Alimentação x Enxaqueca

Data de publicação: 15/03/2018



Alimentação x Enxaqueca

Especialistas ressaltam que o que se coloca no prato pode influenciar no desencadeamento e no controle da enxaqueca

Dor constante, muitos analgésicos e até pronto-socorro. Para quem sofre de enxaqueca, isso não é novidade. A enxaqueca é um tipo de cefaleia, ou seja, dor de cabeça, que afeta cerca de 30 milhões de brasileiros. Há crises de todas as intensidades, com sintomas que podem variar: dor de cabeça latejante e unilateral, intolerância à luz, aos ruídos e a odores, além de náusea e vômito.
São muitos os fatores que podem desencadear uma crise, como remédios, período menstrual, odores fortes e barulho. E também a alimentação! Os especialistas ressaltam que o que se coloca no prato pode influenciar no desencadeamento e no controle da enxaqueca. A dica fundamental para quem sofre desse problema é prestar atenção na alimentação: queijos curados, molhos. Vinho tinto, café e chocolates, por exemplo, são alimentos que liberam substâncias inflamatórias que dilatam os vasos cerebrais e ajudam a desencadear a dor de cabeça.
Outros alimentos que podem prejudicar são os temperos, macarrão instantâneo, caldos prontos, bolachas salgadas, sopas prontas, shoyu e molho inglês pois têm glutamato monossódico, além dos embutidos e defumados, como presunto, salame, salsicha, linguiça e patês e os produtos em versão diet também, pois têm aspartame, um tipo de adoçante que provoca enxaqueca. Mas há alimentos que podem gerar crises em algumas pessoas e em outras não. O ideal é ficar atento a tudo o que é consumido e montar uma lista própria do que pode ou não comer.
Os alimentos indicados são arroz, frutas, noz, queijos, iogurtes, verduras, pães integrais, grãos e cereais, leite desnatado e carnes e peixes magros, fontes de carboidratos e triptofano, que estimulam a liberação de serotonina, os peixes de água fria, como salmão e sardinha, que são ricos em ômega-3, substância que ajuda a evitar inflamações que provocam dores.
Também são bem-vindos a castanha-do-pará e amêndoas (ricas em selênio, atuam no sistema nervoso central e ajudam a diminuir a intensidade das crises), ovos, espinafre, escarola, agrião, couve (têm vitaminas do complexo B, que são antioxidantes e favorecem as funções cerebrais), além da aveia, feijão, batata, ervilha, sementes e tomate, que possuem magnésio, substância que costuma faltar no organismo de quem tem enxaqueca.
As receitas a seguir são elaborados com alimentos indicados pelos especialistas, pensando em quem tem crises de enxaqueca. As receitas e as imagens foram gentilmente cedidas pela empresa alimentícia Coqueiro (www.coqueiro.com.br).

Arroz à grega com sardinha
Ingredientes
Arroz
1 xícara (chá) de arroz
2 latas de sardinha  (125 g cada lata)
1 colher (sopa) de óleo
1 dente de alho picado
meia cebola pequena picada
2 xícaras (chá) de água fervente
1 colher (chá) de sal
Legumes
1 colher (sopa) de manteiga
meia cenoura pequena picada
2 colheres (sopa) de pimentão vermelho picado
3 colheres (sopa) de ervilha cozida
2 colheres (sopa) de uva-passa branca sem sementes
Sal a gosto
1 colher (sopa) de cheiro-verde picado
Modo de preparar
Escorra as sardinhas, retire as espinhas, corte em pedaços menores e reserve. Em uma panela, aqueça o óleo em fogo médio e doure levemente o alho e a cebola. Adicione o arroz e refogue bem. Junte a água fervente e o sal e cozinhe, com a panela parcialmente tampada, por dez minutos. Abaixe o fogo, tampe a panela e cozinhe por mais cinco minutos ou até secar o líquido. Reserve. Em uma panela, aqueça a manteiga em fogo médio e refogue a cenoura, o pimentão, a ervilha e a uva-passa. Tempere com o sal e o cheiro-verde, e refogue por mais um minuto. Junte a mistura ao arroz, acrescente a Sardinha em Óleo reservada e misture delicadamente. Sirva em seguida.

Crepioca de sardinha com queijo branco
Ingredientes
Recheio
2 latas de sardinhas em óleo
1 colher (chá) de azeite
½ cebola pequena picada
2 tomates, sem pele e sem sementes, picados
1 colher (sopa) de cheiro-verde picado
1 xícara (chá) de queijo minas frescal ralado no ralo grosso
Massa
1 xícara (chá) de farinha para tapioca
1 ovo
Azeite (para untar)
Modo de preparar
Retire as sardinhas das latas, escorra, retire as espinhas e reserve com o óleo da lata.  Em uma panela, aqueça o azeite em fogo médio e refogue a cebola. Junte os tomates e refogue por mais dois minutos. Acrescente as sardinhas com o óleo, o cheiro-verde e refogue até reduzir o líquido, misturando com cuidado para não desmanchar as sardinhas. Reserve. Em uma tigela, bata o ovo ligeiramente, junte a farinha para tapioca e misture até ficar homogêneo. Unte e aqueça uma frigideira média em fogo médio. Distribua uma porção de massa apenas para cobrir o fundo da frigideira, rodando-a para espalhar a massa. Deixe dourar levemente a base e vire para dourar o outro lado. Distribua na massa metade do recheio de sardinha e do queijo e feche formando em envelope. Deixe em fogo baixo por dois minutos ou até o queijo derreter levemente. Repita a operação com o restante da massa e recheio. Sirva em seguida.

Salada de sardinha com grão-de-bico
Ingredientes
2 latas de Sardinha Limão Coqueiro 
2 xícaras (chá) de grão-de-bico cozido
1 tomate médio, sem sementes, picado
meia cebola roxa média picada
5 azeitonas pretas picadas
2 colheres (sopa) de salsinha picada
1 colher (chá) de sal
pimenta-do-reino a gosto
3 colheres (sopa) de azeite de oliva
Modo de preparar
Retire as sardinhas da lata, remova as espinhas e reserve as sardinhas e o molho da lata. Em uma tigela, misture as sardinhas, o grão-de-bico, o tomate, a cebola, as azeitonas e a salsinha. Tempere com o sal, a pimenta, o azeite e 3 colheres (sopa) do molho da sardinha reservado e misture bem. Sirva em seguida.





Fonte: FC edição 974, fevereiro de 2017
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Automedicação: faz mal
Consumir remédios por conta própria ou por indicação de terceiros pode ter sérias consequências
Síndrome das pernas inquietas
Reconhecida oficialmente há cerca de dez anos, essa síndrome – nem um pouco rara ou agradável
Médicos pedem misericórdia
Rejeição das famílias em doar órgãos de pessoas falecidas chega a 43% dos casos no Brasil
Saúde na UTI
Em grande parte dos países do mundo, o serviço público de saúde é considerado um dever do governo
Tristeza ou depressão
É comum as pessoas confundirem tristeza com depressão.A depressão é um estágio avançado.
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados