Roteiro das uvas

Data de publicação: 08/10/2018


Por, Nathan Xavier
 
A cidade de São Roque (SP) encanta pelo clima familiar, ótimos restaurantes, comida típica portuguesa, doces artesanais e a produção de vinhos

A cerca de uma hora da cidade de São Paulo, numa simpática estrada em meio à natureza abundante da Mata Atlântica preservada, fica o Roteiro do Vinho. Formado pela Estrada do Vinho, Estrada dos Venâncios e Rodovia Quintino de Lima, no município de São Roque (SP), é um programa para toda a família. No local é possível encontrar adegas, vinícolas, restaurantes, hotéis, pousadas e centros de lazer e entretenimento.
São Roque foi fundada em 1657 pelo bandeirante Pedro Vaz de Barros e recebeu esse nome devido à devoção de seu fundador por este santo. Atraído pela região, estabeleceu-se com sua família cultivando trigo e uva. Em 1681, seu irmão, Fernão Paes de Barros, constrói a Casa-Grande e a Capela de Santo Antônio, em taipa de pilão. A capela, por muitos anos, serviria como parada e pousada dos Bandeirantes que desciam o Rio Tietê em busca de ouro e esmeraldas e hoje é aberta para visita, totalmente restaurada.
Séculos depois dos irmãos Barros, imigrantes italianos e portugueses chegaram ao local aproveitando o clima serrano da região e cobrindo as encostas dos morros com vinhedos, começando a transformar São Roque na famosa “Terra do Vinho”. Com os filhos dos imigrantes deslocando-se para as cidades e lá permanecendo, os vinhedos foram aos poucos sendo abandonados ou vendidos. O baixo consumo de vinho no Brasil também não colaborou.
No entanto, nos últimos anos, com a redescoberta do brasileiro pela bebida, com pesquisas aprofundadas na área que possibilitaram o desenvolvimento de novas técnicas de plantio e poda e a diversificação de entretenimento, a região descobriu seu potencial turístico. Hoje São Roque recebe milhares de visitantes, principalmente aos fins de semana. O turismo “bate volta”, em que muitos saem de cidades próximas, sobretudo São Paulo, e só passam o dia, é muito importante na cidade. Pessoas de toda a região no raio aproximado de 100 quilômetros visitam a cidade semanalmente, onde usufruem dos passeios, restaurantes variados e dos vinhos, licores, destilados e doces produzidos na cidade.

Vinícolas – Uns dos principais passeios de São Roque é o Roteiro do Vinho, com mais de 30 estabelecimentos distribuídos por três vias: a Estrada do Vinho, Estrada dos Venâncios e Rodovia Quintino de Lima. É possível degustar diversos tipos de vinhos, licores, cachaças artesanais, queijos e doces. Algumas vinícolas, todas de famílias produtoras da região, dispõem de peças antigas em exposição usadas na fabricação e comercialização de vinhos e sucos. A maior parte delas conta também com restaurantes e cafés em meio à vegetação da Mata Atlântica, brinquedos para as crianças e até redes proporcionando descanso por entre as árvores.
Um dos atrativos é a Vindima, a festa da uva, onde os visitantes podem colher as uvas e conhecer todas as etapas de produção do vinho. Porém, ocorre apenas em poucos fins de semana entre janeiro e fevereiro, pois segue a época de colheita da fruta. A mais estruturada nesse passeio é a Vinícola Góes, onde é preciso reservar a visita com antecedência pelo site do local. O passeio, pago, dura três horas e faz a alegria de crianças e adultos, que saem da adega num trenzinho puxado por um trator e chegam nas plantações de uva.
Nas videiras, os visitantes ganham uma cesta e uma tesoura onde podem colher as frutas (e comer um pouco também). De lá seguem para os grandes tonéis, em que são explicados o passo a passo da uva se tornando vinho, além da grande atração: a Pisa da Uva. Os visitantes são convidados a tirar os sapatos e a pisar nas uvas ao som de música portuguesa, assim como era feito no passado. O encerramento se dá com um farto almoço, em meio às videiras e, claro, com vinho à vontade. O passeio é acompanhado de perto pela família Góes, e quem for mais curioso pode conversar com eles, sempre muito solícitos. É possível se aprofundar nas curiosidades sobre o plantio, as características dos vinhos da região e também sobre os novos vinhos produzidos com a uva BRS Lorena, desenvolvida a partir de pesquisas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa).

Além dos vinhos – São Roque não vive apenas das uvas, mas também de diversos pratos e doces típicos portugueses e italianos, além de minifazendas e pesqueiros. Aos apreciadores da alcachofra,  região é famosa por sua plantação por isso o visitante a encontra em diversos pratos, como o delicioso pastel de alcachofra.
A cidade também conta com o Ski Montain Park, um centro de lazer localizado numa das mais altas montanhas da região. Para quem curte adrenalina, o passeio é perfeito, pois é o único lugar do Brasil com uma pista artificial de esqui. Feita de placas de polietileno, a tecnologia foi trazida da Europa e garante a diversão. Além da pista de esqui, também há a de snowboard (surf na neve), de patinação e muitas outras atrações como paintball (esporte de combate), arvorismo, trilhas ecológicas, arco e flecha, torre de escalada, teleférico, um grande playground, restaurantes e lanchonetes.
A já mencionada Capela Santo Antônio está aberta para visitação. Construída em 1681, após ter Fernão Paes de Barros como seu proprietário, passou de sua família para o político Barão de Piratininga e da família deste para o escritor Mário de Andrade, que doou os imóveis ao Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, em 1947. Outro passeio histórico é a Estrada de Ferro Sorocabana, que representa um marco importante na história de São Roque, não só porque um de seus acionistas era o Barão de Piratininga, mas principalmente por iniciar uma fase de grande desenvolvimento para a região. A primeira estação ferroviária da cidade, que ainda existe e hoje se tornou uma escola municipal, começou a ser construída em 1874. A segunda e principal estação ferroviária foi construída em 1930, e hoje é a sede da Guarda Municipal. Maior e mais moderna, a então nova estação trazia uma novidade: a agência de telégrafos.
Um bom passeio para passar o dia ou o fim de semana e que agradará a toda a família.

São Roque
A partir de São Paulo (SP) é possível acessar a cidade de São Roque pela Rodovia Raposo Tavares ou Rodovia Castelo Branco. As duas rodovias são bem sinalizadas e basta seguir as placas para São Roque ou Estrada do Vinho.

Roteiro do Vinho
Às margens da Estrada do Vinho, Estrada dos Venâncios e Rodovia Quintino de Lima ficam os estabelecimentos. São dezenas de adegas e restaurantes. É possível conferir os dias e horários de funcionamento de cada uma em roteirodovinho.com.br/guia

Estação Ferroviária de São Roque
Rua Engenheiro Gaspar Ricardo – Bairro da Estação
Visita gratuita, diariamente.

Sítio Santo Antônio (Capela e Casa-Grande)
Estrada Mário de Andrade, Km 08 (totalmente asfaltada)
Visita gratuita, sempre aos sábados, domingos e feriados, das 9h30 às 16 horas.





Fonte: Fc edição 990, Junho de 2018
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Lições de casa
Ensinar uma criança a ser alguém colaborativo é fortalecer seu vínculo com a família
Dependência on-line
O vício em redes sociais e jogos on-line tem crescido entre crianças e adolescentes
Resgates
A reciclagem é um recomeço para o que aparentemente "não presta mais"
Dinâmica familiar
No caminho da vida, sem desanimar, se faz necessário uma pausa para adubar a fé
O amor na família
A família muda, mas o amor permanece, não há família, mas famílias
Início Anterior 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados