Sua majestade o limão

Data de publicação: 02/08/2017

Por Silvia Torreglossa

Aliado de quem quer manter a saúde em dia, o limão é uma verdadeira joia da natureza


Limão ou, cientificamente, Citrus limonium, fruta cítrica, de gosto azedo, que nasce de uma árvore da família das rutáceas. Após a comprovação científica de suas propriedades nutricionais e curativas, o limão passou a ser conhecido e consumido no mundo todo. Muito versátil na cozinha, é considerado pelos chefs o rei das frutas. Devido a seu sabor marcante, ele vai bem com tudo e pode ser usado em bebidas, pratos doces e salgados, como tempero e para marinar. Conhecido por sua grande concentração de vitamina C – duas vezes mais que a laranja –, o limão traz muitos benefícios à saúde.
A nutricionista Camila Ragne Torreglosa, do Hospital do Coração, de São Paulo (SP), confirma que, em relação às demais frutas cítricas como a acerola, laranja e o maracujá, o limão possui características semelhantes às da laranja. “Também é rico em potássio, porém menos calórico”, diferencia. Por sua alta concentração de vitamina C, a nutricionista explica que o consumo da fruta auxilia no tratamento de gripes e resfriados além de melhorar a resistência dos vasos sanguíneos. “Uma mulher adulta precisa de 60 miligramas de vitamina C por dia e apenas 100 mililitros de suco de limão fornece metade dessa necessidade”, completa. Essa vitamina C ainda aumenta as defesas do organismo contra as infecções e colabora para uma nutrição saudável além de atuar contra o envelhecimento precoce.
O aumento no poder de cicatrização e auxílio na redução do estresse também são características saudáveis que podem ser atribuídas ao fruto do limoeiro. Outras substâncias presentes à fruta, que auxiliam no bom funcionamento do organismo, são o ácido cítrico, vitaminas A e do complexo B, ferro, magnésio, fósforo e enxofre, além de diversas proteínas.
 
Prevenção – Os benefícios do consumo regular de limão são inúmeros. Os mais importantes são o combate à aterosclerose, por auxiliar na remoção das placas gordurosas das artérias; colaborar na manutenção do colágeno e da hemoglobina, por seu efeito antisséptico; combater a acidez gástrica e úrica por conta da ação alcalinizante do sangue; prevenir doenças respiratórias como asma, enfisemas, tuberculose e bronquite crônica.
Felizmente, o brasileiro pode encontrar o limão o ano inteiro nos supermercados e feiras livres. Entre os tipos mais conhecidos está o Tahiti, o mais produzido no Brasil. Na hora de escolhê-lo, evite os frutos com manchas escuras na casca, pois essas demonstram que o limão pode estar estragado. Quanto mais fina for a casa do limão, mas suco ele terá. 
A nutricionista Camila informa que a melhor forma de aproveitar os nutrientes do limão é consumi-lo in natura, em razão da vitamina C ser sensível à luz e à temperatura, além de ser volátil. Em função de sua rápida evaporação, a especialista orienta consumir o suco de limão imediatamente após o preparo. Quanto à casca e o interior da fruta, ricos em fibra, a dica é utilizá-los por inteiro em bolos. Trata-se de uma boa forma de se manter uma dieta saudável e balanceada. Para tanto basta assar ou cozinhar a casca do limão e utilizá-la na receita, como ingrediente.
Em tempo: não espere dos sucos de limão industrializados os mesmos benefícios da fruta in natura. “Na maioria desses produtos, a vitamina C se perde durante o processo de fabricação é adicionada artificialmente, junto a aditivos químicos, conservantes e sódio”, avisa Camila.


Variedades

Em geral, todas as variedades do limão apresentam características parecidas, diferenciando-se apenas na cor, tamanho, forma e textura da casca, que pode variar de lisa a enrugada. Há cerca de 70 variedades em todo o mundo, porém as mais conhecidas no País são:
Tahiti – Trata-se de um híbrido da lima-da-pérsia com o limão cravo. Também recebe o nome de lima ácida. O fruto apresenta formato arredondado, casca lisa ou ligeiramente rugosa, coloração verde e polpa esbranquiçada. Sem sementes, é muito suculento.
Siciliano – Maior e mais alongado, terminando com duas extremidades proeminentes. Amarelo, tem casca grossa, abundante e rugosa. Menos suculento que o Tahiti.
Galego – Fruto pequeno, redondo e muito suculento. Apresenta casa fina e lisa, de cor verde ou amarelo-clara. A polpa tem de cinco a seis sementes, é rica em suco de sabor ácido, porém agradável. Até recentemente seu consumo era popular, mas foi substituído pelo Tahiti.
Cravo – Uma variedade bem rústica conhecida por nomes como limão rosa ou vinagre. Disseminado pelos pássaros, é comum ser encontrado no campo e em quintais do interior do País. Parecido com a tangerina por ter a casca levemente solta da polpa. Casca e polpa apresentam tons laranja avermelhados. Tem sabor e aroma bem característicos, muitas sementes e suco ácido, por ser a variedade com menor teor de frutose.
 




Fonte: FC edição 947 - Novembro 2014
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Doença celíaca
Doença do intestino delgado, autoimune, crônica, causada por uma reação ao glúten
TOD à luz da escuta de Baco
Transtorno Opositivo Desafiador, conheça esta doença
Doenças autoimunes
Quando nosso sistema imunológico se desequilibra, entram em cena as doenças autoimunes
Você cuida bem da sua audição?
A saúde da nossa audição é também questão de bem-estar
Sinusite ou rinite?
Tanto a sinusite como a rinite são inflamações que afetam as mesmas regiões do corpo.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados