BUSCA

Notícias

Papa Francisco lança Carta apostólica sobre o presépio

Data de publicação: 04/12/2019

“Com esta Carta, quero apoiar a tradição bonita das nossas famílias prepararem o Presépio, nos dias que antecedem o Natal, e também o costume de o armarem nos lugares de trabalho, nas escolas, nos hospitais, nos estabelecimentos prisionais, nas praças…”, escreve Francisco ao divulgar documento sobre o presépio.

“Admirável sinal” (Admirabile Signum) é o título da Carta Apostólica que o Papa Francisco dedica ao presépio para ressaltar o seu significado e valor.

O texto é dirigido a todo o povo de Deus, sobretudo ao núcleo familiar, como uma forma de valorizar a transmissão da fé entre avós, pais, filhos e netos.

“Com esta Carta, quero apoiar a tradição bonita das nossas famílias prepararem o Presépio, nos dias que antecedem o Natal, e também o costume de o armarem nos lugares de trabalho, nas escolas, nos hospitais, nos estabelecimentos prisionais, nas praças…”

Para Francisco, se trata de um “exercício de imaginação criativa” e faz votos de que esta prática “nunca desapareça”. E “onde porventura tenha caído em desuso, se possa redescobrir e revitalizar”.

 

Assim nasce a tradição

Dividido em 10 pontos, o texto recorda a origem do presépio com São Francisco de Assis, a sua obra de evangelização e as figuras e o simbolismo que o compõem.

A palavra presépio vem do latim praesepium, que significa “manjedoura”. As Fontes Franciscanas narram de forma detalhada o que aconteceu na cidade de Greccio, que fica no Vale de Rieti, a menos de 100 km de Roma.

Quinze dias antes do Natal, Francisco chamou João, um homem daquela terra, para lhe pedir que o ajudasse a concretizar um desejo: “Quero representar o Menino nascido em Belém, para de algum modo ver com os olhos do corpo os incômodos que ele padeceu”.

E assim foi: no dia 25 de dezembro de 1223, chegaram a Greccio muitos frades, e também homens e mulheres das casas da região, trazendo flores e tochas para iluminar aquela noite santa num lugar designado. Francisco, ao chegar, encontrou a manjedoura com palha, o boi e o burro.

“Assim nasce a nossa tradição: todos à volta da gruta e repletos de alegria, sem qualquer distância entre o acontecimento que se realiza e as pessoas que participam no mistério”, escreve o Papa. “Com a simplicidade daquele sinal, São Francisco realizou uma grande obra de evangelização.”

Segundo o Pontífice, montar o Presépio em nossas casas ajuda a reviver a história que aconteceu em Belém. Imaginando as cenas, estimulam-se os afetos e nos sentimos envolvidos na história da salvação.

 

Fonte: https://www.vaticannews.va/pt/papa/news/2019-12/papa-francisco-carta-apostolica-presepio.html – Bianca Fraccalvieri – Cidade do Vaticano

 

 

Fonte: Vatican News
Postado por: admin_editora


Compartilhe este conteúdo:



Comentários


Deixe seu comentário


Veja Também

Comemorações do centenário de Lygia Clark
Exposição ‘Respire Comigo’, com curadoria de Felipe Scovino e idealização da designer Alessandra Clark, neta da artista, fica em cartaz até outubro na Studio OM.art

Violência contra a mulher: um debate urgente e necessário
Paulinas Editora, a Gravadora Paulinas-COMEP e o Instituto Patrícia Galvão convidam para um debate sobre a violência contra a mulher e para o lançamento do livro Violência doméstica e familiar contra a mulher: um problema de toda a sociedade

Campanha Agosto Dourado
Início da campanha Agosto Dourado, que promove a amamentação no Brasil, com base no slogan “Empoderar mães e pais, favorecer a amamentação: hoje e para o futuro!”

Dia Nacional do Escritor
Paulinas Editora parabeniza todos os autores nesta data tão especial

Como falar de castidade com os filhos? Dois pontos essenciais
É necessário e urgente falar sobre castidade e educar os jovens para o crescimento nesta capacidade de amar por inteiro, com o corpo, os sentimentos, as emoções, a linguagem e o pensamento!

Início Anterior 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados