Evangelho na Comunidade

Data de publicação: 15/10/2015

Ano B – 18 de outubro de 2015 29º Domingo do Tempo Comum
Is 53,10-11 – Fará que a multidão se torne justa
Sl 32 (33) – Sincera é a palavra do senhor
Hb 4,14-16 – Permaneçamos firmes na fé
Mc 10,35-45 – Dar a vida em resgate por muitos
"Ele ofereceu sua vida como sacrifício." ( Is 53,10)

Reflexão Cônego Celso Pedro da Silva
Arte Sergio Ricciuto Conte

Missão é servir. No dia mundial das missões convém relembrar que existimos para servir, que somos discípulos de um mestre que veio para servir e não para ser servido. O evangelista São Marcos percebe que, mesmo entre os discípulos, a natureza gananciosa continuar a existir e a impor-se. Ele se dá conta de que entre os discípulos há carreirismo, rivalidades, desejo de grandeza, busca do primeiro lugar, vontade de dominar. Marcos conhece bem a natureza humana e escreve um evangelho para dizer que nosso caminho é o do serviço, que devemos andar na contramão do mundo. Não é simples, é difícil, e os apóstolos mostram na prática que há um longo caminho a ser percorrido para se chegar ao ideal de uma Igreja prestadora de serviço.
Aí estão Tiago e João, os filhos de Zebedeu, que compreenderam o ensinamento de Jesus. Ele veio para servir, deverá passar pelos momentos difíceis da sua paixão e morte, mas depois ressuscitará e entrará na glória do Pai. Entenderam bem o que deve acontecer por aqui, e entenderam o que deverá acontecer depois. Olhando para o depois, eles se aproximam de Jesus e lhe pedem sem nenhum constrangimento, diríamos até descaradamente: “Quando o Senhor estiver na sua glória, dê a nós os dois primeiros lugares”. Os outros apóstolos ficaram indignados com Tiago e João, não por terem feito alguma coisa pouco elogiosa, mas por terem sido mais rápidos do que os outros e mais espertos. Passaram a perna nos outros dez.
Vem então o grande ensinamento de Jesus. Nós estamos juntos para combater o poder demoníaco e não para nos alinharmos com ele. No mundo, os grandes governam com opressão e tirania. Entre vocês não será assim. Jesus deve ter gritado essa frase: “Entre vocês não será assim”. E é bom que continue gritando para que alguém o ouça. Quem quiser ser grande e o primeiro seja o servidor de todos. O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir. Jesus é o Servo Sofredor que carrega sobre si as culpas das pessoas para libertá-las do mal e justificá-las. Que belo ensinamento tem a Igreja a dar ao mundo de dominações! Que belo serviço a prestar: ensinar a conviver e a viver sem dominações. Para isso a Igreja deve se tornar sempre mais semelhante ao Mestre, Sumo Sacerdote, capaz de se compadecer das fraquezas do mundo, passando ele mesmo pela provação.
Os discípulos de Jesus permanecem firmes na fé que professam e a transmitem integralmente, assim como Jesus a ensinou. Olham atentamente para Jesus para não serem diferentes dele e levam a humanidade toda ao trono da graça. Partem os missionários pelo mundo e ensinam na prática a liberdade dos filhos de Deus. Estabelecem comunidades que vivem valores distintos de um mundo de dominações. Ensinam aos ouvidos que ouvem e aos olhos que enxergam o que acontece na prática. Não temem o sacrifício. Carregam sobre si o pecado do mundo e experimentam a fraqueza humana para poderem compreender e resgatar os abatidos. Jesus não se sentiu autorizado a dar a Tiago e a João os primeiros lugares na glória do seu Reino. Deu-lhes, porém, a beber o cálice que ele mesmo bebeu, e eles o beberam com alegria. Outro é o caminho do Senhor, outra é a alegria que nele se encontra. Alegres e felizes partem os missionários como fermento no meio da massa, para que todos tenham vida em abundâancia.

Leituras e Salmos (19 a 24 de outubro)
2ª.f.: Rm 4,20-25; Cânt.: 1,69-70.71-72.73-75; Lc 12,13-21.
3ª.f.: Rm 5,12.15b.17-19.20b-21; Sl 39 (40); Lc 12,35-38.
4ª.f.: Rm 6,12-18; Sl 123 (124); Lc 12,39-48.
5ª.f.: Rm 6,19-23; Sl 1,1-2.3.4.6; Lc 12,49-53.
6ª.f.: Rm 7,18-25a; Sl 118 (119); Lc 12,54-59.
Sáb.: Rm 8,1-11; Sl 23 (24); Lc 13,1-9.








Fonte: Edição 957,setembro de 2015
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

A presença nas redes
O isolamento social proporcionou maior interatividade no ambiente digital
Uma vida nova em Cristo
O Círio Pascal recorda que Cristo é a luz do mundo
Evangelização, sim!
Para Francisco, a evangelização não pode confundir-se com o clericalismo nem com o proselitismo.
O Anjo Bom do Brasil
Irmã Dulce,a religiosa que conquistou o coração do povo brasileiro será canonizada.
Mesa da Palavra
13º. Domingo do Tempo Comum - Ano C • 30 de junho de 2019 - Solenidade de São Pedro e São Paulo
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados