Conselhos matrimoniais

Data de publicação: 13/08/2014

Padre Zezinho, scj

 Milagres acontecem. A palavra serena já converteu muitos casais irados e já salvou muitos lares! Quem sabe seja você o anjo do qual eles precisavam! 

 

Se você nunca foi chamado a conduzir um casal em litígio ao diálogo, é bom que saiba do imenso desafio que enfrentará, caso alguém lhe peça essa ajuda. Em alguns casos, os dois têm suficiente bom-senso para aceitar as reflexões do amigo e conselheiro. Em outros, pode acontecer como nas lutas de vale-tudo, nas quais sobram coices e socos para o juiz da luta.  Algumas separações são extremamente dolorosas e litigiosas. O conselheiro pode esperar problemas. Pode ser que um deles diga que você disse o que você nunca disse. Se a briga for violenta, ouvirão metade ou um terço dos seus conselhos e sempre estrategicamente modificados, para que pareça que foi você quem sugeriu este ou aquele comportamento, quando você sugeriu algo semelhante, mas não aquilo...

Tentarão, de todas as maneiras, fazer crer que você tomou o lado do inocente: no caso, o dele, o dela!... E você estava falando do filho, de 9 anos. É que frases pinçadas e fora de contexto servem como luva para quem está querendo derrotar o outro. O comportamento é o do jogador de futebol que cava uma falta e quer que o juiz expulse o outro.

 

Do jeito certo, na hora certa Toda a paz ainda é pouca para um conselheiro matrimonial. É jogo duro de “vencer ou vencer”, quando o conselheiro quer levá-los a “ouvir e ouvir e ouvir”. Como olham suas próprias virtudes com lente de aumento e os defeitos do outro com uma lupa, ainda mais poderosa, vai sobrar fel sobre o conselheiro. Mantenha a firmeza. Nem agrida, nem condene, nem tome nenhum lado. Já basta o que fazem os “amigos” ou “parentes”, que, no fundo, acabam pondo lenha na fogueira. Do amigo aproximador se espera isenção. Feito o estrago e sendo impossível a reconciliação, porque as partes estão irreconciliáveis ou até irreconhecíveis, a serenidade pode fazer a diferença.

Orar é fundamental. Deus, que nem sempre é ouvido numa hora dessas, pode estar iluminando você para que diga a palavra certa do jeito certo, na hora certa e para a pessoa certa. Mas vá com humildade. O terreno é escorregadio. Ouça muito e fale pouco. Mas fale com segurança. Se tiver vontade de tomar um dos lados, não tome. Tome o lado da caridade. Sugira, no mínimo, o respeito mútuo. Ainda que só consiga isso, já terá valido a pena. E lembre-se de que milagres acontecem. A palavra serena já converteu muitos casais irados e já salvou muitos lares! Quem sabe seja você o anjo do qual eles precisavam! 

 

Destaque:

Milagres acontecem. A palavra serena já converteu muitos casais irados e já salvou muitos lares! Quem sabe seja você o anjo do qual eles precisavam! 

 





Fonte: FC edição 932
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Olhar de Bia
O que eu deixo de conselho, se essa é a palavra correta, é escutar os seus filhos, sejam amigos.
Jovem de família
E o que queremos de fato é nos sentir em casa, livres para amar e sermos amados.
Afetiva e sexual na juventude
"Nossa sociedade é erotizada, confundindo sexualidade e afetividade com sexo". Afirma Padre Toninho.
Vírus e antivírus
Não é possível crescer na fé,sem ter conhecimento das tentações pelas quais podemos passar.
Romantismo ou respeito?
Não somos absolutamente de perder o ânimo para nossa ruína,somos de manter a fé, para nossa salvação
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados