O que você come?

Data de publicação: 04/05/2018


Por, Roseane Welter

Alimentar-se bem é um dos segredos para desfrutar de uma boa saúde, para isso, importante consumir alimentos naturais nas refeições

Já parou para pensar o que você come? De onde vem os alimentos? Como são produzidos? Nutricionistas e especialistas afirmam que a alimentação diz muito a respeito do que somos, como estamos. É um forte indicador de como anda a nossa saúde e a saúde da população. Uma alimentação saudável leva em consideração o consumo de alimentos naturais em nossas refeições diárias. E a cada dia mais as pessoas têm se preocupado com o que estão consumindo e comprando nos supermercados.

Sustentabilidade e bem-estar – A megalópole São Paulo cresce a cada dia e já ultrapassa a marca de mais de 12 milhões de habitantes. Com o crescimento urbano crescem concomitantemente a pobreza, o desemprego, o consumo de alimentos industrializados. É permeado por essa realidade que surgiu o Projeto Hortas Comunitárias, com o objetivo da integração social de grupos vulneráveis, visando a contribuir com uma alimentação saudável de crianças e adultos das zonas mais pobres da capital.
A Organização Não Governamental (ONG) Brasil Sem Fome transforma, na zona leste da capital, terrenos públicos e particulares em hortas comunitárias, com a produção de alimentos orgânicos. São no total 25 hortas comunitárias criadas pela organização. Essas hortas empregam 115 pessoas e garantem a subsistência de 650. Além desse projeto, há também as várias hortas comunitárias espalhadas pela cidade de São Paulo, como a Horta do Ciclista, localizada na praça do ciclista na Avenida Paulista; a Horta do Centro Cultural São Paulo mantida por voluntários e localizada na Rua Vergueiro; a Horta da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP) também mantida por voluntários e situada junto ao Hospital das Clínicas, quem estiver passando pelo local pode ajudar na manutenção da horta, bem como se servir dos seus alimentos saudáveis;  a Horta das Corujas, localizada no bairro Sumarezinho, o espaço desta horta já foi palco até, acredite, de casamento; a Horta Comunitária da Saúde, localizada no bairro Saúde. Essas são algumas das hortas que levam adiante um projeto social e sustentável. Todas envolvem a população para a manutenção do espaço, em mutirões aprendem a plantar, cultivar e alimentar-se com alimentos produzidos de forma orgânica, ou seja, livres de aditivos químicos e cultivados através do reaproveitamento de folhas secas, restos de alimentos para a adubação.

Orgânicos em casa – Dia a dia as pessoas se conscientizam cada vez mais acerca da necessidade de uma cultura de reeducação alimentar aliada a exercícios físicos como fatores imprescindíveis para a saúde. As hortas orgânicas são uma tendência que vem crescendo muito no Brasil, e muitas estão localizadas em lugares como varandas, terraços e existem até restaurantes que procuram cultivar alimentos orgânicos. Essas iniciativas têm introduzido a prática do cultivo orgânico dos alimentos. A cada dia cresce nas prateleiras dos supermercados a área de produtos de origem orgânica. Nos últimos anos também dobrou o número de empresas e sites que oferecem os alimentos livres de agrotóxicos, inclusive com entrega nas residências.
A procura por esse tipo de comida, segundo o Conselho Brasileiro da Produção Orgânica e Sustentável (Organis), cresceu 20% no último ano. Só no estado de São Paulo, são mais de 1.700 produtores. Cabe ressaltar que o custo de produção de orgânicos chega a ficar até 40% mais caro do que a produção convencional, pois esta exige gastos específicos, como, por exemplo, no tratamento da água e do solo. “Optei por alimentos orgânicos pela qualidade e pelos benefícios à saúde, uma vez que os mesmos são livres de produtos químicos”, enfatiza a manicure Fernanda Walckzak.
A prioridade na vida do jovem Ezequiel Batirola, 21 anos, é a qualidade de vida, e esta passa pelo consumo de alimentos saudáveis. “Nossa saúde agradece e o meio ambiente também”, destaca. Se alimentar bem é um dos segredos para desfrutar de uma boa saúde. Comer alimentos frescos, ter contato com a terra, é um grande benefício para o nosso organismo.






Fonte: FC edição 987, Março de 2018
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doença celíaca
Doença do intestino delgado, autoimune, crônica, causada por uma reação ao glúten
TOD à luz da escuta de Baco
Transtorno Opositivo Desafiador, conheça esta doença
Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados