Liturgia da Palavra

Data de publicação: 30/11/2018

1º Domingo do Advento
Ano C 2 de dezembro de 2018


Jr 33,14-16 – Farei brotar de Davi um rebento dado à justiça.
Sl 24 (25) – Verdade e amor são os caminhos do Senhor.
1Ts 3,12 – 4,2 – O dia da vinda de Jesus com todos os santos.
Lc 21,25-28.34-36 – Verão o Filho do Homem vindo em uma nuvem.

O Senhor virá com todos os santos
1. Estamos iniciando o último mês do ano civil e o primeiro tempo do ano litúrgico, o Tempo do Advento. Dividimos o Advento em duas partes, a primeira até o dia 16 de dezembro, e a segunda até a vigília do Natal, no dia 24. Vivemos hoje a primeira parte olhando para frente, e vivemos a segunda parte hoje, olhando para trás. Nas duas partes estamos diante de uma manifestação, a manifestação da bondade e do amor de Deus para conosco. Do lugar onde estamos hoje, olhamos para frente, para aquele que há de vir no fim dos tempos. É o Advento final, a última manifestação do Senhor em nosso tempo. 
2. O profeta Jeremias olha para o futuro, um futuro próximo, que é também sinal dos últimos tempos. O que de bom vê o profeta para Israel e Judá? O direito vai ser respeitado na terra, a lei e a justiça vão valer. O povo de Jerusalém viverá tranquilo. O nome da cidade será “O Senhor é a nossa justiça”. A visão do profeta ainda não se realizou totalmente. Realiza-se em partes, enquanto o Senhor não vem para realizar plenamente a justiça e o direito.
3. Os cristãos de Tessalônica, no tempo do apóstolo São Paulo, esperavam com ansiedade a vinda definitiva de Jesus. São Paulo os orienta, e a orientação vale para nós que também estamos à espera: que o Senhor quando vier nos encontre em franco progresso, vivendo intensamente o amor fraterno numa santidade de vida.
4. São Lucas descreve para nós como será o fim do mundo, quando terminará o nosso tempo e começará a eternidade de Deus, que de fato não começa porque existe desde sempre. Nós é que sairemos do tempo e entraremos na eternidade. São Lucas experimentou o seu próprio fim nesta terra, mas não viu o fim do mundo, o fim dos tempos. Ele faz a sua descrição usando termos apocalípticos da época e o que sabia de catástrofes da natureza. O importante é estarmos bem preparados. Naquele momento estará acontecendo a nossa libertação definitiva. Atenção, portanto, para que os nossos corações não estejam pesados e insensíveis por termos comido demais, por estarmos embriagados ou muito preocupados com as coisas da vida. Estar atentos e rezar para ter força de ficar de pé diante do Filho do Homem.
5. Como viver este tempo sagrado do Advento? Se olharmos para o fim dos tempos e a vinda definitiva do Senhor, poderemos também pensar em nosso próprio fim nesta terra, e pensar positivamente. Pensar na morte sem tristeza e sem medo. Preparar-se para ela com tranquilidade e alegria. Examinar a própria vida, nossos pensamentos e nossas ações, e ter a certeza de que a morte não nos encontrará praticando o mal conscientemente. Rever a prática das obras de misericórdia em nosso dia a dia. Além disso, meditar as Escrituras Sagradas. Ler a Bíblia com calma e atenção. Neste tempo de Advento, a leitura do profeta Isaías é recomendável. A recitação diária do Anjo do Senhor e a participação na Eucaristia, sem dúvida no domingo e se possível na semana também.
6. Rezemos com o Salmista, para que o Senhor nos mostre sempre o caminho e sejamos orientados pela verdade. Somos pecadores com a possibilidade de nos tornarmos santos, porque Deus reconduz os pecadores ao bom caminho, sobretudo os humildes. Verdade e amor são os caminhos do Senhor.

Leituras e Salmos (3 a 8 de dezembro)
2ªf.: Is 2,1-5; Sl 121 (122); Mt 8,5-11.
3ªf.: Is 11,1-10; Sl 71 (72); Lc 10,21-24.
4ªf.: Is 25,6-10a; Sl 22 (23); Mt 15,29-37.
5ªf.: Is 26,1-6; Sl 117 (118); Mt 7,21.24-27.
6ªf.: Is 29,17-24; Sl 26 (27); Mt 9,27-31.
Sáb.: Gn 3,9-15.20; Sl 97 (98); Ef 1,3-6.11-12; Lc 1,26-38.




Fonte: Edição 995, Novembro de 2018
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Cristo cura a vida
No Sacramento da Penitência, o anúncio e a prática do perdão são características do Ministério de Jesus
Deus é confiável
Não veio sobre vós tentação, senão humana; mas fiel é Deus.
Liturgia da Palavra
30 de Julho de 2017 - 17º Domingo do Tempo Comum, Ano A, Reflexão da Liturgia.
Liturgia da Palavra
23 de Julho de 2017 - 16º Domingo do Tempo Comum, Ano A, Reflexão da Liturgia.
Misericórdia, sem folga
Deus atua em nós gratuitamente e o faz sem nossos méritos.
Início Anterior 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32 33 34 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados