Evangelho na comunidade

Data de publicação: 19/04/2014

Cônego Celso Pedro da Silva*
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Ano A 20 de abril de 2014

Ressurreição do Senhor

At 10,34a.37-43 – Comemos e bebemos com Ele.

Sl 117 (118) – Este é o dia que o Senhor fez para nós.

Cl 3,1-4 – Esforçai-vos para alcançar as coisas do alto.

1Cor 5,6b-8 – Lançai fora o fermento velho.

Jo 20,1-9 – Ele viu e acreditou.

Lc 24,13-35 – Fica conosco, pois já é tarde.


Cristo ressuscitou. Esta é a nossa fé desde o início. Já São Paulo, nos anos 50, escrevia aos cristãos da cidade de Corinto: “Transmiti a vocês em primeiro lugar aquilo que eu mesmo recebi, isto é, que Cristo morreu por nossos pecados, segundo as Escrituras, que foi sepultado, que ao terceiro dia ressuscitou, segundo as Escrituras, e que foi visto por Cefas e, depois, pelos Doze. Mais tarde foi visto por mais de 500 irmãos, de uma vez. Depois, foi visto por Tiago e, depois, foi visto pelos apóstolos todos juntos. Por último, foi visto também por mim” (1Cor 15,3-8). Note que o verbo que se usa para o Ressuscitado é o verbo ver (orao, em grego), tanto na voz ativa, “eu vi”, quando na voz passiva, “foi visto”.

Os escritores sagrados não usam o verbo “aparecer”. Quando encontramos este verbo em São João (cf. 21,14) se refere na realidade a Jesus antes da sua morte. Em São Marcos (cf. 16,9ss), é um acréscimo posterior. Jesus ressuscitado é visto! O outro discípulo, aquele que correu com Pedro para o sepulcro, entrou, “viu e acreditou”. O que foi que ele viu? O túmulo vazio. Nossos primeiros irmãos e irmãs morreram e não negaram o que viram: Jesus morto na cruz ressuscitou dos mortos e está vivo entre nós. “Felizes os que vão acreditar sem ter visto”, dirá Jesus ao apóstolo São Tomé. Nós não vemos como Tomé nem tocamos no corpo de Jesus ressuscitado, mas podemos vê-lo como Maria Madalena, que o confundiu com o jardineiro, ou como os discípulos de Emaús que com Ele caminharam pensando que fosse um andarilho qualquer, ou como Paulo, em quem Deus se dignou revelar o seu Filho (cf. Gl 1,16).

Fomos batizados na morte de Cristo e ressuscitamos para uma vida nova. No fundo das águas do batismo, ficou a velha criatura e surgiu o cristão. Naquele dia, o amor de Deus foi derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado. Este Espírito, que é amor, se deixa ver em nossos atos concretos de amor fraterno. Naquele dia fomos iluminados. Já não vivemos nas trevas, tudo é luz, podemos ver, ver o outro situado na sua realidade. Batizados em Cristo, somos impregnados da energia dinâmica do Ressuscitado, que explode na transmissão de uma experiência feliz. Na luz da ressurreição, vemos a realidade do mundo; e, na energia do Ressuscitado, tornamo-nos consciência crítica dessa mesma realidade. A fé com a qual acreditamos se mostra na solidariedade amorosa para com todas as vítimas do tráfico humano que encontramos no caminho. “Responde, pois, ó Maria, no teu caminho o que havia? Vi Cristo ressuscitado, o túmulo abandonado.” O túmulo abandonado é sinal de libertação dos laços da morte. O discípulo viu e acreditou que a vida é possível, que a morte não é a vencedora.

Hoje viram o túmulo vazio. Em seguida, Tomé verá Jesus e tocará em suas chagas. Depois, os discípulos de Emaús o verão ao partir o pão. E, no centro deste tempo de Páscoa, estará o Bom Pastor. Ele é o verdadeiro caminho para a vida e pede para não termos medo porque outro Defensor nos será dado e não ficaremos órfãos. Por fim, ele sobe ao céu e envia o seu Espírito.

*Sacerdote e professor de Sagrada Escritura




Fonte: Família Cristã 939 - Mar/2014
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doença celíaca
Doença do intestino delgado, autoimune, crônica, causada por uma reação ao glúten
TOD à luz da escuta de Baco
Transtorno Opositivo Desafiador, conheça esta doença
Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados