Com um toque oriental

Data de publicação: 14/11/2018



Por,  Rosimeire Miyazato Aguena
Com um toque oriental

A culinária japonesa, cada vez mais presente no dia a dia do povo brasileiro, é rica de significados, com pratos preparados para cada ocasião. Neste mês, publicamos uma refeição com receitas de arroz, salada, carne e um doce para a sobremesa ou lanche. Os ingredientes são fáceis de encontrar e o sabor surpreendente!

Arroz com legumes (Neguiri)
Ingredientes
2 xícaras (chá) de arroz tipo japonês ou arroz comum
2 cenouras grandes
4  vagens

Modo de preparar
Cozinhe o arroz somente com água e sem sal. Se preferir, coloque apenas um pouco de sal. Cozinhe separadamente os legumes bem picados. Coloque o arroz e os legumes em uma tigela grande, misturando-os.
Depois, formate o arroz usando forminhas, é só preenchê-las bem, apertar, e ficará pronto o arroz formatado. Há forminhas de formato triangular e retangular, compradas em lojas de utensílios de culinária japonesa. O arroz também pode ser formatado manualmente, coloque uma porção em uma das mãos e com a outra vá apertando e formando triângulos, bolas ou retângulos.


Salada de acelga
Ingredientes
1 acelga
1 cabeça de Alho, bem picado
Gergelim cru a gosto
Gengibre ralado ou picado bem pequeno a gosto (opcional)
Limão a gosto
Sal a gosto
1 fio de óleo de soja

Modo de preparar
Corte a acelga em quadrados de mais ou menos 2 cm. Salgue e escorra bem para retirar o excesso de água. Reserve.
Frite o alho, o gergelim e o gengibre, até que fiquem amarelados, sem deixar queimar. Jogue o tempero quente sobre a acelga. Esprema o limão por cima, tempere com sal e óleo e misture tudo. Deixe curtir por pelo menos 12 horas, dentro da geladeira.

Carne ao molho Shoyu
Ingredientes
Filé de frango, alcatra, filé-mignon ou lombo de porco
Alho e cebola a gosto
Cebolinha a gosto
Pimentões verde, amarelo e vermelho (opcional)
Shoyu (molho de soja)
Sake Mirim (opcional)
Ajinomoto (opcional)
Óleo de soja

Modo de preparar
Corte a carne em tiras finas e reserve. Frite o alho e a cebola no óleo de soja. Acrescente a carne, os pimentões e tempere com molho Shoyu, Sake Mirim, sal (opcional) e Ajinomoto. Cozinhe e no final acrescente a cebolinha picada em tamanho de 3 cm, até murchar.

Manju assado

Ingredientes da massa

1 Kg de farinha de trigo
1 colher (sopa) rasa de sal amoníaco, se não encontrar, o sal amoníaco, utilize mais ou menos 800 g de farinha de trigo com fermento
6 ovos, separando 2 gemas para pincelar
¾ de copo americano de leite
¼ de copo americano de óleo
2 colheres (sopa) de margarina
3 xícaras (chá) de açúcar

Ingredientes do recheio
½ kg de feijão tipo azuki (comprado em supermercado que vende produtos japoneses)
Açúcar a gosto

Modo de preparar
Para o recheio, deixe o feijão de molho antes de cozinhar. Depois de cozido, bata no liquidificador. Cozinhe em panela ou frigideira grande com o açúcar, mexendo sempre para não queimar, até secar a água do feijão. Reserve. Numa tigela, misture os ovos, o leite, o óleo, a margarina o açúcar e por último, a farinha com sal amoníaco, ou a farinha com fermento. Amasse bem até obter uma massa de bolacha. Para enrolar o doce, pegue com uma colher de sobremesa uma quantidade de massa e faça uma bolinha, abra-a e recheie com o doce de feijão. Pode ser feito também com formato meio achatado. Coloque em assadeira untada com margarina, pincele com as gemas, e coloque para assar em fogo médio, por mais ou menos vinte minutos.

Observação: Este tradicional e muito consumido doce japonês teve certa alteração da receita original, pelo fato de talvez não se encontrar com facilidade o ingrediente: sal amoníaco, mas o sabor continua idêntico. 






Fonte: Fc março de 2012
Postado por: Família Cristã




Comentários


Comente





Compartilhe este conteúdo:


Veja Também

Alimentação
Feijão e arroz, riquíssimos em nutrientes,formam uma combinação perfeita
Plantas medicinais
Conheça as propriedades das plantas Amor-perfeito, Avelós, Unha-de-gato e Lágrima-de-Nossa-Senhora
7 Pecados Capitais
Inveja:“um dos mais antigos pecados da humanidade, certamente o mais inconfessável deles”
Wilheim morre aos 85 anos
O arquiteto morreu na madrugada de 14 de fevereiro
A beleza de Caçandoca
Em meio às montanhas, à beira mar, vive um povo que há gerações luta pela sua cultura
Início Anterior 31 32 33 34 35 36 37 38 39 40 41 42 43 44 45 46 47 48 49 Próximo Final

Termos mais pesquisados

Busca avançada
Copyright © Pia Sociedade Filhas de São Paulo - Brasil - Direitos Reservados