BUSCA

Notícias

Segundo dia de TRÍDUO DE NATAL em Paulinas Editora

Data de publicação: 17/12/2019

O tema do segundo dia de nosso TRÍDUO DE NATAL foi “JESUS BATE À NOSSA PORTA –Revigorar nossa esperança”.


Neste segundo dia de espiritualidade em preparação ao Natal de Jesus, juntos, irmãs e colaboradores, pedimos ao Espírito Santo que revigore nossa esperança em face à vida, à História e a Deus. O tema deste segundo dia envolve nossa liberdade de escolha, pois Jesus bate à nossa porta e espera que o atendamos! Cada um de nós assume livremente a responsabilidade de abri-la ou fechá-la. A porta aberta é símbolo de um coração aberto, capaz de aceitação, acolhimento e adesão. A porta fechada, chaveada, é símbolo da incomunicação e rejeição. Somos chamados pelo Espírito Santo a abrir a porta de nosso ser. Para isto acontecer, necessitamos de uma conversão a uma vida nova em Cristo. A nossa porta aberta permite ao Natal deste ano revigorar uma nova esperança de paz e de justiça para todos.

Ao abrir a porta de nossos olhos podemos ver os pastores que estão nos campos, durante a noite, cuidando do rebanho. Um anjo do Senhor lhes apareceu. A glória do Senhor cercou-os de luz, e eles ficaram apavorados. Mas o anjo lhes disse: “Não tenham medo! Porque eis que lhes anuncio a Boa Notícia, uma grande alegria para todo o povo: hoje, na cidade de Davi, nasceu para vocês um Salvador, que é o Messias e Senhor”. E, de repente, uma multidão de anjos juntou-se ao anjo e louvavam a Deus, dizendo: Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos que ele ama.


Este é o anúncio de um acontecimento inédito que envolve profundamente a consciência e a responsabilidade de cada ser humano. Jesus, o Messias, está chegando numa gruta de Belém. Ele é o Salvador da humanidade de todos os tempos e lugares.

Hoje Jesus bate à nossa porta, pedindo um lugar no profundo de nosso coração, de nossa casa e de nosso país. Ele bate com amor e respeito. Ele bate também no nosso vazio, na nossa superficialidade e no nosso desamor que, por vezes, também nós vivemos ou assistimos hoje.

Concluímos, acolhendo as palavras do Papa Francisco: “O dom precioso do Natal é a esperança e a paz, e Cristo é a nossa paz verdadeira. Cristo bate à porta do nosso coração para nos conceder a paz, a paz da alma. Abramos as portas a Cristo!”.

Pe. Lelo, nosso querido padre e colaborador, editor de catequese, deu-nos a bênção final.


Fonte: Paulinas
Postado por: admin_editora


Compartilhe este conteúdo:



Comentários


Deixe seu comentário


Veja Também

Charles de Foucauld - "Meu Deus, como sois bom"
Papa vai presidir em 15 de maio de 2022 a canonização de Charles de Foucauld, religioso francês que foi assassinado na Argélia

Nossa Senhora de Fátima: esperança para a humanidade
Hoje, 13 de maio, é celebrada em todo o mundo a festa de Nossa Senhora de Fátima, em memória de sua primeira aparição aos pastorinhos nas colinas da Cova da Iria (Portugal) em 1917. “Não tenham medo. Não lhes faço mal”, disse a Virgem Maria

IV Feira do Livro da Unesp
A IV Feira do Livro da Unesp está acontecendo de 2 a 8 de maio, em formato virtual. São milhares de livros dos mais variados gêneros com 50% de desconto

Papa Francisco aborda a relação entre sogras, noras e genros
“Eu não diria que as sogras são vistas como se fossem o diabo, mas é certo que elas são tratadas de forma pejorativa”, afirmou o Papa

Relíquias do bem-aventurado Carlo Acutis peregrinam pelo Brasil
A partir de maio, a peregrinação será na região Sul do país. A devoção a Carlo Acutis acrescenta muito, pois é fruto dos nossos tempos

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados