Páginas que transformam

Data de publicação: 04/06/2018



Por, Roseane Welter
Páginas que transformam

O ato de ler permite encontros, reencontros, reaviva sonhos, alimenta esperanças e preenche a mente de pensamentos bons

Normalmente, o cotidiano familiar é preenchido de muitos afazeres. São tantas coisas; deixar o filho na escola, ir ao trabalho, arrumar a casa, preparar as refeições, ir ao supermercado etc. Os minutos, as horas do relógio parecem não nos obedecer, e cada dia o tempo passa mais rápido e a sensação de que o tempo voa impressiona.
Somos cobrados constantemente a cumprir as obrigações. Diante de tudo o que se vive no dia a dia, você dedica um tempo para você? Dedica um tempo para sua família? Faz algo que dá prazer? Que relaxa? Que repõe as energias? É bom fazer uma pausa para pensar sobre isso! Afinal, a felicidade se traduz nas pequenas delicadezas do cotidiano agitado.
Prazer em ler – O prazer de um momento singular nos conecta com o mundo e marca nossa vida, transforma nossa história. Como num passe de mágica, somos transportados para lugares distantes, deparamo-nos rindo a sós, imaginando dias melhores para nós e para todos os que estão à nossa volta. Estar juntos, reunidos em família, é uma forma de eternizar momentos que ficarão registrados na memória e no coração.
A leitura, por exemplo, nos conecta com o mundo, permite viagens sem sair do lugar. Seu incentivo se inicia desde o ventre materno e o hábito de ler é repassado de geração em geração. Como afirma o escritor e poeta Drumonnd de Andrade: “A leitura é uma fonte inesgotável de prazer”. O ato de ler permite encontros, reencontros, reaviva sonhos, alimenta esperanças e preenche a mente de pensamentos bons.
A Paulinas Revistas tem o compromisso de proporcionar a você momentos de agradável entretenimento com muitas histórias, exemplos de vida e superação. São páginas que transformam e edificam a vida. A revista Família Cristã, há 83 anos, mensalmente, chega a milhares de lares brasileiros. São muitas famílias beneficiadas com as suas páginas. A identificação entre a pessoa e a revista é de afinidade e transcende a dimensão do papel escrito, “a revista está sempre comigo, está aqui do meu lado”, afirmam os leitores.
Mais do que simplesmente uma revista que chega, com ela chegam conteúdo, conhecimento, informação, formação. A alegria do encontro é unânime entre os seus leitores. “Espero ansiosamente pela revista, ela é recebida em minha casa da mesma forma como acolho um familiar, um amigo, porque ela me completa, me preenche de amizade, conhecimento, renova a fé, a esperança e preenche meu coração com a presença de Deus”, afirma Ianne Karas, leitora assídua.
Vidas transformadas – Na Vila Monumento, São Paulo (SP), Zelinda Frolini Rodrigues, 92 anos de idade, é assinante da revista Família Cristã há 71 anos. “Fiz a minha assinatura no ano de 1946, quando uma irmã das Paulinas e uma noviça vieram à minha casa e nunca parei de assinar, porque esta revista é muito boa. Ela mudou minha vida, o meu jeito de pensar e contribuiu muito na minha formação cristã, humana e, sobretudo, na educação das minhas filhas”, conta feliz.
Não obstante a idade avançada, ela enfatiza que não deixa por nada de ler as páginas da revista. Ansiosa, espera todos os meses o exemplar em sua casa.  “Aprendi a ler sozinha, naquele tempo, em que era mais nova, as coisas eram mais difíceis, não fui à escola, mas sei ler graças ao meu esforço e à vontade que eu tinha de saber das coisas, desde que aprendi nunca mais parei de ler.” Zelinda guarda todos os exemplares da revista com muito carinho e, orgulhosa, mostra para seus netos e bisnetos. Detalhe: ela conta que o segredo da idade é “manter a mente ocupada”. Exemplos assim encontramos de norte a sul do País.
Em Jaguariúna, cidade do interior de São Paulo (SP), com seus mais de 51 mil habitantes, encontramos as leitoras Alzira Venturini e Lúcia Paulina Marin Rossi, assinantes que contam sua trajetória de amor e respeito com a revista da família brasileira.
Alzira, 53 anos, casada, mãe de duas jovens, conta como conheceu a revista e como se apaixonou pelas histórias mensais. “Sou assinante há 28 anos, conheci a revista por meio de uma cunhada, que me ofereceu quando eu era recém-casada. A revista faz parte da minha vida”, afirma, lembrando que desde então nunca ficou sem receber a revista em sua residência. “Eu aprendi e aprendo muito com a revista, ela me ajudou no meu casamento, na educação das minhas filhas, nas pastorais em que atuo na Igreja”, conta a leitora assídua, que reúne a família para juntos compartilharem as belas histórias, imagens, receitas de cada edição.
Reunidos à mesa, a família Venturini recorda fatos da vivência familiar e a alegria de receber a revista em casa. “A revista faz parte da minha vida! Ela nos faz ver o mundo com os olhos de Deus, porque fala sobre todos os assuntos, nos envolve e nos mostra um novo caminho a seguir”, afirma Alzira. E, no decorrer da refeição, afirma: “Aprendi a cozinhar, a fazer artesanato, com esta revista”, destaca a assinante, que por sinal é uma cozinheira e tanto.
Num bairro próximo, na mesma cidade, encontramos Lúcia Paulina Marin Rossi, que no auge de seus 70 anos de idade, conta empolgada sua experiência com a revista, o brilho no olhar e o sorriso exprimem o amor e a gratidão que brotam em seu coração por receber Família Cristã em seu lar. Detalhe, ela assina a revista desde a sua juventude e, assim, lá se vão aproximados 50 anos como assinante. “Era jovem quando comecei a assinar a revista, e nunca parei. Mensalmente quando ela chega, eu a leio todinha, depois eu a repasso para que outras pessoas possam também lê-la e se beneficiar com seu conteúdo.”  
Além de ser assinante há tantos anos, Lúcia costuma presentear as pessoas com a assinatura e é uma grande incentivadora junto a seus amigos, parentes e membros dos grupos de que participa na Igreja para que todos possam receber e assinar a revista. “Faço isso com alegria, porque sei da qualidade dos conteúdos e do bem que a Família Cristã fez e continua fazendo na minha vida e na minha família”, acrescenta.  E destaca: “Sabe, eu gosto de toda a revista, mas a seção Culinária eu adoro, porque eu fico pensando que alguém, na Redação, preparou receitas boas e de credibilidade para nós.”
Zelinda, Alzira, Lúcia, Ianne em poucas palavras expressam como suas vidas foram e continuam sendo transformadas pelas páginas da revista Família Cristã. Com certeza, você que agora está lendo este texto deve estar recordando da sua experiência junto a esta revista e o bem que a mesma proporciona a você e a sua família. Conte-nos também a sua história!





Fonte: FC edição 974, fevereiro de 2017
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Avós e netos, belas histórias
Escutar com o coração e com todos os sentidos é uma arte afetiva a ser desenvolvida na criança
Desatando os nós
Lara,nasceu com síndrome de Down e esta sua alteração genética tem sido instrumento para para ajudar
Educação que vem de casa
Delegar a educação dos filhos às escolas se tornou comum nos dias de hoje
Violência ao idoso nunca mais!
Conscientizar é previnir e evitar muitas formas de agressão e negligência em nosso momento atual
O poder do abraço literário
De Iracema brotam experiências literárias capazes de ampliar a cultura do indivíduo
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados