015); professor de filosofia na Universidade do Sul de Santa Catarina (1982-2008); professor de filosofia na Fundação Educacional de Brusque (1998-2008); coordenador de pastoral da Diocese de Tubarão (1981-1987).

 

Projetos de pesquisa

  • Renovação conciliar, teologia contextual e teologia latino-americana
  • Missão evangelizadora e magistério latino-americano
  • Desafios pastorais em perspectiva latino-americana
  • Perfil dos “padres novos” no Brasil

 No campo da pesquisa merece destaque um levantamento de dados sobre o perfil dos “padres novos” no Brasil. Através de uma pesquisa de campo, foram coletados dados nas cinco regiões do País, concretamente em três dioceses representativas de cada uma delas: Região Sul – Dioceses de Curitiba, Maringá, Apucarana; Região Sudeste – Rio de Janeiro, São João do Meriti, Duque de Caxias; Região Centro-Oeste – Brasília, Luziânia, Goiânia; Região Norte – Manaus, Santarém, Ji-Paraná; Região Nordeste – Recife, Campina Grande, Salvador. Foram consultados padres, leigos e leigas, seminaristas, jovens homens e mulheres, assim como religiosas, sobre a visão dos “padres novos” do mundo, da Igreja e do exercício do próprio ministério. Uma equipe de especialistas está analisando os dados e redigindo um informe em forma de livro, que será publicado em breve.

 

Publicações

Até o momento, o autor publicou 48 livros pessoais ou organizados, 74 obras coletivas e 124 artigos em revistas científicas. Há anos mantém artigo mensal nos jornais Diocese em Foco da Diocese de Tubarão, O Lutador de Belo Horizonte e no blog pessoal na Página da Ameríndia – Teologia e Profecia. Dentre as publicações merecem destaque: Por uma evangelização inculturada

A pastoral dá o que pensar

A Igreja perplexa

Em que o Vaticano II mudou a Igreja

Compêndio das Conferências Gerais da Igreja na América Latina

 

A obra mais recente é O LAICATO NA IGREJA E NO MUNDO, publicado em junho de 2019. Este livro aborda a questão do laicato na Igreja e no mundo, em três momentos: sua situação atual, sua identidade e, finalmente, sua missão na Igreja e no mundo.

Com relação à situação atual do laicato, uma vez feita a referência a seu potencial grandemente minimizado pelo clero, menciona os avanços e retrocessos em relação à renovação conciliar e à tradição eclesial libertadora latino-americana, seguido de como a Conferência de Aparecida e o Papa Francisco veem o laicato, hoje.

Em um segundo momento, faz uma abordagem da identidade e vocação do laicato, a partir do itinerário da Igreja, caracterizando, em grandes linhas, sua concepção na eclesiologia pré-conciliar, às vésperas do Concílio e, particularmente, no Vaticano II.

O terceiro momento, com relação à missão do laicato na Igreja e no mundo, é enfocado a partir do tria munera ecclesia – o três múnus da Igreja – o múnus profético, o múnus sacerdotal e o múnus da caridade, conferidos pelo Batismo a cada membro do Corpo que conforma a Igreja, do qual Cristo é a Cabeça.

A abordagem está argumentada a partir de alguns referenciais obrigatórios relativos ao laicato, como os documentos do Vaticano II (1965), as Exortações Evangelii Nuntiandi (1975) de Paulo VI, Christifideles Laici (1988) de João Paulo II e Evangelii Gaudium (2013) do Papa Francisco, assim como os documentos das Conferências de Medellín (1968), Puebla (1979), Santo Domingo (1992) e Aparecida (2007).

O texto, em linguagem direta e sintética, tem dez pequenos capítulos, agrupados em três seções. Ao final de cada capítulo, para o leitor ter um contato direto com os documentos do magistério, é apresentado um pequeno extrato da Palavra da Igreja sobre o laicato, que serve como ilustração e leitura complementar do conteúdo abordado.

 

 

Conheça mais das obras de Agenor Brighenti no site de Paulinas: www.paulinas.com.br

 

 

 

Compartilhe este conteúdo:



Espaço do Autor

Tatiana Belinky

Thaís Rufatto dos Santos

Padre Cleiton Viana da Silva

Celso Pedro da Silva

Carlos Afonso Schmitt

Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados