Liturgia da Palavra

Data de publicação: 26/09/2017

26º Domingo do Tempo Comum
Ano A – 1º de outubro de 2017

Ez 18,25-28 – Quando um ímpio se arrepende da maldade viverá
Sl 24 (25) – Lembra-te, Senhor, do teu amor
Fl 2,1-11 – Jesus Cristo é o Senhor, para a glória de Deus Pai
Mt 21,28-32 – “Sim, senhor eu vou”

    Nos domingos do mês de outubro, faremos a leitura dos capítulos 21 e 22 do Evangelho de São Mateus. Jesus está em Jerusalém. Entrou na Cidade Santa aclamado como o Messias. Entrou pacífico e humilde, mas ativo. Dirigiu-se logo ao Templo e o purificou, declarando-o casa de oração e não covil de ladrões. Jesus vive dias tensos e cheios de conflitos com os notáveis de Jerusalém: fariseus, saduceus, herodianos, escribas, anciãos. O povo mesmo considerava Jesus um profeta e se entusiasmava com o seu ensinamento.
    Os chefes dos sacerdotes e os anciãos do povo perguntam a Jesus quem lhe deu autoridade sobre o Templo. Discípulos dos fariseus e herodianos o interrogam sobre o imposto a ser pago ao imperador romano. Os saduceus questionam a ressurreição dos mortos, e um fariseu quer saber qual é o maior mandamento da Lei de Deus. As perguntas não são bem-intencionadas. Com elas, quem pergunta pretende armar ciladas para Jesus.
    Jesus responde com três parábolas que contêm uma crítica à incredulidade das autoridades de Jerusalém: a parábola dos dois filhos, que lemos hoje, a dos vinhateiros homicidas e a do banquete nupcial. Jesus compara as autoridades de Jerusalém ao filho desobediente, aos vinhateiros homicidas e aos convidados que recusaram o convite para as núpcias do filho do rei. A figueira seca retrata a esterilidade daqueles que se recusam a crer. Nenhum lugar, porém, fica vago. Os que rejeitam o Messias serão substituídos por quem o aceitar.
    Jesus contou a história de dois irmãos que deviam trabalhar na plantação de uvas de seu pai. Um disse ao pai: “Não vou”, mas depois se arrependeu e foi. O outro disse: “Vou”, e não foi. Os fatos mostram a verdade do que se diz com a boca. A má vontade do primeiro filho foi desmentida e corrigida pelo que ele fez em seguida. Ele foi trabalhar. Aparentemente era alguém mau, um pecador desobediente, mas se corrigiu. É o pecador convertido que faz a vontade de Deus e entra na frente de muita gente no Reino de Deus. A obediência se mostra e se realiza com atos concretos. O que não aconteceu com o outro filho. Disse sim e não fez. Disse sim com a boca e disse não com os fatos. A parábola se torna um chapéu na cabeça das autoridades de Jerusalém. Elas dizem sim e fazem o contrário, ou não fazem nada do que dizem.
    O filho desobediente podia se defender criticando o pai, como fazemos muitas vezes. A gente se defende, acusando o outro. No tempo do profeta Ezequiel, o povo dizia que Deus não estava certo, quando, na verdade, o povo estava errado. Deus, porém, oferece o perdão a quem se arrepende da maldade que praticou e passa a observar o direito e a justiça.
    Que resposta damos a Deus com nossos atos? As decisões práticas que tomamos mostram nossos valores, nossa opção de vida, o rumo que damos à nossa existência. Em qualquer lugar onde estivermos, cada instante da nossa vida deve ser uma resposta plena à vontade de Deus. Paulo mostra o caminho a trilhar na busca sincera da vontade de Deus. Todos unidos no mesmo amor, vivendo em harmonia, procurando a unidade, evitando competições e vanglória, olhamos para o outro como alguém mais importante e cuidamos do bem de todos. Olhamos para Jesus. Dele nos vêm o exemplo e a salvação.

Leituras e Salmos (2 a 7 de outubro)
2ªf.: Ex 23,20-23; Sl 90 (91); Mt 18,1-5.10.
3ªf.: Zc 8,20-23; Sl 86 (87); Lc 9,51-56.
4ªf.: Ne 2,1-8; Sl 136 (137); Lc 9,57-62.
5ªf.: Ne 8,1-7b-12; Sl 18 (19); Lc 10,1-12.
6ªf.: Br 1,15-22; Sl 78 (79); Lc 10,13-16.
Sáb.: At 1,12-14; Cânt.: Lc 1,46-55; Lc 1,26-38.





Fonte: FC Edição Nº981 - Setembro 2017
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Liturgia da Palavra
24 de Dezembro de 2017 - 4º Domingo de Advento, Ano B, Reflexão da Liturgia.
Liturgia da Palavra
17 de Dezembro de 2017 - 3º Domingo de Advento, Ano B, Reflexão da Liturgia
Liturgia da Palavra
10 de Dezembro de 2017 - 2º Domingo de Advento, Ano B, Reflexão da Liturgia.
Liturgia da Palavra
03 de Dezembro de 2017 - 1º Domingo de Advento, Ano B, Reflexão da Liturgia
Liturgia da Palavra
26 de novembro de 2017 - 34º Domingo do Tempo Comum. Solenidade de Cristo Rei
Início Anterior 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados