Liturgia da Palavra

Data de publicação: 27/10/2017

1º Domingo do Advento

Ano B – 3 de dezembro de 2017

Is 63,16b-17.19b; 64,2b-7 – És tu mesmo, Senhor, nosso Pai
Sl 79(80) – Pastor de Israel, escuta
1Cor 1,3-9 – Para vós, graça e paz, da parte de Deus, nosso Pai
Mc 13,33-37 – Ficai atentos, pois não sabeis quando chegará o momento

Tempo do Advento, início de um novo ano litúrgico. São quatro domingos de um caminho a ser percorrido e que nos leva ao encontro de Jesus. Vigilantes e muito atentos, preparemos então o caminho do Senhor. Cada domingo, reunidos em comunidade, proclamamos a morte do Senhor, celebramos a sua ressurreição e esperamos a sua vinda na glória. Neste 1º Domingo do Advento, partindo do nosso tempo limitado, já olhamos para o futuro, para o Cristo que vem e nos envolve em sua luz.
Quando Ele virá, não sabemos. Daí o convite para estarmos atentos e vigilantes. “Vigiai”, diz o Senhor. Ao viajar para a casa do Pai, Ele deixou a casa deste mundo, sua Igreja, aos cuidados dos seus servos. São muitos os servidores do Senhor e com muitas funções a serem desempenhadas. Uma, porém, se destaca no Evangelho de hoje, a do porteiro. A ele se diz que o Senhor mandou que ficasse vigiando. Esta é a sua função, porque ele sabe o que acontece dentro e o que acontece fora. Possui dois olhos e dois ouvidos para ver e ouvir de ambos os lados. Não permanece fechado dentro da casa nem disperso no meio do mundo.
Possui ele dois olhos e dois ouvidos, e uma boca que reza com o profeta Isaías a magnífica oração da primeira leitura. O profeta reza em nome dos exilados. Reconhece o pecado do povo, pede perdão, recorda a Deus sua grande bondade e faz o pedido do Advento: “Que bom, se abrisses o céu e descesses! Diante de ti as montanhas iriam derreter quando realizares as maravilhas inesperadas”.
 “Deus vem ao encontro de quem pratica a justiça com alegria”, continua o profeta. Vem encontrar os que, seguindo os seus caminhos, o celebram. Afinal, somos todos obra das mãos do Pai, como o barro nas mãos do oleiro. Com muita confiança, o profeta afirma: “Senhor, tu és o nosso Pai”. Que os céus se abram e desça aquele que traz a salvação.
São Paulo, na segunda leitura, dirige o olhar dos coríntios para Aquele que vem. Eles aguardam a revelação de Nosso Senhor Jesus Cristo, que os mantém num comportamento irrepreensível. Num mundo de carências e ambições, não falta nada aos que esperam pela manifestação de Jesus Cristo. São ricos em palavra, conhecimento e todos os dons. Não lhes falta nada e podem testemunhar, diante dos que buscam ilusões passageiras, que seus olhos estão fixos onde está a verdadeira alegria. Homens e mulheres do Advento olham para frente, para o alto e veem o Senhor Jesus em sua glória. Assim, iluminados por uma luz do futuro, a luz da glória, caminham seguros pelas estradas da vida, sem desânimo nem desvios, porque sabem que “é fiel o Deus que os chamou à comunhão com seu Filho, Jesus Cristo, Nosso Senhor”.
Porteiro vigilante da casa do Senhor, atento aos acontecimentos do mundo, o cristão não deixa que ninguém seja pego de surpresa quando o Senhor chegar. Nem os de dentro nem os de fora. Não deixa que os de dentro permaneçam inativos e se recusem a sair e se colocar ao lado dos que estão fora para que ninguém desista, pelas desilusões, do único caminho de salvação, que é a prática do amor. Advento é tempo de estar atento, tempo de estar desperto, tempo de vigiar. É tempo de agir para que o mundo seja melhor, supere as tentações do mal e faça o bem para não ser pego desprevenido.

Leituras e Salmos (4 a 9 de dezembro)

2ªf.: Is 2,1-5; Sl 121 (122); Mt 8,5-11.
3ªf.: Is 11,1-10; Sl 71 (72); Lc 10,21-24.
4ªf.: Is 25,6-10a; Sl 22 (23); Mt 15,29-37.
5ªf.: Is 26,1-6; Sl 117 (118); Mt 7,21.24-27.
6ªf.: Gn 3,9-15.20; Sl 97 (98); Ef 1,3-6.11-12; Lc 1,26-38.
Sáb.: Is 30,19-21.23-26; Sl 146 (147A); Mt 9,35 – 10,1.6-8.





Fonte: FC Edição Nº983, Novembro 2017
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Liturgia da Palavra
25 de Março de 2018 - Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor - Ano B – Reflexão da Liturgia.
Ações do Ano do Laicato
O Ano Nacional do Laicato será marcado por diversos eventos e ações para engajar nas comunidades
Liturgia da Palavra
18 de março de 2018 - 5º Domingo da Quaresma Ano B – Reflexão da Liturgia.
Hospedar os peregrinos
Dar ou não dar hospedagem aos peregrinos responde a um dos critérios para nosso juízo final
Liturgia da Palavra
11 de Março de 2018 - 4º Domingo da Quaresma Ano B – Reflexão da Liturgia.
Início Anterior 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados