Liturgia da Palavra

Data de publicação: 18/11/2015

Ano B – 22 de novembro de 2015 - Solenidade de Jesus Cristo, Rei do Universo
Dn 7,13-14 – Seu poder é um poder eterno.
Sl 92 (93) – O Senhor se veste de esplendor.
Ap 1,5-8 – Eu sou o Alfa e o Ômega.
Jo 18,33-37 – Meu reino não é deste mundo.
"O meu reino não é deste mundo" (Jo 18,36)

Reflexão: Cônego Celso Pedro da Silva
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Nas nuvens vem alguém com aparência humana. É levado à presença do Ancião de quem recebe o poder, a glória e a realeza. Seu poder é eterno e seu reino não terá fim. É Cristo, Rei, revestido de majestade. Seu trono está firme desde sempre, e o esplendor de sua casa é a santidade, porque só ele é santo. É o soberano dos reis da terra e, no entanto, nos ama, nos liberta dos nossos pecados e faz de nós um reino. Ele vem nas nuvens e todos o veem, até os que o transpassaram com a lança. Temerosas, as tribos da terra batem no peito por causa dele. Ele, porém, não é um rei deste mundo, não é como os reis da terra. Ele é o rei que dá testemunho da verdade e quem é da verdade escuta a sua voz.
Sua autoridade se expressa na bondade, e sua vingança, na salvação. Já dizia Isaías, o profeta, que ele está chegando e com ele a vingança. Sua vingança consiste em levantar quem está caído, em curar quem está ferido. Ele se vinga do forte pondo-se ao lado do fraco para com o fraco converter o forte. Seu reino não é como os reinos deste mundo. Seu reino é de justiça, de amor e de paz.
Falar em rei parece coisa fora do nosso tempo. Ainda existem países com reis e rainhas. Nós mesmos tivemos no passado dois imperadores, dom Pedro I e dom Pedro II. Hoje somos uma República e o Brasil é governado por um ou uma presidente. Deveríamos então falar de Cristo Imperador ou Cristo Presidente em vez de Cristo Rei? Palavras precisam ser interpretadas dentro de um contexto. A expressão “Cristo Rei” não tem significado político nem pretende ser o título de um governo paralelo, mas tem a ver com a organização da vida que a gente leva, tem a ver com o sistema social no qual estamos inseridos. Um sistema injusto gera violência. O próprio Jesus já alertara os discípulos quando lhes disse que “aqueles que vemos governar as nações as dominam, e os seus grandes as tiranizam. Entre vós não deverá ser assim” (Mc 10,42-43). Quando, pois, ele afirma que seu reino não é deste mundo, esta reafirmando o que tinha dito: ”Entre vós não deverá ser assim”. O reino de Jesus não é assim, não é como os deste mundo. Nele o grande e o primeiro são servidores de todos. Paulo escreverá que “o reino de Deus é justiça e paz e alegria no Espírito Santo” (Rm 14,17).
O Reino de Cristo, Reino da verdade e da vida, da santidade e da graça, da justiça, do amor e da paz, é feito de irmãos e irmãs, todos filhos do mesmo Pai em Jesus Cristo. Enquanto este reino não se realiza plenamente, testemunhamos sua existência ouvindo com paciência, encorajando com um sorriso, partilhando o peso do dia, olhando com respeito e, sobretudo, servindo com amor. Diz o poeta, padre José Antônio Carneiro, que “o mundo não tem tamanho maior do que quando visto com amor daquele centro alto da Cruz onde continua, vivo, Cristo Jesus. É do alto desse trono da Cruz que surge forte e brilhante a luz que não ofusca e que só guia, que põe fora toda a quinquilharia de um qualquer império militar, e o muda, por dentro, sem combater, em nova ordem onde reina o verbo amar. Nesse reino de Cristo Jesus, a única "arma" é o amor, porque Deus reina sem poder ou com o poder das mãos vazias, estendidas e abertas, como flechas que ferem, sem magoar, e que fazem converter e mudar o nosso coração cheio de clamor não em casa de poder, mas só de amor!

Leituras e Salmos (23 a 28 de novembro)
2ªf.: Dn 1,1-6.8-20; Cânt.: Dn 3,52-56; Lc 21,1-4.
3ªf.: Dn 2,31-45; Cânt.: Dn 3,56.58-61; Lc 21,5-11.
4ªf.: Dn 5,1-6.13-14.16-17.23-28; Cânt.: Dn 3,62-67; Lc 21,12-19.
5ªf.: Dn 6,12-28; Cânt.: Dn 3,68-74; Lc 21,20-28.
6ªf.: Dn 7,2-14; Cânt.: Dn 3,75-81; Lc 21,29-33.
Sáb.: Dn 7,15-27; Cânt.: 3,82-87; Lc 21,34-36.




Fonte: Edição 959,novembro de 2015
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Evangelização, sim!
Para Francisco, a evangelização não pode confundir-se com o clericalismo nem com o proselitismo.
O Anjo Bom do Brasil
Irmã Dulce,a religiosa que conquistou o coração do povo brasileiro será canonizada.
Mesa da Palavra
13º. Domingo do Tempo Comum - Ano C • 30 de junho de 2019 - Solenidade de São Pedro e São Paulo
Mesa da Palavra
A fé cristã professada pela Igreja Católica é de tal forma complicada, que só pode ser verdadeira.
Mesa da Palavra
Solenidade de Pentecostes.Quando ele vier, conduzirá os discípulos à plena verdade.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados