Liturgia da Palavra

Data de publicação: 02/01/2016

Batismo do Senhor , 10 de janeiro de 2016  - Ano C

Is 40,1-5.9-11 – “Eis o vosso Deus!”.
Sl 103 (104) – Minha alma, bendize o Senhor.
Tt 2,11-14; 3,4-7 – A graça salvadora de Deus manifestou-se
 Lc 3,15-16.21-22 – “Tu és o meu filho amado”.

"Preparai o caminho do Senhor, endireitai as veredas para ele (Lc 3,4)

Reflexão: Cônego Celso Pedro da Silva
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Hoje Jesus se manifesta ao ser batizado com todo o povo. Ele está em oração, o céu se abre e o Espírito Santo desce sobre ele, em forma corpórea, como pomba, e do céu vem uma voz, que diz: “Tu és o meu Filho amado; em ti está o meu agrado”. Assim lemos no Evangelho de Lucas. O relato concentra-se no Pai, no Filho e no Espírito. A Trindade manifesta-se no Filho amado que acaba de ser batizado junto com todo o povo. Não há mais nada na cena descrita por Lucas, nem João Batista. Se olharmos bem a cena, vemos Jesus em oração, o povo que se batiza e a Trindade que se manifesta. O fato acontecido é um só e sempre o mesmo, mas é visto diferentemente por quem o descreve. Assim cada evangelista tem a sua visão teológica do que acontece na vida de Jesus. Para a liturgia, Jesus de Nazaré, que viveu oculto até agora, surge na história humana, manifesta-se e dá início à sua missão pública.
Sempre na liturgia, a Carta a Tito vê no Batismo de Jesus a manifestação da graça salvadora de Deus a toda a humanidade. Em sua bondade, Deus nos salva mediante o batismo, que é um banho de novo nascimento e de renovação pelo Espírito Santo. Deus derrama copiosamente o Espírito sobre nós por Jesus Cristo. Assim todos nós nos tornamos herdeiros, não de coisas que passam, mas da vida eterna. Sião, a mensageira, grita do alto de sua montanha: “Lá vem o Senhor. Vem como um pastor que cuida com carinho do rebanho e carrega nos braços os cordeirinhos”.
Assim Jesus dá início à sua missão. Daqui para frente, segundo o Evangelho de Lucas, ele será levado por toda parte pelo Espírito Santo. O Verbo encarnado tem a garantia do amor do Pai e do impulso do Espírito. Ele não é um simples líder, nem ainda uma ideia projetada na história. É o Filho amado, credenciado pelo Pai e pelo Espírito Santo. Podemos segui-lo com segurança.
Olhemos novamente a cena descrita por Lucas: “Enquanto todo o povo era batizado e Jesus, também batizado, estava em oração”. Jesus está orando no meio do povo batizado. Jesus e o povo batizado formam uma só realidade. Essa realidade é a congregação do gênero humano. Olhar para outro lugar distrai e desvia. Fiquemos com Cristo e o povo.
Jesus não começou a ser o Filho amado do Pai no batismo, porque já era. O que estava oculto, agora se manifesta publicamente. O Verbo, que é Deus, se fez carne no seio da Virgem Maria por obra do Espírito Santo. O Filho que Maria dá à luz é verdadeiro Deus e verdadeiro homem, e não um homem que será deificado. Assim também no nosso batismo. O que estava oculto se manifesta. Manifesta-se a filiação divina. Todos são filhos de Deus, mas não o sabem. Aqueles que sabem são os que foram batizados. Receberam a revelação para levar a todos a salvação. Deus formou um povo que lhe pertence, mas seu amor é pela humanidade. A criança batizada diz ao mundo que todas as crianças são filhas de Deus porque nasceram num mundo redimido pelo sangue de Jesus. Queremos, então, que todos participem do que sabemos para que participem da nossa alegria.
A iniciação cristã se faz pelos Sacramentos do Batismo, da Crisma e da Eucaristia. A graça recebida é a mesma, é a vida de Deus em nós. As circunstâncias são distintas. Viva seu Batismo, participe da Eucaristia e se não foi crismado, procure sê-lo.

Leituras e Salmos (11 a 16 de janeiro)
2ªf.: 1Sm 1,1-8; Sl 115 (116); Mc 1,14-20.
3ªf.: 1Sm 1,9-20; Cânt.: 1Sm 2,1.4-8; Mc 1,21b-28.
4ªf.: 1Sm 3,1-10.19-20; Sl 39 (40); Mc 1,29-39.
5ªf.: 1Sm 4,1-11; Sl 43 (44); Mc 1,40-45.
6ªf.: 1Sm 8,4-7.10-22a; Sl 88 (89); Mc 2,1-12.
Sáb.: 1Sm 9,1-4.17-19; 10, 1a; Sl 20 (21);Mc 2,13-17. 




Fonte: Edição 960
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

A presença nas redes
O isolamento social proporcionou maior interatividade no ambiente digital
Uma vida nova em Cristo
O Círio Pascal recorda que Cristo é a luz do mundo
Evangelização, sim!
Para Francisco, a evangelização não pode confundir-se com o clericalismo nem com o proselitismo.
O Anjo Bom do Brasil
Irmã Dulce,a religiosa que conquistou o coração do povo brasileiro será canonizada.
Mesa da Palavra
13º. Domingo do Tempo Comum - Ano C • 30 de junho de 2019 - Solenidade de São Pedro e São Paulo
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados