Liturgia da Palavra

Data de publicação: 11/10/2018

29º Domingo do Tempo Comum
Ano B – 21 de outubro de 2018


Is 53,10-11 – Meu servo, o justo, fará justos inúmeros homens.
Sl 32 (33) – O Senhor pousa o olhar sobre os que o temem.
Hb 4,14-16 – Não temos um sumo sacerdote incapaz de se compadecer de nossas fraquezas.
Mc 10,35-45 – Os chefes das nações as oprimem e os grandes as tiranizam.

Dia Mundial das Missões e da Infância Missionária
1. Discípulo missionário é o seguidor de Jesus que transmite com a vida, com palavras e ações a Boa-Notícia de Jesus. A Boa-Notícia é o próprio Jesus e é ao mesmo tempo a notícia que alegra o coração de quem a espera. A Boa-Notícia que alegra o coração será sempre manifestação do amor fraterno que se expressa em atos concretos. O amor não pode ser tão profundo que nunca se vê. Ele se manifesta em atos concretos e é, afinal, a manifestação do Espírito Santo que em nós habita.
2. Como Jesus Cristo, o discípulo missionário oferece sua vida em expiação para libertar o mundo da dominação da maldade, que é o pecado. É assim que o missionário obtém uma descendência permanente, uma comunidade estável de pessoas que acataram o seu anúncio e se tornaram também discípulos missionários. Assim a vontade do Senhor se realizará com êxito em toda a terra. Como o Servo Sofredor do profeta Isaías, o missionário se faz presente no meio do mundo para que homens e mulheres se tornem justos. A exemplo de Cristo, que matou em si mesmo a inimizade, o missionário carrega sobre si as culpas de todas as pessoas para que, libertas, elas se tornem justas. Isso não acontece sem sofrimento, e às vezes muito sofrimento!
3. A humanidade inteira pode se aproximar com toda a confiança do trono da graça para conseguir a misericórdia e o auxílio necessário no momento oportuno. O sumo sacerdote, que o missionário apresenta a todos os povos, é alguém que abriu as portas da eternidade para todos e é capaz de se compadecer de nossas fraquezas. Verdadeiro homem, ele não pecou, isto é, nunca se opôs à vontade do Pai, mas passou pela provação e pelos sofrimentos que todos experimentamos. Por isso ele nos compreende. A Carta aos Hebreus nos estimula a permanecermos firmes na fé que professamos. É com essa fé que todos partimos para a missão que nos leva a ser pescadores de gente. Não somos proselitistas. Queremos que todos sejam felizes e descubram a bondade do coração de Deus.
4. Os missionários entram em toda parte, em qualquer país, em qualquer nação e experimentam todo tipo de alegria e de contradição. Há governos, como diz o Evangelho, que oprimem e tiranizam, tornando insuportável a vida do povo. O discípulo missionário ouviu de Jesus que lhe disse com voz forte: “Entre vós, não deve ser assim. Quem quiser ser grande e o primeiro, seja o servidor de todos”. Os missionários são servidores, e, na prestação de serviços, revelam a face do verdadeiro Deus e o valor da liberdade diante de qualquer dominação. Missão nunca é imposição nem colonização. Como Tiago e João, também os discípulos missionários cometem erros históricos, não por má vontade, mas levados pelas circunstâncias. A tentação do poder nos acompanha sempre, até mesmo nas comunidades de Igreja já estabelecidas. Se quisermos o primeiro lugar, comecemos a prestar serviço a todos com muita humildade.
5. Façamos nossa contribuição financeira para todas as obras missionárias da Igreja no mundo todo. Formemos as crianças para que se interessem pela salvação e o bem-estar de todas as crianças do mundo. A Obra da Infância Missionária pode ajudar a comunidade cristã a estar sempre aberta às necessidades dos outros e disposta a partir em missão.

Leituras e Salmos (22 a 27 de outubro)
2ªf.: Ef 2,1-10; Sl 99 (100); Lc 12,13-21.
3ªf.: Ef 2,12-22; Sl 84 (85); Lc 12,35-38.
4ªf.: Ef 3,2-12; Cânt.: Is 12,2-6; Lc 12,39-48.
5ªf.: Ef 3,14-21; Sl 32 (33); Lc 12,49-53.
6ªf.: Ef 4,1-6; Sl 23 (24); Lc 12,54-59.
Sáb.: Ef 4,7-16; Sl 121 (122); Lc 13,1-9.




Fonte: Edição 993, Setembro de 2018
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Liturgia da Palavra
13 de março de 2016 - 5º Domingo da Quaresma, Ano C, Reflexão da Liturgia
Liturgia da Palavra
6 de março de 2016 - 4º Domingo da Quaresma, Ano C, Reflexão da Liturgia
Liturgia da Palavra
28 de fevereiro de 2016 - 3º Domingo da Quaresma, Ano C, Reflexão da Liturgia
Liturgia da Palavra
21 de fevereiro de 2016 -2º Domingo da Quaresma, Ano C, Reflexão da Liturgia
Liturgia da Palavra
14 de fevereiro de 2016 -1º Domingo da Quaresma, Ano C, Reflexão da Liturgia
Início Anterior 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 50 51 52 53 54 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados