Durma bem sem a apneia

Data de publicação: 16/07/2018


Por, Rosangela Barboza

A apneia é um distúrbio do sono que pode trazer sérios problemas para a saúde e prejudicar a qualidade de vida. O ronco é um dos sintomas.  Mas tem tratamento!
Quem já dormiu ao lado de uma pessoa que ronca sabe o quanto isso costuma ser incômodo. Para quem ronca a situação também não é agradável, pois  pode até virar motivo de piada. Mas não tem nada de engraçado. O ronco, na verdade, chega a ser um transtorno social por causa do barulho e, se não tratado, piora. “O ronco é o primo pobre da apneia”, brinca o otorrinolaringologista Carlos Henrique Ferreira Martins, da Clínica de Distúrbios do Sono, em Bauru (SP). “O ronco é um fechamento parcial da garganta durante o sono. Produz  ruído mas o ar ainda passa, enquanto a apneia fecha a garganta por  completo,  e a pessoa não respira”, explica o médico. “Na maioria das pessoas, quando o ronco se instala, depois de um tempo, a apneia aparece e, com ela, os prejuízos à qualidade de vida e à saúde.”
 A  chamada apneia obstrutiva do sono  é uma das 84 doenças do sono descritas nos códigos de classificação Internacional de  Doenças (CID) e ocorre  quando os músculos da garganta relaxam durante o sono e as vias respiratórias se fecham, impedindo a respiração adequada e reduzindo  o nível de oxigênio no sangue. “Com isso, o organismo sofre, e órgãos como coração, cérebro e rim são prejudicados”, alerta o médico.
A apneia faz com que a pessoa pare de respirar por alguns segundos, repetidas vezes durante a noite. Cada episódio de apneia dura no mínimo dez segundos, porém, dependendo da gravidade,  pode chegar até um minuto e meio. Assim, a apneia impede o sono profundo durante a noite, já o sono irregular, com problemas na oxigenação sanguínea, pode causar doenças graves, inclusive atingindo o sistema cardiovascular. A hipertensão arterial é apenas um dos problemas cardiovasculares que podem ser causados ou agravados pela apneia. E esta também costuma aumentar consideravelmente os riscos de morte súbita cardíaca, insuficiência cardíaca congestiva, diabetes, ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais.  E, como se isso não bastasse, a qualidade de vida da pessoa também cai. Pacientes com apneia acordam cansados e mal-humorados, por causa do sono irregular.
O ronco, que abre esta  matéria, não é o causador da apneia, mas é um dos sintomas, e atenção: quem ronca tem grandes possibilidades de ter apneia. Além do ronco, outros sintomas são  sonolência excessiva durante o dia, dor de cabeça, diminuição da capacidade de atenção, perda de memória, irritação. Despertar abruptamente durante a noite com falta de ar ou acordar com a boca seca também são indicativos da doença.  Ressaltando: normalmente, o ronco específico de quem sofre com o distúrbio segue um mesmo ritmo: vai ficando mais alto até, de repente, ser interrompido por um período de silêncio, que é quando a respiração para, como  uma espécie de engasgo.

Causas – De acordo com dr. Martins, a apneia, motivada por questões fisiológicas,  costuma aparecer com o processo de envelhecimento, dos 40 aos  45 anos, em homens e mulheres. Estudos mostram que cerca de 40% da população tem apneia, a maioria homens.  “Isso porque o  tônus muscular é prejudicado  com o envelhecimento”, lembra. E, normalmente, com a idade, também vem o aumento de peso e  o sedentarismo. Cerca de  60% das pessoas obesas  têm apneia e ronco. Outros fatores que favorecem o ronco e o desenvolvimento da apneia são o consumo de álcool frequente e o hábito de dormir de barriga para cima. Há ainda os problemas de ordem anatômica que também levam as pessoas a ter apneia, independentemente da idade, como  anormalidades endócrinas ou craniofaciais, hipoplasia maxilomandibular, e predisposição genética.

Como tratar – O diagnóstico da apneia é feito através da polissonografia, um estudo monitorado do sono. “É  um exame feito à  noite em clínica. Com o paciente  dormindo, a polissonografia vai indicar o grau de severidade do problema. Junto com a definição do quadro, se é  anatômico ou fisiológico,  encontramos o melhor tratamento”, explica dr. Martins. Os tratamentos indicados para a apneia do sono devem manter as vias respiratórias abertas, evitando que a respiração seja interrompida durante o sono. Em alguns casos, existem aparelhos odontológicos que mantêm  a mandíbula posicionada mais para a frente, impedindo o bloqueio das vias aéreas durante a noite. Também há indicações de exercícios fonoaudiológicos para tonificar a musculatura da garganta.
As cirurgias são indicadas para as causas anatômicas, como  correção e  desobstrução de nariz ou remoção de amígdalas e adenoides. Existe uma tecnologia voltada para aparelhos que permitem que o paciente durma melhor. Um deles é o CPAP, sigla que vem do inglês Continuous Positive Airway Pressure, aparelho de pressão positiva contínua nas vias aéreas, que  injeta ar pelo nariz por meio da máscara nasal  abrindo a garganta e evitando o fechamento das vias respiratórias. Usado  com máscara nasal ou oronasal,  é  considerado um tratamento  eficiente para a maioria das pessoas e pode ser feito em  casa.  “O tratamento, assim como a indicação ou não de cirurgia, vai depender do grau de severidade da apneia”, ressalta o médico. Quando a origem da apneia é uma questão anatômica, pode ser indicada a cirurgia para  resolver o problema.  No caso do uso dos aparelhos, é um tratamento ininterrupto. “Se o paciente ficar sem usar, a apneia reaparece.”





Fonte: Fc edição 984, dezembro de 2017
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Sopas frias
Férias, praia, calor,as sopas frias são opções práticas e saudáveis que combinam com nosso país
O direito de sorrir
Uma cirurgia de aproximadamente 45 minutos pode resgatar o sorriso
Doce e muito saudável
Assim é a batata-doce, um carboidrato que nos oferece diversos nutrientes
Mensagem do Papa
Cada comunidade cristã é chamada a passar o limiar que a separa da sociedade...
Amor que promove
A Pastoral da Pessoa Idosa visita mensalmente 141 mil pessoas, em 834 municípios brasileiros
Início Anterior 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados