BUSCA

Nanna de Castro

Neste mês de março, gostaríamos de prestar uma homenagem às mulheres, aqui representadas por Nanna de Castro.

Seu currículo é extenso: formada em Psicologia, pela Universidade Federal de Minas Gerais, e em Artes Cênicas, pela Fundação Clóvis Salgado, é escritora, roteirista, publicitária, esposa e mãe de trigêmeos. Escreve semanalmente para o blog Senhorita Safo, onde desde 2008 publica suas crônicas do cotidiano que falam de forma escancarada, sem censura nem pudores, de assuntos que atormentam as mulheres do nosso tempo e acumulam milhares de acessos todos os meses.

Algumas dessas crônicas foram selecionadas pela autora para a publicação do livro Só as magras e jovens são felizes. O título, que num primeiro momento pode ferir algumas suscetibilidades, tem a intenção justamente de romper com o politicamente correto e ironizar a ditadura da aparência que quer deter o tempo a qualquer custo.

Legítima representante da mulher contemporânea, Nanna escreve coisas que poucas têm coragem de admitir publicamente. Como ela mesma diz: “Escuto o dia inteiro sobre como uma mulher tem que ser e vivia me sentindo culpada. Tudo bem a mídia fazer isso com a gente, mas não podemos fazer isso com nós mesmas”. Nesse sentido, seus textos podem ser considerados até mesmo terapêuticos, pois levam a leitora a compreender-se melhor e evitar as armadilhas criadas pelo subconsciente. Abordam os conflitos e desejos das mulheres na faixa dos 40 anos, dentro das quais se debatem os arquétipos das mocinhas de contos de fada e das revolucionárias feministas, enquanto buscam uma identidade própria e que dê conta dos inúmeros papéis que hoje em dia precisam exercer.

São textos que provocam uma atmosfera de intimidade com a leitora ao abordar os problemas cotidianos, as dificuldades de educar os filhos, a correria para cumprir prazos e expectativas, o relacionamento com o marido e os familiares, os sonhos de infância e de juventude, planos para o futuro, o envelhecer. São a um só tempo líricos e críticos, questionadores e emocionantes, e mesmo quando tocam em temas difíceis, conseguem manter o bom humor através de um fino sarcasmo, de uma ironia bem colocada.

Para conhecer um pouco mais sobre a autora e sobre a obra, acesse <http://www.youtube.com/watch?v=DZi7AqCChKk> e assista à entrevista concedida à Paulinas TV.

Compartilhe este conteúdo:



Espaço do Autor

Bruno Carneiro Lira

Joan Chittister

Cris Eich

Cris Eich

Moises Chencinski

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados