BUSCA

Eva Fernández Huéscar

Correspondente de COPE no Vaticano e na Itália. De Roma, informa diariamente sobre o Papa Francisco, segue de perto os seus passos e o acompanha em suas viagens internacionais. É madrilena e joga tênis.

Filóloga reconvertida em jornalista, trabalha na rádio há mais de vinte anos, deu aulas de Redação Criativa e Comunicação Radiofônica. Escreve no semanário Alfa y Omega e participa no programa semanal Crónica Vaticana do canal Trece. As suas reportagens radiofônicas lhe valeram prêmios internacionais.

 

 

O lado mais cálido do Papa Francisco
através de inesquecíveis histórias
cheias de humanidade

A ternura é um dos traços caraterísticos do Papa Francisco e, sem dúvida, um dos que mais comovem e interessam aos fiéis. Eva Fernández, testemunha privilegiada graças ao seu trabalho como correspondente de COPE no Vaticano, pôde contemplar muito de perto a autenticidade que “o papa dos gestos” demonstra às pessoas em circunstâncias muito distintas.

O Papa da ternura relata manifestações comoventes de afeto de Francisco diante de pessoas muito diferentes, como uma prostituta escrava nigeriana libertada, uma menina da rua de Manila, as mães jovens de uma prisão de mulheres em Santiago do Chile, os refugiados rohingyas em Bangladesh, como também ao receber um colete salva-vidas de uma menina afogada no Mediterrâneo, ou o seu pedido de perdão às vítimas de abusos sexuais. Porque nada é alheio a este Papa.

Ao mesmo tempo, a obra apresenta os elementos essenciais da personalidade do Papa e é curioso para nós saber, por exemplo, que ele mesmo lustra os seus sapatos, que utiliza um carro moderno para se locomover por Roma ou a sua relação cordial com Bento XVI. Definitivamente, assuntos e momentos fundamentais de seu pontificado.