BUSCA

Lançamentos

50 anos após o Concílio Vaticano II

Data de publicação: 17/04/2017

                             50 anos após o Concílio Vaticano II

Esta obra é fruto da reflexão de teólogos do mundo inteiro, sobre a perenidade do Concílio Vaticano II. Cinquenta anos após seu encerramento, o Vaticano II nos fala, e nos fala talvez mais que nunca. Em um mundo fragilizado e fraturado, o testemunho dado pelo Concílio de uma comunhão possível entre Deus e a humanidade permanece como uma visão e uma inspiração profética. Certamente, as peripécias conciliares e pós-conciliares previnem contra qualquer idealização do Concílio, de seus protagonistas ou ainda de protagonistas de sua recepção.

Contudo, numa situação em que a fé cristã se confronta com as buscas existenciais de um mundo que se procura e se questiona, convém saudar, com toda a responsabilidade que isso implica, a intuição inspirada de João XXIII de convocar um Concílio a fim de deliberar sobre os problemas atuais e preparar assim o futuro...

Cinquenta anos depois, o Vaticano II permanece uma referência profética, e seu melhor aproveitamento permitiria à Igreja ser mais messiânica. A dignidade do ser humano, cuja relação salutar com Deus pelo Cristo e no Espírito está no centro da fé cristã, relembra sempre a urgência de se estar à altura das intuições conciliares.

Pela sua abrangência e profundidade, esta obra merece não só ser lida, mas ser objeto de estudo em nível acadêmico.

Fonte: Portal Paulinas
Postado por: admin_editora


Compartilhe este conteúdo:



Comentários


Deixe seu comentário


Veja Também

Compreender e acompanhar a pessoa humana
Acompanhar as pessoas é uma atividade que exige teoria, estratégia e uma série de técnicas

A arte de acompanhar
Esta obra mostra o caminho comum a todo tipo de acompanhamento, independentemente de ser terapêutico, educativo, parental, espiritual ou desportivo.

Recordações da minha fé
A obra aborda temáticas centrais da fé cristã, como Deus, Jesus Cristo, Igreja, Salvação, Eucaristia, Oração, em um estilo inédito elaborado pelo autor

Coração nunca se esquece
A autora demonstra, com delicadeza, como são as diversas fases do luto - a incredulidade, a sensação de vazio, a raiva e a tristeza, até chegar à aceitação - e a importância de falar dos sentimentos

São José, homem justo, esposo e pai
Vamos conhecer a vida daquele que foi pai adotivo do Filho de Deus, educador daquele que deu a vida por nós, Jesus Cristo

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados