Ano A - 23 de novembro

Data de publicação: 21/11/2014

Cônego Celso Pedro da Silva
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Ano A - 23 de novembro de 2014
34º Domingo do Tempo Comum

Ez 34,11-12.15-17 − Eu mesmo vou procurar minhas ovelhas.
Sl 22 (23) − O Senhor é o pastor que me conduz.
1Cor 15,20-26.28 − É preciso que Ele reine.
Mt 25,31-46 − Vinde, benditos de meu Pai!


O ano litúrgico termina diante do Senhor, que vem em sua glória para julgar todos os povos da terra. É o rei que se senta no trono, mas esse rei é Jesus, o Filho do Homem, que tem coração. Sua bondade e sua misericórdia não se mostram em primeiro lugar para com os que estão sendo julgados. A misericórdia se mostra no critério do julgamento. Aquele que está sentado no trono é o Senhor, e a questão é com Ele. Como me relacionei com Ele? Quem é Ele afinal?

Aqui estamos todos, e somos de diversas confissões religiosas. Deveríamos ter ido à missa, rezar voltados para Meca, cobrir a cabeça com talit, cantar Hare Krishna. Eu sou ortodoxo, eu sou católico, eu sou evangélico, eu não sou nada! O juiz continuará insistindo: Quero saber o que vocês fizeram comigo quando eu estava com fome, com sede, preso, sem roupa, forasteiro, doente? Todos, se não todos, terão a mesma reação de espanto. Quando foi que te vimos nessa situação e não te ajudamos, ou te ajudamos? De fato, neguei alimento a quem tinha fome, mas não ao senhor, que eu nem conhecia. Eu, de fato, alimentei os famintos, mas não o senhor. Virá então a grande revelação: Era eu. O faminto, o sedento, o prisioneiro, era eu, Jesus. O que você fez a um desses pequeninos, foi a mim que você fez, e o contrário também.

Quem é Jesus será descoberto por muitos naquele momento, até por quem blasfemou o seu nome. Ele mesmo já tinha dito que isso seria perdoado. Não seria, porém, perdoado quem pecasse contra o Espírito Santo, que é o Amor na Trindade. Não se pode pecar contra o amor. Negar comida a quem tem fome é pecar contra o Espírito Santo. A preocupação de Jesus não é com Ele mesmo. A preocupação de Jesus é com as ovelhas, a extraviada, a de perna quebrada, a doente. Assim está escrito no profeta Ezequiel. Ele fará o possível e o impossível em favor de todos até dominar o último inimigo que é a morte. Quando não houver mais morte, viveremos todos no Reino dos Céus.

Nesse Reino, todos se olharão com olhar agradecido de quem se ajudou na hora da precisão. Eu te visitei, você me visitou, eu te socorri, você me socorreu. Este é o caminho de salvação para todos, o caminho do sucesso no dia do julgamento final: dar de comer a quem tem fome, dar de beber a quem tem sede, vestir os nus, acolher os peregrinos, assistir os enfermos, visitar os prisioneiros, enterrar os mortos. Pode parecer esquemático, mas são estas as obras corporais de misericórdia. Entre no esquema, que não é o do mundo, e pratique obra por obra. Se quiser, pode acrescentar ainda as obras espirituais de misericórdia: dar bom conselho, ensinar os ignorantes, corrigir os que erram, consolar os aflitos, perdoar as injúrias, sofrer com paciência as fraquezas do nosso próximo, rogar a Deus por vivos e defuntos.

Agimos por amor e agimos por temor, mas onde há amor não há cansaço. Somos na verdade criaturas fracas e limitadas. Estímulos e empurrões nos ajudam a caminhar. Assisto um doente por amor a ele, e assisto um doente para ser aprovado no juízo final. O que importa é que o doente seja assistido. Se o homem mudo tivesse sido curado por força de Belzebu, isso também seria sinal da chegada do Reino.

Leituras e Salmos
24 a 29 de novembro

2ªf.: Ap 14,1-3.4b-5; Sl 23 (24); Lc 21,1-4.
3ªf.: Ap 14,14-19; Sl 95 (96); Lc 21,5-11.
4ªf.: Ap 15,1-4; Sl 97 (98); Lc 21,12-19.
5ªf.: Ap 18,1-2,21-23; 19,1-3.9a; Sl 99 (100); Lc 21,20-28.
6ªf.: Ap 20,1-4.11 – 21,2; Sl 83 (84); Lc 21,29-33.
Sáb.: Ap 22,1-7; Sl 94 (95); Lc 21,34-36.






Fonte: Família Cristã 946 - Out/2014
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Início Anterior 40 41 42 43 44 45 46 47 48 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados