Evangelho na Comunidade

Data de publicação: 29/05/2015

Ano B – 14 de junho de 2015
11º Domingo do Tempo Comum

Ez 17,22-24 – Eu, o Senhor, falei e farei
Sl 91(92) – É belo louvar o Senhor
2Cor 5,6-10 – Estamos sempre cheios de confiança
Mc 4,26-34 – O Reino de Deus é como um grão de mostarda

Reflexão Cônego Celso Pedro da Silva
Arte Sergio Ricciuto Conte

O Reino de Deus pertence a Deus. Por isso é de Deus. Deus sabe como ele acontece. A nós compete preparar o terreno e lançar a semente, que pode ser a de um grão de mostarda. Aparentemente tudo é simples. Na realidade é preciso contar com a existência e a qualidade do semeador, da semente e do terreno. A semente é a Palavra de Deus, que nos é dada de graça. O terreno é aquele da outra parábola, beira de caminho, pedregoso, cheio de espinhos ou terra boa. Semeador é o que semeia, não o que tem o nome.
O Senhor confiou a nós a sua Palavra. Mandou-nos pelo mundo afora para semeá-la em todos os povos e nações. Os semeadores e os terrenos se diversificam, mas a Palavra é sempre a mesma. Sendo que ainda caminhamos na fé e não na visão clara, como escreve Paulo aos coríntios, e dependemos do corpo para a aquisição de conhecimentos, a Palavra, que é sempre a mesma e é dada de graça, precisa ser conhecida para ser bem transmitida. O semeador se põe em contato com ela na oração e na reflexão. A Palavra escrita se lê, se estuda, é meditada e assimilada.
Na oração, o semeador recolhe-se no silêncio diante do Senhor. Faz-se presente diante da presença da Palavra viva. O semeador caminha na fé e acredita. Acredita na palavra escrita por Ezequiel, que nos faz ouvir o próprio Deus dizendo: “Eu mesmo tirarei um galho da copa do cedro e o plantarei no alto monte de Israel. Ele produzirá folhagem e frutos. Será majestoso e abrigo para os pássaros com seus ninhos. Eu sou o Senhor. Digo e faço”. O semeador enfrenta inúmeras dificuldades, mas não desanima. Acredita que a sementinha será uma árvore majestosa e abrigará a muitos debaixo de sua sombra. Ele crê na força da Palavra de Deus, por isso semeia com perseverança. Ele crê e espera com paciência. Dá tempo ao tempo e vai tranquilo ao tribunal de Cristo. Não trabalhou por causa de alguma recompensa, mas a devida recompensa o espera.
Jesus falava em parábolas e depois explicava tudo aos discípulos porque as parábolas contêm um ensinamento muitas vezes crítico, que não se dirige aos discípulos e sim aos ouvintes em geral. Acontece que os opositores do Reino podem zombar dos semeadores e minimizar o alcance de seu trabalho. Podem considerá-los um pequeno rebanho sem expressão. Essa atitude não tira o ânimo dos semeadores que sabem que a semente germina e cresce embaixo da terra até a hora em que deve se manifestar. Tudo tem sua hora e tudo será claro no tribunal de Cristo. Os olhos da fé desvendam as maravilhas de Deus germinando às ocultas por toda parte no coração das pessoas.
Os opositores são sempre agentes do demônio contra os quais Jesus veio lutar, ele e seus seguidores. É claro que outro é o tipo de semente lançado à terra por Satanás e seus sequazes. Tentam dividir, tentam desanimar, tentam desmerecer. O fruto do paraíso era saboroso e belo. Não era feio e ruim. A semente do demônio desabrocha até com feições de piedade e de ortodoxia. A segunda besta do Apocalipse tem a aparência de um cordeiro. Sua voz, porém, é do dragão. São Paulo prepara os coríntios para o juízo final e nos prepara a todos com suas últimas palavras: “Combati o bom combate, completei a corrida, guardei a fé”. É bela a vida do semeador, bela e dura!


Leituras e Salmos (15 a 20 de junho)
2af.: 2Cor 6,1-10; Sl 97 (98); Mt 5,38-42.
3af.: 2Cor 8,1-9; Sl 145 (146); 5,43-48.
4af.: 2Cor 9,6-11; Sl 111 (112); Mt 6,1-6.16-18.
5af.: 2Cor 11,1-11; Sl 110 (111); Mt 6,7-15.   
6af.: 2Cor 11,18.21b-30; Sl 33 (34); Mt 6,19-23.
Sáb.: 2Cor 12,1-10; Sl 33 (34); Mt 6,24-34.




Fonte: Familia Crista ed. 953/Maio de 2015
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

A infertilidade no casamento
A infertilidade atinge oito milhões de pessoas no Brasil e cerca de setenta milhões no mundo.
Medo do doutor?
Como ajudar as crianças a superarem o receio de consultas médicas e odontológicas.
Navegue com segurança
Viver no ambiente digital abre novos horizontes e possibilidades, mas requer cuidados
O melhor alimento para o bebê
O aleitamento materno é uma unanimidade mundial. Todos os profissionais de saúde reconhecem
Hora do pesadelo
Pesadelos são ruins em qualquer idade, mas os pais ficam mais angustiados quando são seus filhos.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados