Liturgia da Palavra

Data de publicação: 16/04/2018

4º Domingo da Páscoa
Ano B – 22 de abril de 2018


At 4,8-12 – Pedro e João são interrogados por terem feito o bem a um enfermo.

Sl 117 (118) – O Senhor faz maravilhas aos nossos olhos.

1Jo 3,1-2 – Quando Jesus se manifestar seremos semelhantes a Ele.

Jo 10,11-18 – O bom pastor dá sua vida por suas ovelhas.


Jesus ressuscitado, o Bom Pastor

1. O Domingo do Bom Pastor está no coração do Tempo Pascal. Jesus ressuscitado é o Bom Pastor. Não há título maior nem melhor do que este para Jesus. Ele sempre foi o Bom Pastor e é esta a imagem que os primeiros cristãos conservaram de Jesus. O pastor cuida das ovelhas e o bom pastor cuida bem de seu rebanho. Ele dá a vida pelas ovelhas. Foi o que Jesus fez, dando sua vida na cruz por todos nós. Ele conhece cada um de nós pelo nome. Ele sabe quem eu sou, sabe quem você é. E nos quer bem. Ele se importa conosco. Jesus sabe que há pessoas que não pertencem ao seu rebanho, que não o conhecem, ou que não o aceitaram e que não o seguem. Ele se preocupa com elas e espera que um dia haja um só rebanho e um só pastor. Ele fala também da entrega da sua vida. Diz que a dá e a recebe de novo. Está se referindo à sua ressurreição. Entregou sua vida na morte de cruz e a recuperou na ressurreição ao terceiro dia.
2. Pedro e João foram presos quando explicavam, no Templo, o milagre da cura do homem aleijado e falavam da ressurreição de Jesus. Os sacerdotes do Templo não gostavam que se falasse de ressurreição. Tinham um ensinamento diferente. Então, diante dos chefes, dos anciãos e dos escribas, de Anás e Caifás, Pedro, cheio do Espírito Santo, fez sua profissão de fé no Cristo Ressuscitado. “Saibam que este homem foi curado pelo nome de Jesus Cristo, que vocês crucificaram e que ressuscitou dos mortos. Este é o único nome que nos dá a salvação.”
3. É por isso que São João escreve que somos de verdade filhos de Deus. Jesus morreu por nós, nos salvou e nos fez, com Ele, filhos de Deus Pai. Somos todos irmãos. Ainda não sabemos nem vemos bem o que somos. Quando Jesus se manifestar, veremos que somos semelhantes a Ele. Nós o veremos face a face e nos veremos unidos a Ele, formando com Ele um só corpo. Somos membros do corpo do qual Ele é a cabeça.
4. Não podemos deixar ninguém de lado nem esquecido nesta vida. Toda a humanidade foi resgatada pela morte e ressurreição de Jesus. Ele quer bem a todos, sem exceção, e gostaria de ser o Bom Pastor de todos. Por que precisamos de um bom pastor? Precisamos por causa da nossa fragilidade. Somos fracos de corpo e de espírito. Caímos, nos machucamos, saímos do rumo, nos perdemos. Temos em nós uma inclinação para o mal. Somos puxados de um lado para outro pela soberba, avareza, luxúria, ira, gula, inveja e preguiça. O Bom Pastor nos ajuda a recuperar o equilíbrio ensinando-nos a humildade, a generosidade, a castidade, a paciência, a temperança, a caridade e a disciplina. Na caridade se encontram todas as virtudes. Elas são forças interiores que nos impulsionam para o que é bom, agradável e perfeito aos olhos de Deus.
5. Há dois momentos em nossa liturgia nos quais invocamos o Bom Pastor, que são muito significativos. Na sequência da festa de Corpus Christi, quando cantamos: “Bom Pastor, pão da verdade, tende de nós piedade, conservai-nos na unidade, extingui nossa orfandade e conduzi-nos ao Pai”; e quando sepultamos o corpo de nossos irmãos e irmãs falecidos, rezamos na Encomendação, que ele e ela, “transportado nos ombros do Bom Pastor, mereça gozar alegria eterna na companhia de Cristo Rei com todos os seus santos”.


Leituras e Salmos (23 a 28 de abril)
2ªf.: At 11,1-18; Sl 41 (42); Jo 10,1-10.
3ªf.: At 11,19-26; Sl 86 (87); Jo 10,22-30.
4ªf.: 1Pd 5,5b-14; Sl 88 (89); Mc 16,15-20.
5ªf.: At 13,13-25; Sl 88 (89); Jo 13,16-20.
6ªf.: At 13,26-33; Sl 2; Jo 14,1-6.





Fonte: FC edição 987, Março de 2018
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

As cinco ervilhas
Em uma vagem verde, viviam cinco ervilhas. A vagem e as ervilhas foram crescendo e ficando amarelas. Mas logo elas acabaram dentro da jaqueta de um homem.
Criança tem direito
Uma galerinha antenada refletiu sobre os Direitos das Crianças. A Declaração Universal dos Direitos da Criança, criada com o fim de integrá-la na sociedade e zelar pelo seu convívio e interação social, cultural e até financeiro, dando-lhe condições de sob
A primavera na Igreja
No ano do jubileu do Concílio Vaticano II, 2012, a Revista Família Cristã iniciou reflexões e, a cada mês do ano jubilar, aborda um aspecto deste vasto acontecimento da Igreja, com especialistas no assunto
Sacramento e Sacramentos
No imaginário popular, quando se fala em sacramento, de imediato se pensa nos sete Sacramentos da Igreja, ou em algum Sacramento específico, como o Batismo, a Crisma, a Eucaristia etc...
Início Anterior 56 57 58 59 60 61 62 63 64 65

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados