Liturgia da Palavra

Data de publicação: 04/10/2018

27º Domingo do Tempo Comum
Ano B – 7 de outubro de 2018

Gn 2,18-24 – O homem deixará seu pai e sua mãe e se unirá à sua mulher.
Sl 127 (128) – De Sião, o Senhor te abençoe!
Hb 2,9-11 – Ele não se envergonha de os chamar irmãos.
Mc 10,2-16 – O que Deus uniu, o homem não separe.

Ação missionária em favor da família   
1. No terceiro domingo de outubro, celebramos o Dia Mundial das Missões e da Infância Missionária. A Infância Missionária são crianças que trabalham para as missões. Recolhem ofertas em cofrinhos para ajudar os missionários no trabalho que fazem com as crianças, e rezam por elas. Desde cedo vão se habituando a fazer alguma coisa concreta para que todos conheçam Jesus e seu Evangelho e para que haja justiça e paz em todo o mundo.
2. Todos sabemos como são importantes os laços familiares para o bem-estar de qualquer pessoa. Sabemos que a família bem constituída é o fundamento de uma sociedade sadia, e também da Igreja. A família é a Igreja doméstica. Partem os missionários pelo mundo afora para ajudar a constituir bem essa célula da sociedade, que é a família. Sabem que Deus criou o ser humano homem e mulher e os dois juntos formam uma só carne. Sabem também a importância do bom relacionamento dos pais para o desenvolvimento integral das crianças. É triste quando uma criança lhe diz: “Meus pais estão brigando muito”. É uma grande missão colaborar para que as famílias sejam sadias e vivam em harmonia, ajudar os jovens a se casarem por vocação, querendo constituir uma família. É grande missão ajudar os pais a terem ideias claras sobre a formação e a educação dos filhos. São coisas que não se improvisam e necessitam de preparação.
3. Homem, mulher e criança somos todos iguais em valor e dignidade diante de Deus. Assim também devemos ser considerados na sociedade humana e na Igreja. Com respeito às diferenças, honrarmos e respeitarmos uns aos outros. Mulher não é inferior ao homem nem criança inferior ao adulto. “O Santificador e o santificado procedem de um só”, lemos na segunda leitura de hoje, “por isso somos todos irmãos.
4. No capítulo sexto da Exortação Apostólica Amoris Laetitia, o papa Francisco lembra que o Sínodo sobre a família insistiu “no fato de que as famílias cristãs são, pela graça do sacramento nupcial, os sujeitos principais da Pastoral Familiar, sobretudo oferecendo o testemunho jubiloso dos cônjuges e das famílias, Igrejas domésticas”, e que, para se realizar um bom trabalho pastoral “exige-se de toda a Igreja uma conversão missionária: é preciso não se contentar com um anúncio puramente teórico e desligado dos problemas reais das pessoas”.
5. Nenhum trabalho pastoral é fácil, e menos ainda aquele que trata diretamente com a realização do amor e da vida. Amor e vida estão em jogo nesta fantástica aventura iniciada por duas pessoas que pretendem se tornar semente e raiz de uma comunidade de seres humanos. Há aspectos da vida matrimonial que escapam aos pastores celibatários. Embora tenham grande conhecimento por estudos e pelo acompanhamento da vida de casais e suas famílias, há uma experiência pessoal que não acontece na vida deles. Daí a importância de que a família experimente que o “Evangelho é resposta às expectativas mais profundas da pessoa humana” e transmita a outras famílias a sua própria experiência. Um corpo de ministros ordenados com enormes possibilidades de atuar em favor da família no mundo de hoje são os diáconos permanentes. Têm preparo teológico, são casados e entregaram sua vida à causa de Cristo e do Evangelho.

Leituras e Salmos (8 a 13 de outubro)
2ªf.: Gl 1,6-12; Sl 110 (111); Lc 10,25-37.
3ªf.: Gl 1,13-24; Sl 138 (139); Lc10,38-42.
4ªf.: Gl 2,1-2.7-14; Sl 116 (117); Lc 11,1-4.
5ªf.: Gl 3,1-5; Cânt. Lc 1,69-75;  Lc 11,5-13.
6ªf.: Est. 5,1b-2; 7,2b-3 Sl 44 (45); Ap 12,1.5.13a.15-16a; Jo 2,1-11.
Sáb.: Gl 3,22-29; Sl 104 (105), Lc 11,27-28.




Fonte: Edição 993, Setembro de 2018
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Mesa da Palavra
A refeição e a pesca são dois acontecimentos unidos na mesma narrativa
Mesa da Palavra
Jesus se entregou para que o mundo fosse salvo.
RELIGIÃO
Em seu artigo, o Pe. Zezinho, scj fala sobre a nova "teologia do resultado".
Mesa da Palavra
Iniciamos o Tempo Comum da liturgia da Igreja celebrando o casamento de Deus com a humanidade.
Liturgia da Palavra
Jesus, sendo Deus, poderia se encarnar da maneira que quisesse, mas escolheu ser em tudo semelhante
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados