Liturgia da Palavra

Data de publicação: 15/01/2016

2º Domingo do Tempo Comum, 17 de janeiro de 2016 Ano C
 
Is 62,1-5 – O Senhor se apaixonou por ti.
Sl 95 (96) – Dizei seus prodígios.
1Cor 12,4-11 – Há diversidade, mas o Espírito é um.
Jo 2,1-11 – “Eles não têm vinho!”.
"Eles não têm vinho" (Jo 2,3)

Reflexão: Cônego Celso Pedro da Silva
Arte: Sergio Ricciuto Conte

Hoje Jesus se manifesta a seus discípulos nas bodas de Caná, assim como se manifestou ao mundo e a Israel na Epifania e no Batismo. Três manifestações que se resumem numa só: O Verbo de Deus se encarnou e está no meio de nós.
Todos os gestos e todas as palavras de Jesus revelam a vontade do Pai em relação a nós, quem é Jesus e o que ele espera de seus discípulos. Por isso, não podemos deixar de prestar atenção nos gestos e nas palavras de Jesus: onde ele anda, o que faz, o que diz, com quem anda, com quem conversa.
No Evangelho de João, é numa festa de casamento, as bodas de Caná, que Jesus começa a aparecer e a agir. A pedido de sua mãe, ele inicia os seus sinais. O primeiro será a mudança da água em vinho. Maria, muito atenciosa e presente, sensibiliza-se com o constrangimento dos noivos por causa da bebida que tinha acabado. O faraó tinha dito ao povo que procurava pão: “Vão até José e façam o que ele mandar”, Maria disse aos serventes que precisavam de vinho: “Vão até Jesus e façam o que ele disser”. Maria intercede, Jesus faz. Jesus entra nas bodas de Caná como José do Egito, que salvou seus irmãos. Mais do que um milagre, Jesus fez um sinal indicando quem ele é e o que espera de seus discípulos. Ele manifestou a sua glória e seus discípulos creram nele.
Jesus  insere-se no meio das pessoas e manifesta a sua glória, a glória que estava na Arca da Aliança, que Ezequiel viu sair do Templo e ir até onde estava o povo na Babilônia. Essa glória se manifesta agora numa casa de família em Caná. Os discípulos estão aprendendo com Jesus a estar onde ele está. E sua glória está em Caná da Galileia. O que foi que os discípulos viram quando viram a glória de Deus? Viram Jesus. Viram sua inserção na vida humana, sua atenção ao pedido de Maria, sua gentileza para com os noivos, seu poder sobre a natureza da água e do vinho. Viram, sobretudo, a sua presença. Quem olha para Jesus e pergunta onde ele está vê que ele está numa festa na qual o amor une duas pessoas que vão gerar vida. É aí que os discípulos devem estar. Não é o estar na festa o que importa. É estar junto das pessoas que querem viver o amor, para que o amor não se perca porque é dolorosa a experiência do amor. O primeiro sinal de Jesus, segundo São João, é feito entre pessoas que celebram um acontecimento humano marcante.
O casamento como sinal mostra que a terra já não está abandonada. Ela está bem casada. Não terá o nome de abandonada, nem será um lugar deserto. Será chamada de Meu Bem, de Senhora, porque o Senhor se apaixonou por ela. “Como o jovem que se casa com uma jovem, assim teu criador se casará contigo. Mais que um recém-casado, feliz com a esposa, contigo estará feliz o Senhor.”
Gostaríamos de poder traduzir para o nosso tempo os gestos e as palavras de Jesus, comunicar Jesus e sua eterna verdade aos homens e mulheres do nosso tempo. Os tempos não são fáceis. Tudo é muito rápido, e os modernos meios de comunicação influenciam as mentes. Na gramática, o gênero neutro convive com o masculino e o feminino. Na sociedade humana, parece querer devorar o masculino e o feminino para que só ele sobreviva. Que do alegre casamento em Caná, regado a bom vinho, saiam discípulos missionários alegres e positivos, capazes de construir espaços de liberdade para todos.


Leituras e Salmos (18 a 23 de janeiro)
2ªf.: 1Sm 15,16-23; Sl 49 (50); Mc 2,18-22.
3ªf.: 1Sm 16,1-13; Sl 88 (89); Mc 2,23-28.
4ªf.: 1Sm 17,32-33.37.40-51; Sl 143 (144); Mc 3,1-6.
5ªf.: 1Sm 18,6-9; 19,1-7; Sl 55 (56); Mc 3,7-12.
6ªf.: 1Sm 24,3-21; Sl 56 (57); Mc 3,13-19.
Sáb.: 2Sm  1,1-4.11-12.19.23-27; Sl 79 (80); Mc 3,20-21.




Fonte: Família Cristã, 960
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Uma vida nova em Cristo
O Círio Pascal recorda que Cristo é a luz do mundo
Evangelização, sim!
Para Francisco, a evangelização não pode confundir-se com o clericalismo nem com o proselitismo.
O Anjo Bom do Brasil
Irmã Dulce,a religiosa que conquistou o coração do povo brasileiro será canonizada.
Mesa da Palavra
13º. Domingo do Tempo Comum - Ano C • 30 de junho de 2019 - Solenidade de São Pedro e São Paulo
Mesa da Palavra
A fé cristã professada pela Igreja Católica é de tal forma complicada, que só pode ser verdadeira.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados