Reconto que passa

Destaque


Tudo começou com a janela abrindo e fechando. Abrindo e fechando.
A árvore olhando aquele movimento, perguntou: Dona janela, o que houve?
A senhora fica o tempo todo abrindo e fechando?
A janela parou e respondeu: Você não sabe, não?
É que a Dona Baratinha está chorando.
Por que Dona Baratinha está chorando? Tendo como referência a tradicional história infantil da Dona Baratinha, o livro convida o leitor a se divertir com as imagens e associações lúdicas típicas da nossa tradição oral, que atravessam o tempo e alimentam a imaginação das mais diferentes gerações.

Compartilhe este conteúdo:




Veja Também

Histórias sopradas em vento
Histórias costuradas com a sensibilidade poética do autor, entrelaçando emoções diversas, o enamoramento, as descobertas e o aprendizado. Histórias narradas na palavra e no silêncio. Nas memórias. Uma história por vez, cada história, um novo desejo.

Patinho Feio
O patinho feio, a autora dá um novo dinamismo à história e propõe diversas releituras deste clássico. Ela faz uso lúdico de traços, formas geométricas e cores.

Donana e Titonho
Donana e Titonho é uma narrativa que emociona, na qual a linguagem é cuidadosamente trabalhada. Linda poesia, lapidada com o melhor requinte do trato da língua portuguesa, com sotaque de Brasil.

Amores em África
Amores em África presenteia o leitor com uma coletânea de contos inspirados em lendas e histórias da tradição oral vindas de diferentes países do continente africano. Histórias sobre reis, rainhas, príncipes e princesas, amores proibidos e também sobre es

O gatinho fofoqueiro
Com um texto criativo e bem-humorado Eliane de Prá confere características humanas aos animais da história. O leitor é levado a refletir sobre a importância da verdade e o que uma fofoca pode causar de dano aos outros.

1 2 3 4 5 6 Próximo Final
Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados