BUSCA

Luciana Maria Caetano

  

  

   No dia 4 de junho de 2014, a Câmara dos Deputados aprovou a chamada “Lei Menino Bernardo” ou “Lei da Palmada”, que proíbe o uso de castigos físicos, crueldade ou métodos degradantes na educação de crianças e adolescentes.

 

   Desde que foi proposta em 2003, tal lei vem gerando muita polêmica e discussão. Estaria o Estado interferindo em questões familiares? É mesmo necessária uma lei para proteger as crianças de maus-tratos físicos e psicológicos?

 

   Este tema foi abordado por Luciana Maria Caetano em seu livro É possível educar sem palmadas? Um guia para pais e educadores, lançado em 2011, atualmente na 3a edição. Ela é firme ao se expressar sobre regras e limites baseados em valores e princípios éticos: o castigo corporal é abusivo e não educa, porque não faz a criança refletir sobre seu comportamento. Esta afirmação se fundamenta tanto na sua observação e experiência pessoais como na sua longa e sólida carreira acadêmica, há mais de dez anos estudando a relação entre pais e filhos, bem como realizando pesquisas e estudos científicos a respeito da formação e educação das crianças.

 

   Luciana Maria Caetano é doutora em Psicologia Escolar e do Desenvolvimento Humano pelo Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo – USP, onde atualmente leciona. Também faz parte do Laboratório de Estudos do Desenvolvimento e da Aprendizagem (LEDA) e trabalha principalmente os temas relacionados à psicologia do desenvolvimento moral, psicologia do desenvolvimento humano, relação escola e família, educação moral na família e na escola. É também autora de O conceito de obediência na relação pais e filhos e Dinâmicas para reunião de pais: construindo a parceria na relação escola e família, além de organizadora dos livros Temas atuais para a formação de professores: contribuições da pesquisa piagetiana; A escola contemporânea e seus novos desafios aos educadores; e Relação escola e família: diálogos interdisciplinares para a formação da criança, o mais recente, lançado em maio. Assim ela se expressa a respeito da educação infantil:

 

“Eu ouso sonhar com uma sociedade mais justa. [...] Acredito na educação como processo de humanização. Acredito que podemos educar nossas crianças com amor suficientemente expresso em nossos desejos, em nossas atitudes e em nossas palavras.”

 

                                                                                         

 

Compartilhe este conteúdo:



Espaço do Autor

Autor destaque: Jorge Mendes

Autor destaque: Lucia Reis

Autor destaque: Leonardo Agostini Fernandes

Vanessa de Abreu Barbosa Fernandes

Autor destaque - Cesar Kuzma

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados