Evangelho na comunidade

Data de publicação: 25/10/2013

Cônego Celso Pedro da Silva*
Arte: Sergio Ricciuto Conte

27 de outubro de 2013

30º Domingo do Tempo Comum

Eclo 35,12-14.16-18; Sl 33 (34);
2Tm 4,6-8.16-18; Lc 18,9-14

Os humildes − Quem se eleva será humilhado e quem se humilha será elevado. Jesus conta uma história de dois homens que vão rezar no Templo de Jerusalém. Um se gaba de tudo o que fez de bom e de sua superioridade em relação aos ladrões, aos desonestos, aos adúlteros, e em relação ao outro, que era cobrador de impostos. Este, ajoelhado num cantinho, muito consciente de sua miséria, rezava batendo no peito pedindo que Deus tivesse piedade dele, um pecador. Na pequena história, Jesus diz que o pecador era um publicano e o que se considerava santo era um fariseu. Os fariseus eram religiosos, os publicanos nem tanto. Eram cobradores de impostos, pouco apreciados pelo povo. Deus gostou da oração humilde do publicano e não gostou do que disse o fariseu, que se acreditava superior aos outros.

A prece do humilde atravessa as nuvens – A prece que atravessou o céu e chegou até Deus foi a prece humilde do publicano. Deus não faz discriminação de pessoas. Quem o serve como Ele quer é sempre bem acolhido, mas Ele dá uma atenção especial para o pobre, o oprimido, o órfão, a viúva. Ele ouve o desabafo de suas mágoas. Deus está aberto para todos porque todos, independentemente de sua posição social e de seu dinheiro, podem ser humildes.

Guardar a fé − A humildade de Paulo se manifesta na verdade. “Daqui a pouco vou morrer”, escreve ele a seu amigo Timóteo. “Minha vida foi uma luta. Muitas vezes fiquei sozinho e abandonado, mas nunca abandonado por Deus. Completei a corrida que comecei. Comecei e fui até o fim, e guardei a fé.” Aqui está de novo a fé vitoriosa de quem se entregou totalmente ao Senhor e à causa de seu Evangelho. A morte de Paulo será a libertação de todos os males e a entrada gloriosa no Reino celeste. “Sei em quem acreditei, em quem coloquei a minha fé”, escreve ele, na mesma carta a Timóteo. Paulo sempre teve medo dos observantes que se gloriavam por suas observâncias. Ele preferia entregar-se humildemente nas mãos de Deus pela fé. Paulo podia tudo, não por si mesmo, mas naquele que lhe dava força.

Nossa vida hoje – Quando o papa Francisco veio ao Brasil, falou-se muito de sua humildade. A humildade dele, porém, não consiste em carregar sua própria pasta, locomover-se num carro comum, se vestir com simplicidade. Sua humildade está na maneira como ele se vê a si mesmo na função que  exerce na Igreja e diante do mundo. Seu poder consiste em servir. Afinal, ele é a figura visível daquele que veio para servir e não para ser servido. Carregar a própria pasta e não usar enfeites pode ser atitude populista. Mas não se ver como príncipe, aproximar-se das pessoas, pensar a Igreja como povo e depois como hierarquia são atitudes de um coração verdadeiramente humilde. Quando nos diz que nosso trabalho missionário se faz na Igreja, ele não está pensando em relacionamentos piramidais, que nossa ação se desenvolve na obediência às normas canônicas e aos inúmeros documentos eclesiásticos. Ele está dizendo que não estamos sozinhos, somos um corpo eclesial, agimos juntos e nos apoiamos e contamos com a amizade e as orações do sucessor de Pedro.

*Sacerdote e professor de Sagrada Escritura.




Fonte: Família Cristã 933 - Set/2013
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
SAÚDE
A biotecnologia é uma ferramenta e, como tal, deve ser cuidadosamente examinada.
Curar com as mãos
Levar em consideração o corpo inteiro e tratar diretamente a causa do problema são as principais
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados