O moderno Japão

Data de publicação: 20/07/2018


Por, Nathan Xavier

Novo espaço em São Paulo, na mais paulista das avenidas da capital, quer ser uma ponte entre o Brasil e o Japão

No dia 18 de junho de 1908, aportava em Santos (SP) o navio Kasato Maru, com 781 lavradores a bordo, vindos do Japão para as fazendas do interior paulista. Quase todos encontraram péssimas condições para trabalhar, mas ao longo do tempo conseguiram reverter a situação. Hoje, o Brasil detém a maior concentração nipônica fora do Japão: são cerca de 1,5 milhão de nikkeis (termo usado para denominar os japoneses e seus descendentes) e é no estado de São Paulo onde se observa a grande influência japonesa no dia a dia da população, e, em especial, na capital, com um bairro inteiro dedicado à cultura, culinária e arte orientais. Agora a Avenida Paulista, cartão-postal de São Paulo, ganhou uma nova atração: a Japan House.
O prédio de três andares e arquitetura arrojada, com atrações gratuitas voltadas à arte, gastronomia e tecnologia, reúne o Japão contemporâneo, inovador e diferenciado, mas sem se esquecer de suas raízes históricas, conhecidas em todo o mundo. A diferença é que o espaço mostra o Japão do presente de olho no futuro. Construída pelo governo japonês, a Japan House escolheu primeiramente o Brasil para abrigá-las, outras duas ainda serão abertas em Los Angeles (EUA) e Londres (Inglaterra).

Troca de contratos – No Brasil, o local abriga, além do espaço de exposições, um café, um restaurante, salas para workshops, lojas e uma biblioteca com quase 2 mil livros em português, japonês e inglês, abrangendo assuntos como artes, arquitetura, design, turismo, gastronomia e cultura japonesas.
A Japan House também funciona como ambiente de negócios, facilitando a troca de contatos e conhecimentos entre os dois países. Estão previstas ainda, somente neste ano, oito exposições sobre a cultura milenar do povo japonês e a primeira delas, Bambu – Histórias de Um Japão, segue apenas até este mês.
A mostra apresenta uma coleção de obras e um curta-metragem que remetem à cronologia de mais de 150 anos de arte em bambu e impressiona por mostrar a versatilidade e a força desse material. Essa mostra não foi escolhida por acaso, como explica Marcello Dantas, curador e diretor de programação da Japan House São Paulo: “O bambu é uma espécie de ingrediente secreto que se manifesta de diferentes formas no tecido cultural do Japão. Mas também é um velho conhecido do brasileiro, se apresentando em mais de 200 espécies em nosso território. Encontra-se no Acre a maior floresta nativa da planta no mundo, mas pouco sabemos aproveitá-la”; um contraponto ao uso intensivo pelos japoneses. E continua: “A presença do bambu se estende da cerimônia do chá às artes marciais, da música à arquitetura, das artes visuais aos utilitários rurais, dos ritos religiosos às brincadeiras de criança, da literatura à inovação e à tecnologia”.

Espírito japonês – Tudo na Japan House faz jus à fama dos japoneses na perfeição com os detalhes. Até mesmo os banheiros são dotados de tecnologia de ponta e equipados com produtos futuristas. Para garantir que o chamado wa, o espírito japonês, esteja presente em todos os detalhes, uma equipe de 22 funcionários da casa passou por um treinamento de omotenashi, a hospitalidade japonesa. Também não há paredes fixas: telas feitas de papel artesanal, o washi, se movem em diversas direções para criar ambientes conforme a necessidade.
Angela Hirata, presidente da Japan House São Paulo, conta que o espaço receberá investimento de 100 milhões de reais do governo japonês até 2019, e às exposições estarão associados também workshops e palestras. Junto à mostra do bambu, por exemplo, aconteceram palestras sobre o papel desse elemento nos rituais espirituais japoneses e uma oficina de Hajime Nakatomi, sobre como fazer joias de bambu. A ideia da Japan House vai além do próprio local, integrando atividades que não ficarão restritas ao espaço da Avenida Paulista, além da parceria com empresas brasileiras e japonesas. O Shopping Paulista, outro exemplo, localizado a poucos metros da Japan House, será parceiro na construção de um jardim japonês, na Praça Oswaldo Cruz, cujas obras devem ter início em dois meses. Tudo para trazer um pouco do novo Japão até o Brasil.

Japan House
Onde: Avenida Paulista, 52
Horário de funcionamento
Terça a sábado: 10 às 22 horas / Domingo e feriado: 10 às 18 horas
Entrada gratuita
 




Fonte: Fc edição 979, Julho de 2017
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

O silêncio em meio à mata
O Museu do Seringal Vila Paraíso, em Manaus, no Amazonas, conduz ao ciclo da borracha
O colorido das festas juninas
De norte a sul, o povo brasileiro se reúne no inverno para festejar seu modo de viver
Por um fio
ornalistas lançam Era uma vez um cabelo, sobre a doença alopecia areata, ainda pouco conhecida
Nas entranhas do mundo
O Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira concentra um dos maiores complexos de cavernas no Brasil
Viajar e aprender
O turismo pedagógico é uma área que se especializa a cada ano, como um ótimo recurso educacional
Início Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados